Novo Renault Mégane é apresentado na Europa

Modelo totalmente reestilizado é aposta da montadora para recuperar lucro
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Novo Renault Mégane é apresentado na Europa
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- A montadora francesa Renault apresentou terça-feira 02 de julho o novo Mégane, que passou por uma reestilização completa – processo que durou 29 meses e custou à fábrica a soma de 2,1 bilhões de euros US$ 2,06 bilhões. A expectativa da marca é que o novo Mégane supere em vendas o anterior em 10% e que aumente também sua participação no mercado europeu para 14%.

O Mégane II chegará ao mercado europeu no final deste ano repleto de equipamentos e tecnologia embarcada. ABS, controle de tração, sistema de monitoramento da pressão dos pneus e faróis de xenônio, além de um programa de estabilidade de nova geração e um exclusivo air-bag para os bancos dianteiros. Esse sistema visa cumprir a mesma função dos pré-tensionadores, e evita que o passageiro se “desgrude” do banco, em caso de colisão. São duas bolsas de aproximadamente 5 litros cada, feitas com tecido metálico e colocadas dentro dos bancos, que comprimem o enchimento dos assentos e evitam que o passageiro se mova – evitando, assim, lesões na região pélvica.

O hatchback também é equipado com air-bags laterais para os passageiros dianteiros e dois air-bags tipo “cortina”, que protegem tanto os assentos da frente quanto os de trás contra ferimentos na cabeça. O assento traseiro também conta com dois air-bags laterais.

Permanecerão as opções de três e cinco portas – ambas com porta-malas de capacidade para 330 litros – em seguida chegando as versões perua e a nova Scénic, minivan também produzida no Brasil.

No mercado europeu, o carro chegará com cinco opções de motores. Três a gasolina: 1.4 de 98 cv, com o qual o carro chega a 183 km/h e acelera de 0 a 100 em 12,5 segundos; 1.6 de 115 cv, que leva o modelo a 192 km/h de máxima e a percorrer de 0 a 100 em 10,9 segundos; 2.0 de 134 cv, 200 km/h de máxima e aceleração de 0 a 100 em 9,2s. Os outros dois serão a diesel: 1.5, 82 cv, 170 km/h de máxima e 0-100 em 14,3 segundos; 1.9 de 120 cv, atingindo 196 km/h e acelerando de 0 a 100 em 10,5 segundos.

Fruto da aliança entre a Renault e a montadora nipônica Nissan Motor Corp, o Mégane II é apontado como fundamental para a Renault conseguir dar novo impulso aos lucros. Dois fatores combinados – a falta de novos modelos e o enfraquecimento do mercado – reduziram o lucro operacional da Renault em 77% no ano passado para 473 milhões de euros. No ano 2000, a montadora obteve lucro de 2,02 bilhões de euros.


Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors