Barbeiro, eu!?

Quem nunca ouviu ou falou este e outros adjetivos no trânsito que dê a primeira buzinada
  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Barbeiro, eu!?
Adriana Bernardino
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Hoje, 25 de julho, é dia de São Cristóvão, protetor dos motoristas e viajantes. “Cristóvão” quer dizer “aquele que carrega Cristo”. Segundo a lenda, o santo era um gigante com mania de grandeza. Em um momento de lucidez, resolveu trocar a arrogância pelo serviço ao próximo, transportando pessoas de um lado a outro de um rio. Certa noite, foi a vez de um menino pedir para ser transportado. Durante a travessia, o peso do garoto foi aumentando até se igualar ao peso do mundo. Diante da surpresa do gigante, o garoto se revelou: “ transportaste o Criador de todas as coisas. Sou Jesus, aquele a quem serves”.

Devido à devoção a São Cristóvão, foi adotada a mesma data para o Dia do Motorista.

Com o objetivo de comemorar este dia, o site WebMotors propõe um teste para você descobrir se é mesmo um motorista de verdade. Afinal, tirar carteira de motorista é uma coisa. Ser um motorista deveras é outra bem diferente.

Responda as perguntas abaixo e veja se você merece parabéns ou um alto e sonoro: “NAVALHAAAA!”


1 Ao entrar no carro, seu primeiro passo é:

a Olhar no espelho e conferir se a aparência está em ordem.
b Checar se os espelhos, o banco e a posição de dirigir estão perfeitos para você.
c Sair o mais rápido possível, já que está sempre atrasado.
d Nem uma coisa nem outra. O sono é tanto que só se lembra que está dirigindo alguns quilômetros depois.


2 Depois de ligar o carro, seu próximo passo é:

a Olhar nos retrovisores.
b Dar ré e seja o que Deus quiser.
c Olhar nos retrovisores e, se o local for perigoso, tentar ter o máximo de visibilidade possível.
d Quem vem de trás é que deve estar atento não você.

3 Ao mudar de faixa, você:

a Dá seta e entra.
b Dá seta e olha no retrovisor para confirmar se a passagem está livre
c Olha no retrovisor. Se estiver livre, não é necessário dar seta.
d Faz uma manobra repentina

4 Ao se dirigir a um local que ainda não conhece, você:

a Confia na intuição já que conhece mais ou menos o caminho.
b Pede orientação pelo celular enquanto dirige.
c Prefere consultar o guia antes de sair de casa.
d Inspira-se durante o percurso, indo devagarzinho no esquema tentativa e erro.


5 Quando um dos ocupantes do veículo tem de descer, você:

a Anda o que for preciso para estacionar o carro primeiro.
b Pára onde estiver, pois é rapidinho.
c Costuma aproveitar o farol fechado.
d Pára tranquilamente em fila dupla e se demora na despedida. Quem estiver atrás que espere um pouco, ora.

6 Ao dirigir, como você indica suas intenções aos outros motoristas:

a Sinaliza todos os movimentos.
b Sinaliza quando se lembra.
c Nunca sinaliza, já que quem vem atrás tem de estar atento.
d Sinaliza, sim, com o dedo do meio, se alguém lhe der uma buzinada daquelas.

7 Na hora da ultrapassagem, o mais importante é:

a Nunca ultrapassar, já que não tem prática.
b Ficar esperto para o caso de uma brecha, ainda que não seja o mais seguro.
c Ficar atento às possibilidades, respeitando a sinalização e a faixa contínua.
d Ultrapassar pela direita só em caso de urgência.

8 Em relação ao carro da frente:

a Carro da frente? Às vezes, nem reparo que ele existe.
b Fica bem longe do carro da frente, nunca se sabe...
c Cola, acelera e fica estressado com a moleza do outro.
d Mantém uma distância segura, o suficiente para conseguir frear;

9 Sobre faróis e cruzamentos, você:

a Confia plenamente neles.
b Respeita e fica atento para o caso de se deparar com os desatentos.
c Só pára em faróis ou cruzamentos nos casos necessários.
d Fica mais atento à CET e aos radares.

10 Quando o assunto é velocidade, você:

a Não gosta. Anda devagar ainda que pela esquerda.
b Costuma dirigir de acordo com os limites estipulados para cada local.
c Pisa fundo, afinal, quem gosta de motorzinho é dentista.
d Acelera de acordo com a pressa.

11 Enquanto está no trânsito, você:

a Usa o celular normalmente, pois consegue dar atenção às duas coisas.
b Troca a estação do rádio e lê o jornal: é preciso manter-se informado.
c Aproveita para caprichar da maquiagem, arrumar os cabelos ou, no caso dos homens, acertar a barba.
d Mantém a atenção no tráfego, ainda que seja irritante.

