Guia de compra – Ford Escort (de 1987 a 1992)

Leia aqui os melhores conselhos para a compra deste hatch que fez história
  1. Home
  2. Bolso
  3. Guia de compra – Ford Escort (de 1987 a 1992)
Alexandre Ramos
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Para o ano-modelo 1987, o Escort passou por modificações significativas. Fruto de um investimento de US$ 28 milhões de dólares e três anos de desenvolvimento, o novo modelo veio com a frente totalmente nova, assim como a traseira. Entre os novos itens estavam os pára-choques, de plástico e envolventes, capô, pára-lamas, faróis, laterais traseiras, lanternas, tampa do porta-malas etc. Nem mesmo a parte interna foi esquecida e todo o interior foi modificado, com a adoção de um no painel de instrumentos, bancos, forrações etc.

O que pouca gente sabe – ou se lembra – é que o motor também passou por mudanças, para tentar fazer frente aos excelentes motores VW, que eram bem mais modernos e eficientes que os velhos motores Ford, cuja origem remontava à Renault. Os pistões ficaram 20% mais leves, os anéis agora eram mais finos para diminuir o atrito com a parede do cilindro, e o virabrequim e o volante do motor tiveram o peso aliviado. Tudo isso resultou em nada menos que 11 kg a menos somente com mudanças nas peças móveis.

A Ford dizia que o carro ficaria 6% mais econômico, em média, com esse índice chegando a 12% no XR3. A potência foi acrescida de 4,4 cv na versão esportiva, que passou para 86,1 cv. Nas outras versões o ganho foi de 2 cv. Todos os Escort receberam amortecedores pressurizados, sendo o primeiro modelo nacional a contar com isso. E as suspensões de todos também foram recalibradas.

Em 1988 o Escort ganha um tanque maior, já que a baixa autonomia era uma das principais reclamações. De plástico, passou de 48 l para 65 l. E a alavanca de câmbio fica mais curta, passando de 61 mm para 53 mm.

Em 1989 o Escort ganha novas cores e tecidos dos bancos. Num primeiro momento foram lançados os modelos para aquele ano com a mesma motorização do ano anterior, mas a aliança entre a VW e a Ford, que tivera início em 1987, estava prestes a dar seus primeiros frutos. E o Escort, ainda como modelo 1989, passa a ter o motor AP 1.8S, o mesmo do Gol GTS, tornando o Escort XR3 um verdadeiro esportivo.

O primeiro a ter o novo motor foi o XR3 na série especial Benetton, que patrocinava a Ford na F1 daquela época e depois o XR3 recebeu o novo motor. Com isso vieram novas rodas, saias laterais apenas para o esportivo, piscas dianteiros com lentes brancas e o mesmo câmbio utilizado no VW Jetta, com trambulador acionado por cabos.

Em 1990 o GL passa a ter motor 1.8, mas na versão mais branda. Em 1991 é lançado o XR3 Formula, série especial que apresentava como principal mudança a adoção dos novos amortecedores com comando eletrônico, sendo o primeiro carro nacional a contar com eles.

Em 1992 esses mesmos amortecedores, assim como os bancos Recaro, passam a ser disponíveis para o XR3. E a Ford passa a importar da Argentina o Escort Guarujá, com quatro portas. O acabamento sofrível foi um dos motivos para que a nova versão não fizesse sucesso. E a segunda geração do Escort chega ao fim.

Comprando um Escort usado

Da mesma forma que acontece com os Escort mais antigos, não há muitos carros desses à venda hoje em dia. Mas, naturalmente, são bem mais comuns do que os primeiros Escort. Como nesses carros da primeira geração, os pára-lamas dianteiros continuam soldados ao carro e não parafusados, como acontece na maior parte dos carros nacionais. E apenas nos pára-lamas de fábrica há um pequeno símbolo da Ford estampado na dobra deles.

Nos modelos com motor 1.8, a suspensão é um tanto vulnerável e mesmo nos carros novos apresentava instabilidade e problemas de cambagem na dianteira. Os motores AP, da mesma forma que acontece quando instalados em carros VW, estão sujeitos à queima excessiva de óleo quando muito rodados na verdade a VW fala que até um litro por 1.000 km é normal, mas são muito resistentes e difíceis de quebrar.

O câmbio com engate por cabos também merece cuidados, ainda mais após tantos anos. A grande verdade é que esses carros já estão quase em nível de coleção, e não simplesmente de mercado de usados. Principalmente os XR3. Boa sorte!

Gosta da segunda geração do Escort brasileiro?

Então escolha aqui o modelo mais adequado para você:

Ford Escort

Procure todos os Guias de Compra aqui!

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors