Suzuki GSX 1300R Hayabusa

Superesportiva que ganhou fama como a moto de série mais rápida do mundo chega em sua nova versão com motor maior e mais potente e, ainda bem, freios
  1. Home
  2. Motos
  3. Suzuki GSX 1300R Hayabusa
Auto Informe
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Pouco importa se a velocidade real da última geração da Suzuki GSX 1300R Hayabusa é de 300, 310 ou 320 km/h, afinal poucos terão a chance de acelerar essa supermáquina até seu limite. O que importa é que a nova versão da lendária Hayabusa, famosa como a moto de série mais rápida do mundo, ficou ainda mais potente e segura. Lançada no final de 2007, essa nova Suzuki desembarcou no Brasil em meados do ano passado. Para experimentar seu novo motor, com a capacidade aumentada de 1.299 para 1.340 cm³, aceleramos a Hayabusa 2009 no campo de provas da Pirelli, em Sumaré, interior de São Paulo.

Mas a maior capacidade cúbica do motor não é a única novidade da “Busa”, como é carinhosamente apelidada por seus fãs. Seu design foi atualizado, mas sem perder sua identidade visual. Aliás, os engenheiros da Suzuki tornaram-se mestres nesse quesito. Redesenham os bem sucedidos modelos da marca sem descaracterizá-los. No caso da GSX 1300R, foram ainda mais longe nas novas linhas da moto: diminuíram o arrasto aerodinâmico e ainda aperfeiçoaram a proteção ao piloto. A bolha ficou 15 mm mais alta e a carenagem mais envolvente. Basta acelerar esse míssil sobre duas rodas para notar a diferença.

Motor mais potente e freios melhores

O motor maior ganhou também mais potência: passou dos antigos 175 cv para 197 cv a 9.500 rpm. Um exagero, vale dizer, que leva essa nova Hayabusa a mais de 260 km/h na reta de pouco mais de 800 metros da pista. Fruto também dos 15,81 kgm de torque máximo já nas 7.200 rpm. Sua aceleração de 0 a 100 km/h impressiona – e com uma grande distância entre-eixos 1.480 mm a roda da Hayabusa não levanta tão facilmente como em outras superesportivas mais compactas.

Claro que as dimensões exageradas – mais de dois metros de comprimento – causam certa limitação em curvas mais fechadas. Porém nesse novo modelo a tendência que o trem dianteiro da antiga Hayabusa tinha de “espalhar” nas curvas diminuiu bastante.

Assim como outros modelos GSX da marca, a nova GSX 1300R ganhou também o S-DMS Suzuki Drive Mode Selector, um seletor que permite ao motociclista escolher como a potência e torque são entregues pelo motor. Segundo a Suzuki, a Hayabusa também recebeu um novo sistema de gerenciamento do motor com 32 bits, que otimiza o funcionamento da injeção eletrônica.

Mas a grande vantagem da Hayabusa para quem não quer atingir velocidades estratosféricas é que ela se sai muito bem também como uma sport-touring. Afinal tem torque desde as baixas rotações, além de oferecer bastante conforto.

Confortável e segura

Seu enorme motor serve tanto para aqueles que querem “enrolar” o cabo e testar seus limites, como quem procura uma moto rápida para viajar. Exige poucas trocas de marchas e mostra disposição para retomadas.

Isso sem falar no conforto, já citado, que a nova bolha oferece ao piloto. Em conjunto com o banco, mais “aconchegante” que as demais superesportivas voltadas para as pistas, faz com que a Busa seja uma ótima opção para pegar a estrada.

Nessa nova versão, a Suzuki caprichou também nos freios. Na dianteira, são dois discos de 310 mm de diâmetro, mas agora mordidos por pinças de fixação radial com quatro pistões opostos, que melhoraram e muito as frenagens. Na traseira, um disco simples de 260 mm. Bem dosados, param com eficiência e segurança esse míssil da Suzuki.

Mais uma vez a fabricante japonesa provou a excelência de seu time de projetistas, aperfeiçoando a lendária Hayabusa sem decepcionar os fãs do modelo. Aliás, outra característica da GSX 1300R é que a grande maioria dos seus proprietários está plenamente satisfeita com a moto, seja pelo desempenho ou pelo conforto para viagens. Afinal, ter a moto mais rápida do mundo na garagem é motivo de satisfação e orgulho para alguns. Somente aqueles que tiverem R$ 61,20 mil na conta bancária.

FICHA TÉCNICA – Suzuki Hayabusa GSX 1300R

MOTOR Quatro cilindros em linha, refrigeração liquida, DOHC, 16 válvulas de 1.340 cm³
POTÊNCIA 197 cv a 9.500 rpm
TORQUE15,81 kgf.m a 7.200 rpm
ALIMENTAÇÃOInjeção eletrônica
TRANSMISSÃO FINALCorrente
CÂMBIO Seis velocidades
PARTIDA Elétrica
RODAS Dianteira de aro 17” e traseira de aro 17”
PNEUS Dianteiro 120/70 ZR17 e traseiro 190/50 ZR17
CHASSI Dupla trave superior em alumínio. Comprimento total de 2190 mm, largura de 735 mm, altura de 1.165 mm, entre-eixos de 1.480 mm, altura do assento de 805 mm e peso a seco de 220 kg
TANQUE21 l
SUSPENSÃO Suspensão dianteira composta por garfo telescópico invertido upside-down com ajuste na pré-carga da mola, compressão e retorno. Suspensão traseira com balança oscilante com monoamortecedor com ajuste na pré-carga da mola, compressão e retorno
FREIOS Freio dianteiro com disco duplo flutuante de 310 mm de diâmetro com pinça radial de quatro pistões opostos. Freio traseiro com Disco simples de 260 mm de diâmetro com pinça de um pistão
CORES Azul, Branca, Laranja e preto e Preta
PREÇO R$ 61,20 mil


Gosta de motos superesportivas?

Então veja aqui no WebMotors as ofertas de motos com esse estilo:

Ducati 999

Honda 1000 RR Fireblade

Kawasaki ZX Ninja

Yamaha YZF R1

Yamaha YZF R1

Leia também:

Yamaha MT-03 mistura naked e supermotard em uma moto só

Rodamos com a MV Agusta Brutale 910S

Suzuki B-King 1300: veja como anda a moto do ano de 2008

Ducati Monster 1100, uma big naked italiana

Nova Yamaha YZF-R1 2009 utiliza DNA de MotoGP

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors