Confira as motos lançadas durante a quarentena

Fizemos um compilado com cinco apresentações virtuais que aconteceram durante este período de distanciamento social

  1. Home
  2. Motos
  3. Confira as motos lançadas durante a quarentena
André Deliberato
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O período de quarentena causado pela pandemia mundial da Covid-19 no Brasil começa a terminar aos poucos, na mesma medida em que protocolos de isolamento e proteção social crescem cada vez mais. Vimos quedas sucessivas nas vendas, produção e exportação de carros e motos - e, do mesmo modo, agora começamos a acompanhar uma retomada econômica de crescimento.

O mercado de motocicletas seguiu a mesma tendência que vimos no de carros, com registros de emplacamentos baixos. Mas nem por isso deu uma freada nas estreias. Porém, quais motos foram lançadas nesse período? Abaixo, fizemos um compilado com cinco apresentações virtuais de motos que aconteceram durante a quarentena.

1. Honda CB 650 2020

A linha 2020 de motos esportivas da Honda foi apresentada no Salão Duas Rodas do ano passado, mas a divulgação de preço e seu sistema de pré-vendas começou em fevereiro. As entregas estavam previstas para março, mas a quarentena entrou em vigor e acabou por paralisar a produção dos modelos em Manaus.

Com isso, as primeiras CB 650R (naked) e CBR 650R (esportiva) só chegaram aos concessionários e primeiros clientes no começo deste mês de julho de 2020. A maior novidade é que a linha ficou mais esportiva: o motor ficou mais forte e as motos ganharam controle de tração, freio mais poderoso e suspensão invertida - além de um painel digital todo preto, chamado "black out". Os preços também subiram: de R$ 37.900 para R$ 39.416 no caso da CB e de R$ 39.700 para R$ 41.080, na CBR.

Honda Cb 650r 2020
icon photo
Legenda: Honda CB e CBR 650R 2020 deveriam ter chegado às lojas em março, mas só apareceram no começo de julho
Crédito: Divulgação

2. Haojue DR 160i 2020

No fim de abril a marca chinesa Haojue estreou no Brasil a DR 160i, seu modelo de entrada e também uma das motos mais aguardadas da categoria street - a mesma da Honda CG, veículo mais vendido do país. O preço anunciado foi de R$ 12.900, R$ 605 a mais do que o valor divulgado no Salão Duas Rodas de 2019.

A DR 160i tem motor monocilíndrico, com 162 cm³, de 15 cv e 1,43 kgf.m de torque - capaz de fazer 48 km/litro, de acordo com a marca - e aposta no visual mais "esportivo" para roubar clientes da CG, que custa atualmente entre R$ 9.080 e R$ 11.720.

Haojue De 160i
icon photo
Legenda: Haojue De 160i, nova rival da Honda CG, tem visual mais esportivo e custa R$ 12.900
Crédito: Divulgação

3. Kawasaki Z900 2020

Outra moto grande apresentada durante a quarentena foi a nova Kawasaki Z900. De acordo com o fabricante, o evento de lançamento da esportiva aconteceria em uma pista fechada, mas se transformou em uma live pela internet - que aconteceu no começo da semana passada.

A nova geração da naked passou por uma remodelação visual e ficou mais moderna: adotou controle de tração, seletor de potência e diferentes modos de pilotagem, além de painel com conexão via Bluetooth para smartphones. Mas o motor não mudou: trata-se do mesmo quatro cilindros de 128 cv. O preço? R$ 45.990.

Nova Kawasaki Z900 Na Pista
icon photo
Legenda: Nova Kawasaki Z900 mudou de desenho e ganhou equipamentos na linha remodelada
Crédito: Divulgação

4. Ducati Scrambler Icon 2020

Outra supermoto nascida em lives. Em abril, a Ducati foi uma das precursoras destes lançamentos digitais ao apresentar a nova geração da Scrambler Icon. Dentre as novidades, a moto - que tem estilo "retrô" - recebeu novo conjunto de freios ABS. O motor também não mudou - ela segue equipada com o propulsor de dois cilindros de 800 cm³ e 73 cv. O preço é de R$ 48.990.

Ducati Scrambler Icon 2020
icon photo
Legenda: Ducati Scrambler Icon 2020 ganhou leve tapa no visual e manteve o motor de dois cilindros em "L"
Crédito: Divulgação

5. Triumph Tiger 900

Outra competidora do segmento de motos grandes apresentada durante a quarentena foi nada menos que o principal lançamento da Triumph marcado para 2020: a Tiger 900, substituta da Tiger 800, até então o modelo mais vendido da empresa no Brasil.

A Tiger 900 foi revelada pela internet em junho em duas versões: GT Pro, de R$ 59.990; e Rally Pro, a R$ 60.990. Além do desenho modernizado, com faróis retangulares de LED no lugar do antigo bloco óptico redondo, a moto também estreou novo painel, com tela colorida de 7" e Bluetooth. O motor é o mesmo, de três cilindros, crescido em capacidade cúbica - agora, com 888 cm³, rende 95 cv e 8,9 kgf.m de torque (mesma potência, mas 10% a mais de força do que na 800).

icon photo
Legenda: Triumph Tiger 900 chegou em junho e é a substituta oficial da Tiger 800
Crédito: Divulgação
Comentários