12 Quando o assunto é manutenção preventiva do seu carro, você:

a Ih! Lembra-se de que não checou os freios só depois que bateu.
b Sempre troca o óleo. Não é o suficiente?
c Acha perda de tempo. Quando o veículo der um problema, conserta e pronto.
d É cadastrado na Agenda do Carro e obedece as datas ideais para checar os itens do veículo.


Respostas: 1 b; 2 c; 3 b; 4 c; 5 a; 6 a; 7 c; 8 d; 9 b; 10 b; 11 d; 12 d.


Se você fez 12 pontos, parabéns! O trânsito seria uma maravilha se todos dirigissem como você.
Fez 9 pontos? Muito bem! Você é um bom motorista, mas ainda pode melhorar.

Se sua pontuação foi, no máximo, 6, é bom rever sua forma de dirigir. Você é um forte candidato a barbeiro.

Se você fez 3 pontos ou menos, caro motorista, a solução é voltar para a auto-escola o mais rápido possível. Você é realmente um barbeiro, navalha, tranca-rua, roda presa e bração; enfim, um risco para a segurança no trânsito.

Veja os conselhos do Detran www.pr.gov.br/detranpara ser um ótimo motorista:

Lembre-se de que sempre que no trânsito você não está sozinho e as leis não foram feitas apenas para os outros, mas para você também, e que grande parte dos problemas de relacionamento humano no trânsito ocorrem devido a uma série de fatores, tais como:

• Supervalorização da máquina:
Quanto melhor o veículo mais direitos e menos deveres o condutor "acha" que tem.

• Inversão de valores:
O veículo como instrumento de força, vaidade e competição.

• Falta de controle emocional do indivíduo:
Só os seus problemas ou vontades contam e devem ser respeitados.

• Egoísmo:
Falta de pensar em conjunto, só ele conta, os outros não existem.

• Descaso a normas e regulamentos:
A legislação de trânsito foi feita para os outros, não para mim.

• Falta de domínio aos impulsos indesejáveis:
Dizer palavrões, fazer gestos obscenos, achar-se dono da rua.

• Uso inadequado dos mecanismos de ajustamento:
Tentar dar sempre um "jeitinho" para fugir das leis de trânsito.

• Falta de planejamento horário e percurso:
Tentando recuperar o tempo perdido, apressando ou perturbando os outros condutores.

• Desconhecimento:
Não conhecendo as leis de trânsito, sinalização, seu veículo, como poderá dirigir corretamente?

• Desrespeito aos direitos alheios:
Sempre que você cometer uma infração de trânsito estará ferindo direitos alheios.

• Ao invés de acelerar quando um condutor pede passagem, diminua a velocidade e deixe-o passar. Você não está disputando um lugar no pódio.

• Em vez de trafegar lentamente pela esquerda, dificultando as ultrapassagens, mude de faixa andando pela direita, você também chega lá.

• Em vez de invadir a via preferencial de um outro condutor, aguarde um pouco mais. Freadas bruscas não são muito agradáveis.

• Ao invés de buzinar excessivamente no trânsito, mantenha a calma. Você conhece alguém que goste de buzina?

• Em vez de mudar bruscamente de pista, confira antes o retrovisor e use as setas. Você não anda sozinho pelas vias.

• Ao invés de correr na chuva, ignorando o risco da pista molhada, diminua sempre a velocidade. O aumento de acidentes, com o tempo ruim, não é mera coincidência.

• Em vez de "esquecer" o seu carro em fila dupla, atrapalhando os outros, ande um pouco mais. Tem sempre uma vaga livre adiante.

• Ao invés de ficar atrás de um carro, que está indicando que vai virar à esquerda, ultrapasse pela direita. Esta é a única exceção à regra de ultrapassagem.

• Em vez de carregar o capacete no braço, use a cabeça. Segurança nunca é demais.

• Ao invés de "furar" o sinal que acabou de ficar vermelho, aproveitando a lógica insensata de que "o pedestre espera", pare o carro na faixa. O respeito ao próximo vem muito antes das leis de trânsito.


Você sabia?

Um estudo revelou as barbeiragens dos motoristas americanos. Entre as mais graves estão:

• Falar ao celular.
• Comer e beber ao volante.
• Arrumar os cabelos, palitar os dentes e pasme se barbear.
• Ler jornais.



Leia também:

Se meu dono me ouvisse...Confira o desabafo de um carro

Qual é a vibe da sua placa?

A cor do seu carro é a sua cara

Tem trânsito? Aproveite para exercitar o corpo, a mente e o espírito
_______________________________
E-mail: Comente esta matéria

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors