a.d. Tramontana R-Edition, ou mais do mesmo em espanhol

Versão esportiva do supercarro espanhol tem dados de desempenho piores que os do modelo original
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. a.d. Tramontana R-Edition, ou mais do mesmo em espanhol
Gustavo Ruffo
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Em março de 2007 nós falamos pela primeira vez do a.d. Tramontana, um supercarro espanhol que estava sendo apresentado no Salão de Genebra daquele ano. Ele tinha 720 cv e pesava 1.250 kg. Dois anos depois, eis que a empresa de sangue quente anuncia querer esquentá-lo um pouco mais. E o resultado é a R-Edition, um carro que tem 720 cv e 1.268 kg. Deu para entender? A gente explica.

A a.d. Tramontana deveria esperar vender seu modelo em todas as 12 unidades anuais planejadas, mas isso não deve ter acontecido. Para chamar a atenção, a empresa deve ter pensado em anunciar uma versão ainda mais esportiva do veículo. O problema foi ter feito isso sem que a nova versão ofereça desempenho melhor do que o do modelo original.

O R-Editiont também tem motor 5,5-litros V12 biturbo, com cilindros a 60º, de origem Mercedes-Benz, mais especificamente AMG. Com 720 cv a 5.750 rpm e 1.100 Nm, ele pode ser amansado, para 550 cv a 5.000 rpm e 890 Nm, com um mero toque em um botão no painel. Para piorar, ele é mais pesado que o modelo original: seu peso, a seco, passou de 1.250 kg a 1.268 kg. A promessa de 12 unidades anuais continua.

Considerando que o a.d. Tramontana tem quase 5 m 4,90 m, para ser mais exato, isso é relativamente pouco. O baixo peso é conseguido com um monocoque de fibra de carbono com chassi de alumínio, com sete zonas de deformação diferentes, o que o torna, de acordo com a fabricante catalã, tão seguro quanto um veículo de Fórmula 1.

O peso ajuda o carro a atingir a máxima de 325 km/h limitada eletronicamente e os 100 km/h em 3,6 s, segundo a fábrica. O modelo mostrado há dois anos teria velocidade máxima de 345 km/h e iria de 0 a 100 km/h em 3,7 s.

Todo o restante continua igual. O a.d. Tramontana tem cabine, não habitáculo, como qualquer outro veículo. Sua inspiração aeronáutica justifica o qualificativo. Confira nas fotos: a parte de cima do carro se abre como em jatos de ataque.

O carro pode ser inteiramente personalizado, não só quanto a acabamento e escolha de cores, mas também à própria ergonomia do carro. Cada cliente será medido e pesado para que os comandos de seu carro fiquem na posição mais confortável para ele. Dessas medidas dependerão a posição do volante, dos pedais, da alavanca de câmbio e até das maçanetas de abertura das portas.

O cliente também pode escolher o acerto de comportamento do carro. Ele pode ser mais voltado para uso em pistas de competição, para circuitos travados, para dirigir em estradas sinuosas, típicas de montanhas, e qualquer outra especificação desejada pelo comprador.

Tramontana foi o nome escolhido para o carro por se tratar de um vento querido aos espanhóis, que sopra algumas vezes por ano, atingindo rajadas de mais de 200 km/h. A referência óbvia a velocidade não poderia deixar de trazer um toque de identidade, mais do que espanhola, catalã.

Siga a gente no Twitter! Novidades, segredos e muito mais: www.twitter.com/WebMotors

Gosta de superesportivos?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas:

Aston Martin

Porsche

Ferrari

Lamborghini

Leia também:

Alfa Romeo leva versão GTA do Mi.To a Genebra

Bentley revela nome e dados do Continental Supersports

DiMora Natalia SLS 2 será o carro produzido em série mais caro do mundo

Rolls-Royce 200EX, ou RR4, será apresentado em Genebra

Hyundai revela fotos e dados oficiais de seu anti-Classe S, o Equus

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors