Agora nacional, Eclipse Cross fica mais barato

Controverso SUV da Mitsubishi passa a ser produzido em Goiás e estreia novas versões a partir de R$ 129.990

  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Agora nacional, Eclipse Cross fica mais barato
Fernando Miragaya
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

WM1 cantou a pedra em outubro: o Eclipse Cross viraria modelo nacional antes do fim do ano. Agora, a Mitsubishi lança oficialmente o seu SUV produzido em Catalão (GO), com novas versões de entrada.

O Eclipse Cross fica mais barato com as novas configurações HPE e GLS, que custam respectivamente R$ 129.990 e R$ 144.990. Antes, a versão mais barata era a HPE-S, que continua em linha por R$ 153.990.

icon photo
Legenda: Versão GLS do Mitsubishi Eclipse Cross passa a ser a mais barata da linha do utilitário esportivo
Crédito: Divulgação

Todas as variações do controverso utilitário esportivo usam o mesmo conjunto mecânico. O motor 1.5 turbo da linha Mivec com injeção dupla rende 165 cv e 25,5 kgf.m de torque. Ele trabalha com o câmbio automático do tipo CVT.

Segurança

Desde a nova versão HPE, o Eclipse Cross sai da unidade goiana com bom recheio de segurança. São sete airbags, controles de estabilidade e tração, assistente à partida em rampas, retrovisor eletrocrômico, câmera de ré, sensores de estacionamento na frente e atrás, monitoramento dos pneus e luzes diurnas de LEDs.

icon photo
Legenda: Com a nova configuração HPE, Eclipse Cross fica mais barato e abaixo da faixa dos R$ 150 mil
Crédito: Divulgação

Ar-condicionado automático, sensores de luminosidade e de chuva, faróis de neblina, rodas diamantadas de 18”, banco traseiro bipartido, reclinável e deslizante também são de série em toda a gama.

O Eclipse Cross fica mais barato mas mantém a cabine com detalhes de acabamento metálicos e em preto brilhante. A central multimídia é a mesma dos modelos importados, com tela de 7”, conectividade com Android Auto e Apple CarPlay e conexão WiFi.

icon photo
Legenda: A versão de entrada GLS tem acabamento com detalhes metálicos e em preto brilhante
Crédito: Divulgação

A partir da HPE, há revestimento de couro, bancos dianteiros aquecidos - o do motorista cé elétrico -, ar bizona, chave presencial para abertura das portas e partida por botão, head-up display, freio de estacionamento eletrônico, aletas no volante para trocas de marchas e retrovisores rebatíveis eletricamente.

Auxílio ao motorista

As versões mais caras acima dos R$ 150 mil, porém, são as únicas que dispõem de dispositivos de condução semi-autônoma. Elas recebem controle de cruzeiro adaptativo com frenagem automática e sistema de prevenção de aceleração involuntária - caso o motorista pise forte no acelerador por engano.

Também são equipadas com alertas de ponto cego, de tráfego traseiro e de saída de faixa. A topo de linha HPE-S S-AWC, de R$ 161.990, ainda tem tração integral sob demanda com acoplamento eletromagnético.

Veja como anda o Eclipse Cross

 

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors