Suzuki: muitas novidades ao mesmo tempo

Marca faz promoção de quatro modelos no Brasil. Lá fora, revela o Burgman 400 e promete a nova GSX-S 1.000 para o dia 26

  1. Home
  2. Motos
  3. Suzuki: muitas novidades ao mesmo tempo
Roberto Dutra
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Suzuki está cheia de novidades neste mês de abril. Para começar, a marca faz algumas promoções aqui no Brasil: a naked GSX-S 750, a esportiva GSX-R 1.000 e a trail média V-Strom 650 XT 20/21 são vendidas com emplacamento incluído, financiamento com taxa zero ou plano especial com entrada, parcelamento em 36 vezes e saldo final em parcela única residual. A GSX-S 1.000A, por sua vez, será vendida com IPVA 2021 pago (mas somente a 20/21 na cor branca).

Thumbnail 2. Suzuki Gsx S 750
A naked GSX-S 750 é vendida com redução no preço, de R$ 54.804 para R$ 50.855, e emplacamento incluído
Crédito: Divulgação

Além disso, os preços à vista também têm boa redução: o da GSX-S 750 cai de R$ 54.804 para R$ 50.855; o da  V-Strom 650 XT, de R$ 55.984 para R$ 51.950; o da GSX-R 1.000, de R$ 93.539 para R$ 86.800; e o da GSX-S 1.000A, de R$ 67.718 para R$ 62.839.

Thumbnail 3. Suzuki Gsx 1.300 R Hayabusa
Segundo o site da Suzuki brasileira, a nova geração da Hayabusa chega ainda este ano
Crédito: Divulgação

O site da Suzuki no Brasil também destaca que a 3ª geração da esportiva GSX-1.300R Hayabusa deve chegar em breve por aqui, mas não revela a data.

Lá fora, lançamentos de scooter e naked

Enquanto isso, lá fora, a marca japonesa acaba de revelar a quarta geração do scooter Burgman 400 - as anteriores são de 1998, 2006 e 2018. É o irmão maior do Burgman 125i, que teve seus dias e glória por aqui, e menor que o Burgman 650 Executive.

4. Suzuki Burgman 400 2021
O novo Burgman 400 já foi mostrado no Japão e chega à Europa em julho. Para cá, não há previsão
Crédito: Divulgação

O modelo ganhou aprimoramentos importantes, mas nem tão profundas. Chassis, rodas e suspensões, por exemplo, são os mesmos de antes. O motor também é o mesmo monocilíndrico de 400 cm³ da geração anterior, mas agora atende à norma de emissões Euro 5. Foi fuçado por dentro: cabeçote, pistão, bicos injetores e comando de válvulas são novos. O scooter também passou a ter duas velas no cilindro, para melhorar a queima.

Refrigerado a água, o motor rende 28,8 cv de potência a 6.300 rpm e torque de 3,5 kgf.m a 4.900 rpm. Segundo a Suzuki, chega à velocidade máxima de 135 km/h e faz 25 km/l de média de consumo - como tem tanque para 13,5 litros, sua autonomia é próxima dos 340 km.

Thumbnail 5. Suzuki Burgman 400 2021
O painel do novo Burgman 40 ficou completinho: segue a receita básica de dois relógios analógicos e tela central
Crédito: Divulgação

O Burgman 400 também ganhou controle de tração desligável, iluminação toda com LEDs e novo painel de instrumentos. As vendas na Europa começam em julho e, por enquanto, não há previsão de venda no Brasil.

Por fim, a Suzuki mostrou em seu canal no Youtube um vídeo-teaser (veja abaixo) da nova geração da naked GSX-S 1.000, que promete lançar no próximo dia 26 de abril. As imagens revelam pouco, mas podemos ver que o farol dianteiro deverá ser vertical com três canhões de LEDs enfileirados, que os piscas também serão com LEDs, que o desenho em geral terá linhas mais retas e agressivas e que a suspensão dianteira será invertida.

O teaser não revela muito sobre a nova geração da GSX-S 1.000, mas o pouco que mostra já surpreende
Crédito: Divulgação

A moto também deverá ganhar mais eletrônica, como modos de pilotagem, já que atual tem apenas controle de tração e ABS. Isso será necessário não só para que a moto se mantenha competitiva, mas também porque o motor pode ficar mais forte: deverá ser o mesmo da GSX-R 1.000, que é mais potente que o atual e tem comando de válvulas variável. O atual tem 150 cv, ao passo que o da "R" tem 202 cv. Aguardamos ansiosamente!

Veja o teaser da nova geração da naked GSX-S 1.000 divulgado pela Suzuki:

Comentários