Histórias de uma taxista

Cris ouve desabafos e causos cabeludos. Hoje, é a vez dela
  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Histórias de uma taxista
Adriana Bernardino
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

(8/3/2007 - Dia Internacional da Mulher) - Todo dia eles fazem tudo sempre igual. André, de 3 anos, percebe, pela movimentação na casa, que a mãe acordou. São cinco da matina. Sonolento, ele move apenas os olhos, acompanhando-a. Cristina Maria Gomes Valadieri ajeita algumas coisas, toma banho e se arruma para sair. Vestir a roupa de trabalho é a deixa que André aguardava para pular da cama e ir ao encontro da mãe, com o mesmo pedido: “me leva para dar uma volta”.

O prazer do menino é compreensível. Cristina dirigiu o táxi durante os sete meses de gravidez. A "volta" é ir à praia – eles moram em Praia Grande, São Paulo – e, depois, comer um enroladinho de presunto na padaria.

Mãe e filho entram no carro. Destino: ver o sol nascer. E essa visão é suficiente para iluminar todo o dia, de um e de outro, que só se encontrarão novamente tarde da noite.

Em meio ao deslumbramento da paisagem, às vezes André aponta suas surpresas: “Olha aquela onda, mãe!”

Ritual cumprido, Cristina pode trabalhar feliz, apesar da saudade não só de André, mas também da filha de 14 anos, Bárbara, e do marido.

Das 7 às 21 horas, Cristina percorrerá as ruas e avenidas de São Paulo. Agora, ela é a taxista, não a mãe. Quer dizer, nem sempre é possível agir em oposição a sua feminice, separar a profissional da mulher. No carro, não faltam fotos dos filhos, o batom, comidinhas no porta-luvas e presilhas para o cabelo.

Dia desses, um bando de adolescentes se aglomerou em seu táxi. “Para onde vamos?”, ela perguntou. “Ao drive-thru!”, responderam em coro. Além de aceitar o rádio alto, os risos escandalosos e toda a bagunça, Cristina os ajudou a organizar o dinheiro – que uns tinham outros não – para que ninguém ficasse sem o lanche e o refrigerante. Depois os levou, um a um, em segurança para casa.

Com quem, aliás, um homem se arriscaria chorar sem medo de julgamentos, por mais de uma hora, a morte do cachorro, se não com uma taxista mulher? “Rodamos pelas redondezas, até ele se acalmar. Ele me agradeceu muito e até pagou a mais”, lembra.

Calma é outra característica da profissional. Ela se desculpa e interrompe esta entrevista para ensinar o caminho a outro motorista. Pega o guia, procura e, juntos, descobrem o melhor percurso. Sem estresse e com tanta delicadeza que nos deixa derretidos, ensinados sobre como tratar nosso igual com dignidade.

Como mulher, é possível também compreender, além das aparências, a alma de outras mulheres, da passageira prostituta à "certinha". Em duas corridas diferentes, a primeira desabafou sobre o péssimo programa que tivera. Cristina ouviu sem preconceitos. A segunda, reparou no dedo sem aliança da taxista. “Você é casada?”, interrogou. Com a resposta afirmativa de Cristina – que é esposa de um também taxista, responsável por lhe inspirar a profissão – a passageira cobrou: “pois ande com aliança”. Mulheres: tão diferentes, tão parecidas.

Os taxistas têm muitas histórias para contar. Cristina ouve as do marido, suas alegrias e tristezas. Só sente que ele não ouça, com a mesma paciência, os seus desabafos. Talvez por isso ainda precisemos de um Dia Internacional da Mulher. (Aproveite, Cristina, para contar todos os seus causos. Hoje é o seu dia especial).

Há oitos anos, quando deixou a profissão de secretária para se dedicar ao táxi, Cristina imaginava que enfrentaria problemas. O mais difícil deles é aturar certo tipo de passageiro que a trata como se não fosse um ser humano ao volante. Do ponto de origem ao de chegada, vê apenas uma máquina cumprindo tarefas. O sujeito olha para os lados, para baixo, para o teto, mas nunca para ela.

Tudo bem, a taxista é paciente. “Nenhum dia é igual ao outro”, ela diz. Amanhã, um novo nascer do sol a espera.

Leia também:

A cor do seu carro é a sua cara

Mulheres e usados: sem medo de ser feliz

Tem trânsito? Oba!

Como distrair as crianças no carro

Gestante a bordo

________________________________
Receba as notícias mais quentes e boletins de manutenção de seu carro. Clique aqui e cadastre-se na Agenda do Carro!
________________________________
E-mail: Comente esta matéria

Envie essa matéria para um(a) amigo(a)

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors