Sonho ao alcance do bolso

Mais acessíveis, PT Cruiser e New Beetle viram presença constante nas ruas
  1. Home
  2. Bolso
  3. Sonho ao alcance do bolso
Gustavo Ruffo
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Os dois são feitos no México e, quando lançados, conquistaram as pessoas que amam o desenho retrô, inspirado no passado. O Chrysler PT Cruiser foi o primeiro. Virou febre nos EUA e desejo de consumo no Brasil. No caso do VW New Beetle, que também fez sucesso entre os norte-americanos, a inspiração guarda ainda mais relação com os brasileiros, o Fusca. Os dois também começaram caros, mas agora, com o acordo comercial entre o Brasil e o México, e o fim da aura de novidade na Terra do Tio Sam, chegam a preços bastante atraentes, o que tem feito a presença deles, antes rara, se tornar mais comum nas ruas brasileiras.

O caso mais interessante é o do Chrysler PT Cruiser, que, na versão Classic, custa R$ 76 mil. Cara? Certamente muito menos que a versão Limited, que sai por R$ 96,5 mil. E também menos do que Honda Civic EXS R$ 80.395, Chevrolet Vectra Elite R$ 84.159 e Ford Fusion R$ 79,99 mil, os tão badalados sedãs, segmento que mais tem crescido em vendas ultimamente. A questão é que eles são menos espaçosos e chamativos que o carro da Chrysler, cujo porta-malas é de 538 litros, o maior entre os três veículos.

Em motorização, o PT Cruiser também não fica a dever: seu motor 2,4-litros de quatro cilindros rende 143 cv a 5.200 e 21,8 kgm a 4.000 rpm, com câmbio automático de quatro marchas. Fusion e Civic têm cinco marchas, mas o Vectra é igual tanto na cilindrada do motor quanto em sua transmissão automática. O PT Cruiser, de todo modo, é o que tem menor potência o Civic tem 140 cv e o Vectra, 150 cv com álcool, enquanto o 2,3-litros do Fusion rende 163 cv.

Em termos de equipamentos, também não se pode dizer que o PT Cruiser Classic tenha poucos itens de série. Ele vem com airbags dianteiros e laterais, controlador de velocidade, regulagem elétrica do banco do motorista, ar-condicionado, ABS e todos os outros dispositivos que os donos de sedãs não dispensam mais.

O que ninguém esperava, no final das contas, era poder comprar esse carro por um valor igual ao de um nacional, ainda mais considerando o preço pelo qual ele era vendido no Brasil há cerca de dois anos. “Em 2004, vendíamos a versão Limited, com motor 2-litros, por R$ 140 mil. Vendíamos em média de 10 a 15 unidades por mês. Agora, com o motor 2,4-litros e por R$ 76 mil, temos vendido de 50 a 60 unidades mensais”, disse ao WebMotors Philip Derderian, gerente nacional de vendas da DaimlerChrysler. A expectativa da empresa, para 2006, é de chegar a 1.100 unidades do PT Cruiser no total.

Esse número, considerando o desejo que o carro desperta, é mais do que tímido. Só o Ford Fusion vendeu, em um mês, a mesma quantidade. Derderian tem uma boa justificativa para isso. “Nossa rede não é tão ampla quanto a das quatro grandes fabricantes nacionais e muita gente ainda não sabe que pode comprar um PT Cruiser por menos do que paga num Civic ou num Vectra, mas estamos trabalhando nisso. Temos hoje 33 pontos de venda espalhados pelo país que cobrem 80% do mercado consumidor. Em 2004, tínhamos sete.”

A falta de publicidade explica o fato de o carro não ter filas de espera. “Ela é normal para um carro importado. Levamos 15 a 30 dias para entregar o PT Cruiser ao cliente”. Outro fator que ajuda é a preferência nacional por cores: preto ou prata. “Vendemos 60% de preto e 40% de prata, apesar de haver outras opções de cores. Quando as pessoas escolhem outra, demora um pouco mais para atendê-las”, disse Derderian.

Os efeitos são expressivos. No ano passado o PT Cruiser, versão Limited, vendeu 323 unidades. No início do ano a DaimlerChrysler deu uma leve reestilizada no carro e lançou a versão Classic. Com o novo preço R$ 76 mil as vendas quadruplicaram. No acumulado de janeiro e julho o PT Cruiser já soma 699 unidades.

A evolução de vendas do New Beetle é mais gritante. Até o ano passado o carro era vendido apenas por encomenda. Ele nem era citado na tabela oficial de preços da Volkswagen. Custava US$ 29,9 mil e vendeu quatro unidades em 2003, sete em 2005 e quinze no ano passado. Neste ano, de janeiro a julho, o New Beetle já vendeu 166 unidades, com preço bem mais baixo: o carro passou a custar a partir de US$ 24,6 mil.

As vendas só não são maiores, segundo a assessoria de imprensa da VW, porque a fábrica de Puebla não está conseguindo atender os volumes. A fila de espera é, segundo a empresa, grande, e deve ser normalizada a partir de dezembro. Até lá, e depois, pode esperar, leitor: esses dois carros vão fazer parte da paisagem de muitas cidades brasileiras.

Veja abaixo os números de vendas dos dois carros:

Vendas PT Cruiser e New Beetle


Modelo2003200420052006
Chrysler PT Cruiser3468323699
VW New Beetle4715166


Fonte: Anfavea



Gosta de carros retrô?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas para esse segmento:

Chrysler PT Cruiser

Volkswagen New Beetle

Leia também:

Bugatti Veyron 16.4

Chevrolet SSR

SEGREDO! – Chevrolet HHR SS

SEGREDO! – Peugeot 308

SEGREDO! – Fiat Grande Punto Sedan
________________________________

Quer receber nossa newsletter e boletins de manutenção de seu carro? Então se cadastre na Agenda do Carro clicando aqui e receba boletins quinzenais com as notícias mais quentes!
________________________________
E-mail: Comente esta matéria

Envie essa matéria para uma amigoa

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors