Chrysler ecoVoyager usa hidrogênio para andar mais

Movido a eletricidade, conceito conta com baterias de íos de lítio e pilhas a combustível
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Chrysler ecoVoyager usa hidrogênio para andar mais
Gustavo Ruffo
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Que o futuro do automóvel ficará a cargo da eletricidade é algo de que pouca gente duvida. Essa forma de energia, aliás, estava nos primeiros automóveis do mundo, mas deu lugar aos combustíveis porque não havia uma forma eficiente de armazená-la nos veículos. Com as novas pesquisas e baterias cada vez melhores, como as usadas no Dodge ZEO Concept, além da eletrônica, o maestro destes equipamentos, o futuro se torna cada vez menos distante. Basta dar uma olhadinha no Chrysler ecoVoyager para perceber.

Seguindo a mesma proposta já feita pelo Chevrolet Volt E-Flex , o ecoVoyager é um veículo que depende da eletricidade para se mover. E só dela. A diferença é que, em alguns veículos, como o Jeep Renegade Concept, a autonomia das baterias ainda é baixa e se presta apenas a deslocamentos urbanos diários. Para pegar a estrada, elas precisam do auxílio de pequenos motores a combustão os ideais são a diesel, mas também há os a gasolina e até a álcool para gerar a energia que falta e percorrer maiores distâncias. No ecoVoyager, essa energia extra é gerada de maneira limpa: com hidrogênio.

A bateria, que pode ser recarregada na rede elétrica comum, garante 64,4 km de autonomia. Como o leitor já se cansou de ler aqui no WebMotors, isso é o suficiente para o uso diário do carro de pessoas que não o utilizam como ganha-pão, ou seja, dá para ir e voltar do trabalho, levar as crianças na escola e ainda passar no supermercado.

Quando a família tem necessidade de visitar a avó que mora mais longe, entra em ação a pilha a combustível do ecoVoyager. Utilizando o hidrogênio armazenado a 700 bar nos tanques do carro, o sistema cria energia elétrica suficiente para que ele ande 483 km, contando com a energia das baterias. Dependendo da distância, dá para ir e voltar tranquilamente. E sem nenhum tipo de emissão que não água.

A vantagem do ecoVoyager é que sua célula de combustível é compacta e, por isso, mais barata as membranas das células usam platina, um dos fatores que encarecem sua produção. Além de custar menos, ela pode ser instalada no piso do veículo, assim como os tanques, as baterias e o motor elétrico de 272 cv, o mesmo usado no Dodge ZEO Concept. Todo o espaço acima do chassi é reservado a passageiros e bagagens. Com 2,95 m de entreeixos, em um veículo de 4,86 m, o que não faltaria no modelo é conforto.

Outra vantagem deste tipo de construção é que, como não há a necessidade de um capô, para o motor, os balanços dianteiro e traseiro do ecoVoyager podem ser menores, o que favorece o comportamento dinâmico do veículo. E bota comportamento dinâmico nisso: o conceito acelera de 0 a 100 km/h em 8,8 s e chega à máxima de 185 km/h. Para um automóvel familiar, está mais do que bom. Ainda mais com a eficiência energética com que ele conta. Além de tornar o ato de rodar mais barato, ele também fica mais leve. Inclusive para a consciência.

Gosta de sedãs esportivos?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas para esse segmento:

BMW M5

Jaguar S-Type R

Maserati Quattroporte

Mercedes-Benz E 55 AMG

Leia mais sobre o Salão de Detroit:

Jeep Renegade Concept

Dodge ZEO Concept

Ford Edge

Toyota Venza

O terceiro dia do Salão de Detroit

Ford F-150

Fisker Karma

Ferrari F430 Spider Biofuel

Honda Pilot Prototype

Rick Wagnoner analisa o futuro e faz aposta no etanol

Dodge Ram 2009

VW Passat CC

Audi R8 V12 TDI

Ford Verve Concept

Audi TTS, a nova versão do carro mais bonito do mundo

Toyota A-BAT, a picape conceito para Detroit

Buick Riviera: a evolução das portas asa-de-gaivota

Cadillac mostra sua versão do Chevrolet Sequel, o Provoq

Ford Explorer America, conceito próximo da realidade

Mazda Furai quer levar a marca de volta a Le Mans

Vision GLK, uma prévia do futuro utilitário da Mercedes

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors