Volkswagen Gol perde liderança para Fiat Palio

Hatch da marca alemã pode estar com o reinado em risco após 27 anos
  1. Home
  2. Bolso
  3. Volkswagen Gol perde liderança para Fiat Palio
Auto Informe
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon


Com vendas de 720 unidades na última segunda-feira (17), o Fiat Palio tornou-se o carro mais vendido no Brasil, superando o Gol em 150 unidades no acumulado das vendas de 1º de janeiro até ontem. O Volkswagen Gol vendeu 153.450 unidades no período e o Palio, 153.600

Líder de vendas por 27 anos consecutivos, o Gol começou a ver ruir seu império com a retirada da versão G4 de linha, que aconteceu no início deste ano, abrindo espaço para o lançamento do Up!. Velha e mais barata, a Geração 4 era responsável por 23% das vendas do carro.

Nos primeiros meses do ano ele conseguiu manter a liderança, mas era visível a pressão do carro da Fiat, que, ao contrário da concorrente, manteve uma versão velha em linha, o Palio Fire, que responde por 53% das vendas do modelo e garantiu o volume de vendas necessário para conquistar a liderança.

IMAGE

Em janeiro, o Gol vendeu 21.671 unidades, contra apenas 12.277 do Palio, período em que as concessionárias ainda tinham estoque do G4. Provavelmente as 7.500 mil unidades do Gol velho vendidas este ano tenham ocorrido em janeiro, porque no mês seguinte as vendas do campeão desabaram para 14.079, patamar que se manteve ao longo do ano.

Mesmo vendendo apenas em torno de 14 mil unidades, o carro da Volkswagen seguiu na liderança no mês seguinte, mas em março perdeu a posição para a picape Fiat Strada, com o Palio ficando em segundo lugar. Em abril e maio o Gol retomou a liderança, deixando o Palio em segundo. Em junho o carro da Fiat assumiu o primeiro lugar que mantém até hoje.

Nesse período, o Gol foi perdendo mais posições, primeiro para a Strada, depois para o Ônix, chegando na primeira quinzena de novembro a despencar para o sexto lugar.

IMAGE

O Gol obteve uma façanha que era considerada impossível: ser o carro mais vendido no Brasil durante um período maior do que o Fusca, que foi o primeiro do ranking de 1959 a 1982, ou seja, por 23 anos consecutivos.

Ele chegou ao mercado em 1980, justamente para substituir o carro que foi um fenômeno mundial de vendas. Depois de sete anos no mercado, chegou pela primeira vez à liderança. Reinou imbatível de 1987 até ontem, período em que a concorrência lançou uma infinidade de modelos e retirou-os de linha, sem nunca sequer ameaçarem a primazia do campeão.

A Volkswagen, no entanto, não se dá por vencida. Para André Senador, diretor de Assuntos Corporativos da empresa, a comparação das vendas do Gol com as do Palio (somadas as versões nova e velha) é “inadequada”. Ele argumenta que, se considerar apenas as vendas das versões novas de cada modelo, o Gol é o líder. 

IMAGE

Esse raciocínio pode servir para a corporação e seus acionistas, mas para o público, não cola. Até porque, o Gol cansou de levantar a taça de campeão com o apoio de versões velhas que aumentavam o volume de vendas e o faturamento da empresa.

André destacou também que “o ano não terminou”, e portanto o Gol pode retomar o crescimento e fechar 2015 na frente do Palio neste mês e meio que resta para fechar o ano.

Sabe-se que as montadoras têm bala na agulha pra inflar as vendas no fim do ano, desovando estoques para frotistas e locadoras e ampliando as vendas. Mas a Fiat também sabe usar muito bem esse tipo de munição.

IMAGE

Thomas Schmall, presidente da Volkswagen do Brasil, também argumenta que a comparação correta seria Gol x Palio novo (sic), mas mesmo assim está lutando para que o campeão emplaque o 28º ano consecutivo na liderança.

“Para vencer, basta um carro de diferença”, disse o presidente, num indicativo de que poderá colocar seu exército para trabalhar no fim do ano, com promoções de vendas, facilidade no financiamento e licenciamentos para manter a liderança. Vai ser uma boa briga.

Mês

Gol (class.)

Palio (class.)

Janeiro

21.671 (1º)

12.277 (5º)

Fevereiro

14.079 (1º)

13.018 (3º)

Março

12.529 (3º)

12.856 (2º)

Abril

16.909 (1º)

15.408 (2º)

Maio

15.185 (1º)

14.910 (2º)

Junho

13.166 (2º)

14.081 (1º)

Julho

14.348 (2º)

15.990 (1º)

Agosto

14.200 (2º)

14.300 (1º)

Setembro

12.164 (4º)

14.144 (1º)

Outubro

12.416 (4º)

16.622 (1º)

Novembro (até 16/11)

 6.250 (4º)

 8.220 (1º)

Consulte preços de veículos novos e usados na Tabela Fipe WebMotors.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors