Retrospectiva automotiva no Brasil

Mesmo com a incerteza da crise, em 2009 as ruas brasileiras viram chegar muitos novos automóveis por
  1. Home
  2. Bolso
  3. Retrospectiva automotiva no Brasil
Auto Press
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O ano de 2009 tinha tudo para o setor automotivo sentir as turbulências do colapso financeiro global de setembro de 2008. Mas a onda que ocorreu foi mesmo de lançamentos. Apesar do quadro desfavorável que se pintava, a “mãozinha” do Governo Fcaptional, principalmente com a redução do IPI, manteve o mercado local aquecido e os lançamentos na pauta de 2009. De quebra, com os mercados em recessão lá fora, por conta dessa mesma crise que fazia marolas aqui dentro, sobraram veículos para serem importados. Com isso, os últimos 12 meses foram repletos de novidades. Mais de 130 lançamentos, entre produtos inéditos, versões de acabamento, novas motorizações, séries especiais e renovações para a linha 2010.

O panorama favorável abriu as portas do mercado brasileiro até para modelos onde a racionalidade passa longe. São os estilosos modelinhos retrôs ou “fun cars”, que têm no visual o principal apelo. O Mini Cooper, compacto de luxo retrô da marca inglesa controlada pela BMW, foi um dos primeiros. Chegou com versões hatch e cabrio e preços acima de R$ 80 mil para brigar em um nicho onde o que importa é chamar a atenção. Mesma lógica do Cinquecento, da Fiat, subcompacto polonês que aportou por aqui com suas linhas simpáticas e modernosas. E também do Smart Fortwo, minicarro para dois ocupantes que tenta emplacar no Brasil com o marketing de motor pouco beberrão e carrinho fácil de estacionar em qualquer vaga. Além desses com estilo “mignon”, o Brasil também conheceu o Kia Soul, um crossover ousado que usa a própria indefinição de sua carroceria para fazer seu cartaz.

Mas o ano também foi das chamadas “plataformas para países emergentes” chegarem ao Brasil. No primeiro semestre surgiu a Nissan Livina – e na sequência suas derivações Grand Livina, com sete lugares, e “aventureira” X-Gear. Primeiro automóvel de passeio da marca japonesa feito no Brasil, a minivan chegou explicitamente para atacar as boas vendagens do Honda Fit. Não chegou a fazer coceira no exemplar da Honda, que estava mais preocupada em lançar o City, seu carro para emergentes no segmento de sedãs compactos premium, criado para rivalizar com Volkswagen Polo e Fiat Linea.

Aliás, foi o City que mexeu na linha da própria Honda. Com preços a partir de R$ 56 mil, acabou por abocanhar parte das vendas do Civic. A Toyota aproveitou a divisão do rival e lançou uma nova versão intermediária do Corolla – GLi. Deu certo, tanto que agora chega no fim do ano à frente nas vendas entre os sedãs médios. Já entre os compactos, com uma perfomance de vendas bem mais discreta, a Renault remodelou profundamente o Clio sedã para criar o Symbol com a proposta de ser um sedã compacto premium.

Volks e Fiat não ficaram paradas. A marca alemã dotou o Polo de versões Bluemotion – com apelo de modelos mais eficiente em consumo e emissões – e i-Motion – com câmbio automatizado –, enquanto o fabricante italiano criou novas configurações de entrada, mais baratas, para o Linea. Mas o principal lançamento entre os compactos foi mesmo o Agile. O hatch iniciou a nova linha da General Motors, que deve ganhar derivações sedã e crossover em 2010.

Entre os hatches médios, novidades e surpresas. Com a habitual política de preços agressiva, a Hyundai alçou o i30 a líder do segmento, superando o Vectra GT, que passou por uma reestilização juntamente com sua derivação sedã. Também ficaram para trás o Astra, que passou por um leve face-lift, o Golf, que viveu 2009 à base de séries especiais, e o Stilo, que recebeu uma nova versão top Blackmotion. O modelo sul-coreano ainda vendeu mais que duas outras novidades: a derivação dois volumes do Citroën C4, que surgiu no primeiro semestre, e o novo Ford Focus, que no apagar das luzes de 2009 finalmente ganhou motor 1.6 16V flex.

A Ford, aliás, também tentou oferecer mais resistência à S10. Tanto que remodelou profundamente a Ranger e criou versões mais baratas para brigar de igual para igual com o exemplar da Chevrolet. Não teve sucesso, assim como a Saveiro, que ganhou nova geração, mas não conseguiu ameaçar a incontestável liderança da Strada e tampouco ultrapassar a Montana entre as pick-ups compactas. O modelo da Fiat, aliás, se antecipou ao lançamento da Saveiro e criou uma configuração cabine dupla. Já o modelo da GM tratou de lançar versões intermediárias da Montana para garantir a segunda colocação.

No segmento de alto luxo, a liderança não é o alvo principal. O mais importante é mostrar a capacidade tecnológica e de requinte. Nessa vertente, a Mercedes iniciou a importação da nova geração do Classe E, justamente para brigar com o Audi A6 remodelado, que também começou a ser vendido em 2009. Os crossovers de luxo também marcaram presença. A mesma Audi trouxe o Q5 para atuar em um nicho onde estrearam no Brasil este ano Mercedes GLK e Volvo XC60. E até a Ford resolveu brincar nesse nicho com o Edge. Isso sem falar na Volks, que trouxe para cá o Tiguan. Mas a marca alemã quis mostrar que também sabe fazer carros estilosos e iniciou a importação do conversível Eos e do cupê quatro portas Passat CC. Afinal, no mercado brasileiro, pelo visto, há espaço para todos.

Retrospectiva 2009 - Novidades automotivas mês a mês

Janeiro

# A Fiat fez uma reestilização no Palio, que adotou a mesma frente do sedã Siena e ganhou motor 1.0 mais potente de 73/75 cv.
# A Nissan começou a fabricar a Livina em São José dos Pinhais, no Paraná.
# A Fiat Strada Fire recebeu um upgrade no propulsor 1.4 flex, com 85/86 cv.
# A Fiat encerrou a produção da versão Abarth do Stilo.
# O Honda Civic passou por uma reestilização.
# A GM aumentou a potência dos motores 1.0 flex do Celta e Classic, que passam a gerar 77 /78 cv.
# A Citroën começou a importar o C4 Picasso de cinco lugares.
# A Ford iniciou as vendas do crossover Edge no Brasil.
# O Chevrolet Prisma 1.4 ganhou mais potência: 95/97 cv.

Fevereiro

# A GM lançou uma versão de entrada da Captiva, com propulsor 2.4 de 171 cv.
# O Chevrolet Vectra passou por uma reestilização sob a alcunha de Next Edition e o motor 2.0 passou a gerar 140 cv com etanol.
# A Renault aposentou a motorização 2.0 16V da Scénic.
# A Volvo lançou o crossover médio-grande XC60.
# A Kia começou a importação do Mohave.
# A Audi lançou o A4 Avant, derivação station wagon do seu sedã médio.
# A Volkswagen encerrou a fabricação do Golf GTI.
# A Volkswagen lançou uma edição especial do SpaceFox, chamada Route.

Março

# A Volkswagen começou a comercialização do conversível Eos no Brasil e do cupê quatro portas Passat CC.
# A GM promoveu um face-lift no Vectra GT, sob o nome de Remix, e o motor 2.0 agora gera 133/140 cv.
# A Mitsubishi fez uma leve reestilização no Pajero Sport.
# A Citroën começou a vender a versão hatch do C4, feito na Argentina.
# A Fiat apresentou uma nova versão top do Stilo, denominada Blackmotion.
# A Volkswagen equipou o sedã médio Bora importado do México com motor 2.0 8V flex de 116/120 cv.
# O Polo ganhou duas novas versões: Bluemotion, voltada para economia, e E-Flex, esta sem reservatório adicional de gasolina para partidas a frio.
# A Mercedes lançou o CLC 200 K, cupê fabricado em Juiz de Fora, Minas Gerais.
# Surgiu a versão T-Jet do Fiat Punto, com 152 cv.
# O Prisma com motorização 1.0 começou a ser vendido.
# A BMW iniciou a importação das versões reestilizadas do Série 3.
# Chegou ao Brasil a linha reestilizada do médio-grande Peugeot 407.
# A Renault lançou o Symbol, sedã compacto que usa a plataforma do antigo Clio e é feito na Argentina.
# A Nissan estreou o Livina, minivan média feita no Paraná.
# A Fiat lançou uma nova versão inicial do renovado Siena, a EL 1.0.
# Chegaram as novas versões a gasolina da reestilizada Toyota Hilux SW4: 2.7 16V de 158 cv e 4.0 V6 de 238 cv.
# A Kia começou a vender a versão diesel V6 de 250 cv do Mohave.
# O Clio Campus ganhou uma série limitada denominada Get Up.
# A Mitsubishi lançou a edição especial L200 Savana 15 Anos Mitsubishi MotorSports.
# O Smart ForTwo chegou oficialmente ao Brasil.

Abril

# A Suzuki passou a vender a versão V6 do Grand Vitara com 232 cv.
# Chegou a vez da Chevrolet Zafira receber o motor 2.0 retrabalhado.
# A linha Mégane ganhou uma série chamada Extreme.
# A SsangYong passou a vender uma versão mais barata do Actyon com motor 2.3 de 150 cv.
# A BMW lançou o Mini Cooper.
# A Renault lançou uma nova opção 1.6 8V Hi-Torque para o Symbol.
# Começou a importação da nova geração da BMW Série 7.
# O Tiida passou a ter motor 1.8 16V flex, com 125/126 cv.
# A Volkswagen começou a importar o crossover médio Tiguan.
# A Ford lançou o Fusion 2010 reestilizado com nova versão 3.0 V6 de 243 cv.

Maio

# A Chevrolet Blazer passou a ser oferecida apenas na versão Advantage.
# A Fiat criou versões mais em conta do Linea: LX
1.9 16V e LX 1.9 16V Dualogic.
# A Volkswagen lançou a série especial Fox Sunrise.
# A Citroën passou a importar a nova geração do C5.
# A Audi lançou o Q5, menor utilitário esportivo da marca.

Junho

# A Volks criou versões Titan para Parati e Saveiro.
# Chegou ao Brasil a nova geração da Mercedes Classe E.
# A BMW apresentou a nova geração do Z4 e a versão Cabriolet S do Mini Cooper.
# A Hyundai começou as vendas do i30.
# A Land Rover lançou duas séries especiais para o Defender: Fire e Ice.
# Chegaram os modelos da linha C8 marca holandesa Spyker.
# A Mitsubishi Pajero Sport adotou motor V6 flex de 200/205 cv.
# Chegou a vez da Grand Livina ser lançada, versão maior e para sete passageiros da minivan média da Nissan.
# A Volvo estreou uma nova configuração do C30 com motor 2.0 e câmbio automatizado de seis marchas, enquanto a versão 2.4i intermediária saiu de cena. O médio-grande S60 2.0 T e o grande S80 3.2 também deixaram de ser importados.
# A Fiat lançou uma versão ELX com motor 1.8 para o Idea.
# Surgiu a configuração cabine dupla da pick-up compacta Fiat Strada.# A Audi mostrou o novo A6.

Julho

# A Renault reestilizou a linha 2010 do Mégane.
# Foi lançada outra edição limitada do Sandero, a Vibe.
# A Renault fez uma reestilização no seu utilitário Master e dotou a linha de câmbio manual de seis marchas.
# A Fiat estendeu o câmbio automatizado para Palio ELX, Siena HLX, Idea Adventure e Palio Adventure, sempre com motor 1.8.
# A General Motors promoveu um face-lift discreto no Astra.
# A Mitsubishi lançou a Pajero Dakar, utilitário esportivo médio derivado da L200 Triton importada da Tailândia.
# A Volkswagen colocou no mercado uma edição especial Silver Edition do Golf, limitada em 50 unidades.
# A Citroën parou de trazer ao Brasil o C4 VTR, que foi reestilizado na Europa.
# A Ford fez uma profunda remodelação na linha Ranger.
# A Volks lançou o Polo i-Motion, com câmbio automatizado.
# O modernoso Soul foi lançado pela Kia.
# A Honda apresentou o City, sedã para brigar com compactos premium mas com preços acima de R$ 56 mil.

Agosto

# A Porsche passou a oferecer uma versão mais barata do SUV de luxo Cayenne, batizada como Sport e com motor V6 3.6 de 290 cv.
# A Renault melhorou o conteúdo do Clio Campus, que passou a contar de série com desembaçador traseiro e preparação para som.
# A Suzuki passou a importar o SX4, hatch com tração nas quatro rodas.
# Chegou a nova geração do Kia Cerato.
# A Ford promoveu um reposicionamento das linhas Fiesta e F-250.
# A Chery começou a vender no Brasil o utilitário esportivo compacto Tiggo.
# Estreou a Livina X-Gear, versão com apelo aventureiro do monovolume médio.

Setembro

# A Fiat equipou a Ducato com um novo motor Multijet 2.3 turbodiesel de 127 cv e 30,7 kgfm.
# A Jaguar passou a oferecer no Brasil uma versão mais nervosa do esportivo XKR, equipada com um motor V8 5.0 de 510 cv.
# A Citroën lançou uma série do C3 chamada França-Brasil.
# A versão Trekking do Fiat Palio Weekend ganhou opção de motor 1.8.
# A Mitsubishi reestilizou a Pajero TR4 Flex.
# A CN Auto lançou uma versão para oito passageiros da van Towner.
# A Porsche apresentou oficialmente o Panamera na Daslu, em São Paulo.
# A Fiat lançou uma nova configuração de entrada com visual novo da Strada, a Working.
# A Mercedes resolveu trazer a versão mais esportiva do roadster SLK 200 K, batizada de Sport, com propulsor 1.8 de 184 cv.

Outubro

# A Fiat lançou uma versão de entrada para o Stilo, Attractive.
# A BMW começou a vender uma versão de entrada da configuração conversível do Mini Cooper.
# A General Motors lançou o Agile, o primeiro exemplar do Projeto Viva, sua nova linha de compactos.
# Mais um “fun car” desembarcou no Brasil: o Fiat Cinquecento.
# A Land Rover deu um “tapa” no visual da linha 2010 do Freelander 2.
# A Audi lançou a linha 2010 do seu maior SUV, o Q7.
# Desembarcou no Brasil o Outlander GT, o renovado crossover da Mitsubishi.
# A Mercedes apresentou o E350 Coupé, modelo que ocupou o lugar do CLK.
# A Volkswagen equipou versões Voyage e Gol com a caixa automatizada i-Motion.
# A linha 2010 da Toyota Hilux, tanto pick-up quanto SW4, ganhou mais itens.
# A Audi estreou no Brasil o RS6, versão nervosa do A6 com motor V10 biturbo de 580 cv.
# A BMW decidiu vender no Brasil uma versão mais “em conta” do 320i, a Joy.
# O motor 3.5 V6 flex que estreou na Mitsubishi Pajero Sport passou a equipar a linha 2010 da L200 Triton.
# A Volks reestilizou o Fox para enfrentar o Agile.

Novembro

# A linha 2010 da Mitsubishi Pajero Full recebeu um upgrade em seu motor turbodiesel 3.2, que passou a oferecer 200 cv e 49 kgfm.
# A Volkswagen fez mais uma edição especial para o Golf: a série Black Edition.
# A Mahindra lançou a versão chassi-cabine simples de sua pick-up montada na Zona Franca de Manaus.
# A Peugeot acabou com a linha 206 e lançou uma versão mais em conta do 207, a X-Line 1.4.
# A GM criou duas versões intermediárias para a Montana, Sport e Arena, ambas com motor 1.4.
# A Fiat promoveu uma remodelação na linha Doblò, que também ganhou opção de motor 1.4 de 85/86 cv e sexto assento de série.
# A GM lançou dois kits de estilização para os modelos Celta, Corsa e Meriva.

Dezembro

# A Volkswagen começou a fabricar a Amarok, sua primeira pick-up média, na planta de Pacheco, na Argentina. Será lançada em março de 2010 no Brasil.
# Na carona da reestilização do Fox, surgiu o CrossFox 2010.
# A linha 2010 da Chevrolet Captiva ganhou novos equipamentos.
# A Honda deu um levíssimo tapa no visual do CR-V.
# A Citroën ressuscitou a versão furgão da Jumper, com teto alto e volume do baú para 10 m³.
# A Audi apresentou o S3, versão nervosa do A3, e o roadster TTS.
# A Ford dotou o novo Focus com motor 1.6 16V flex da linha Sigma, que gera 110/115 cv.



* Fotos:
Mini Cooper: divulgação
Fiat Cinquecento: Luiza Dantas/Carta Z Notícias
Kia Soul: Fernando Miragaya/Carta Z NotíciasNissan Livina: Luiza Dantas/Carta Z Notícias
Honda City: Jorge Rodrigues Jorge/Carta Z Notícias
Renault Symbol: Pedro Paulo Figueiredo/Carta Z Notícias
Hyundai i30: Eduardo Rocha/Carta Z Notícias
Ford Ranger: Jorge Rodrigues Jorge/Carta Z Notícias
Mercedes-Benz Classe E: Luiz Humberto Monteiro Pereira/Carta Z Notícias
Audi Q5: divulgação – Data:



Twitter


Gosta de carros de bom preço?


Então veja aqui no WebMotors a oferta dos modelos mais baratos do Brasil:

Fiat Mille

Ford Fiesta

VW Gol 1.0

Fiat Palio 1.0

Chevrolet Celta 1.0


Leia também:

Sonegação nas bombas: Brasil perde R$ 1 bilhão por ano

Volvo foi comprada pela chinesa Geely

Mercado faz montadoras investirem em técnicas de fidelização

Guerra dos câmbios automáticos e automatizados

S3 e TTS são vendidos no Brasil a partir de R$ 208 mil

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors