Ford tenta evitar leilão do novo GT

Contrato firmado entre montadora e cliente proíbe revenda do superesportivo. Marca ainda não sabe de quem é a unidade

  1. Home
  2. Notícias
  3. Ford tenta evitar leilão do novo GT
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Depois de processar o lutador de wrestling John Cena por revender um GT sem autorização, a Ford deverá entrar com outro processo contra um cliente. A grande questão é que ninguém sabe quem é o dono da unidade 48 dos 250 GTs produzidos em 2017, ao menos por enquanto.

A unidade prata com listras pretas está listado no site Mecum Auctions, com direito ao destaque de "atração principal". Mas esse leilão viola o contrato entre a Ford e o comprador original. Segundo a marca, os compradores assinam um contrato que proíbe a revenda dos superesportivos por 24 meses. Procurada pelo Jalopnik, a empresa se disse ciente da situação, mas não poderia dar mais detalhes sobre assuntos individuais dos clientes.

 Ford GT colocado à leilão
Legenda: Ford GT colocado à leilão
Crédito: Mecum Auctions

Mas para colocar um GT na garagem não basta ter apenas uma conta bancária bem generosa. Os interessados pelo carro têm de entrar em uma lista de espera para ser avaliado pela própria Ford. A marca prioriza clientes que pensam em comprar o superesportivo para aproveitá-lo ao máximo e mantê-lo por um bom tempo. A intenção é afastar especuladores que compram carros de produção limitada apenas para lucrar com uma futura revenda. Donos da antiga geração do GT também são favorecidos nessa lista.

O GT utiliza um motor V6 EcoBoost com 647 cv e no caso da unidade listada para o leilão apenas 11 km estão marcados no hodômetro. De acordo com a Mecum, o leilão será realizado no próximo sábado (19).

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors