Ford Transit x MB Sprinter: qual a melhor van?

Novata da marca norte-americana aposta em tecnologias de segurança para atrair clientes da líder de vendas da categoria

  1. Home
  2. Últimas notícias
  3. Ford Transit x MB Sprinter: qual a melhor van?
Guilherme Silva
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Depois de um intervalo de sete anos, a Ford Transit voltou a ser vendida no Brasil em sua quarta geração. Neste retorno ao nosso mercado, a van fabricada no Uruguai aposta no bom nível de tecnologia embarcada para fazer frente à Mercedes-Benz Sprinter, líder de vendas da categoria no país.

No nosso duelo, vamos comparar as duas e mostrar o que cada uma tem de melhor. Confira qual a melhor van para levar seus passageiros: Ford Transit ou Mercedes Sprinter?

Versões

Ford Transit 1
Ford Transit tem configurações para 14 até 18 passageiros
Crédito: Divulgação
toggle button

A Transit chega inicialmente em versões para 14, 15, 17 e 18 passageiros, além de uma configuração vidrada que permite adaptações para operações comerciais. O modelo furgão para cargas será lançado somente no ano que vem.

Mercedes Benz Sprinter 2020 Brasil
Mercedes-Benz Sprinter se vale de versões para 9 até 20 passageiros
Crédito: Divulgação
toggle button

A Sprinter, por sua vez, está disponível em cinco configurações de passageiros: 9, 15, 17, 19 e 20 lugares (sem contar o motorista). O modelo da Mercedes-Benz ainda pode ser adquirido nas versões furgão, furgão vidrado e chassi.

Motorizações

Ford Transit Minibus 2022 Cinza De Frente Em Movimento 1536x1024
Motor 2.0 turbodiesel de 170 cv da Ford Transit é o mais potente da categoria
Crédito: Divulgação
toggle button

Qual a melhor van nesse quesito? Um dos argumentos de venda da Transit Minibus é justamente o motor EcoBlue 2.0 turbodiesel de quatro cilindros. Mais potente da categoria, o propulsor gera 170 cv a 3.500 rpm e 41,3 kgf.m de torque entre 1.750 e 2.500 rpm.

Já a motorização da Sprinter é a 2.2 turbodiesel, também de quatro cilindros com injeção direta, que entrega 143 cv a 3.800 rpm e 33,7 kgf.m (entre 1.200 e 2.400 rpm) na variante furgão 314 CDI Street. Nas configurações 416 CDI e 516 CDI, o mesmo propulsor fornece 163 cv e 36,4 kgf.m nas mesmas faixas de rotações da 314 CDI.

Ambos os modelos são equipados com câmbio manual de seis marchas e tração traseira.

Desempenho

Sprinter 2020 15 1024x683
Motorização 2.2 turbodiesel da Mercedes Sprinter tem variantes de 143 cv e 163 cv
Crédito: Divulgação
toggle button

As performances das vans são bem semelhantes. Obviamente, que os números divulgados pelos fabricantes podem variar de acordo com as condições de uso, peso da carga etc. No caso da Transit, a Ford informa que o modelo acelera de 0 a 100 km/h em 18 segundos e atinge velocidade máxima de 140 km/h.

A Sprinter também demora 18 segundos para alcançar os 100 km/h, no entanto, a sua velocidade final é de 157 km/h.

Consumo (Inmetro)

De acordo com as medições orientadas pelo Inmetro, a Ford Transit faz 10 km/l na cidade e 12 km/l na estrada. A autonomia estimada do seu tanque de 71 litros é de 852 quilômetros.

A Sprinter 516 CDI Van atingiu médias de 9,7 km/l em percurso urbano e de 10,5 km/l, em ciclo rodoviário. O seu tanque, com os mesmos 71 litros de capacidade do compartimento da Transit, tem autonomia para rodar até 746 km.

Capacidades

Ford Transit pode levar até 18 passageiros
toggle button

A capacidade de carga da Transit varia entre 1.286 kg (14 passageiros) e 1.402 kg (18 passageiros), totalizando Pesos Brutos Totais (pesos do veículo, mais carga, passageiros e tanque cheio) de 4.100 kg e 4.600 kg, respectivamente.

Mercedes-Benz Sprinter tem capacidade para até 20 passageiros, dependendo da configuração
Crédito: Divulgação
toggle button

A Sprinter Van carrega de 1.480 kg (9 passageiros) a 2.000 kg (20 passageiros), dependendo da versão. Os PBTs variam de 4.100 kg até 5.000 kg.

Equipamentos

Todas as versões da Ford Transit são equipadas de série com central multimídia e assistências de condução
toggle button

Em todas as versões, a Transit já recebe de série piloto automático adaptativo, frenagem autônoma de emergência a até 50 km/h e sistema de permanência em faixa corrretivo. O modelo da Ford ainda traz sistema start-stop, seletor de modos de condução e central multimídia SYNC Move, com interface desenvolvida para o uso comercial. O equipamento, com tela de 8 polegadas e compatibilidade com smartphones via Android Auto e Apple CarPlay, traz comandos por voz, seis entradas USB e função para se conectar diretamente à assistência 24 horas da Ford.

Sprinter só sai de fábrica com som simples. Central multimídia MBUX é opcional
Crédito: Divulgação
toggle button

A Sprinter, porém, tem uma lista mais enxuta de equipamentos de série. A van é equipada com os obrigatórios airbags frontais, freios com ABS e controles de estabilidade e tração. No entanto, a central multimídia MBUX com comandos por voz, a câmera de ré, o volante multifuncional e o controle de cruzeiro estão disponíveis apenas nos pacotes Luxo Hi-Tech e Premium ou entre os opcionais do Pacote Luxo.

Preços

Os preços variam de acordo com a configuração escolhida, equipamentos opcionais e até o número de veículos adquiridos pelo cliente. A Ford Transit tem preço inicial na faixa dos R$ 220 mil (versão furgão vidrado), enquanto a Mercedes-Benz Sprinter parte dos R$ 240 mil. Já as versões mais caras de ambas as vans custam por volta de R$ 300 mil, cada.

Bem equipada, Ford Transit tem potencial para tomar vendas da Mercedes Sprinter
Crédito: Divulgação
toggle button

Conclusão: qual a melhor van?

A Mercedes Sprinter não lidera o segmento de vans por acaso. O modelo importado da Argentina está consolidado em nosso mercado há duas décadas por conta da boa reputação entre os proprietários, que elogiam a confiabilidade da marca alemã, a robustez mecânica e a ótima liquidez do utilitário na hora de vender.

Esse histórico da Sprinter é o maior desafio da Transit para atrair os potenciais compradores e os atuais clientes da van da Mercedes-Benz. Mas o bom custo-benefício da Ford pode ser uma boa estratégia para ganhar espaço no mercado, uma vez que oferece mais equipamentos que a concorrente. As tecnologias de segurança, por si só, já são um ótimo argumento para dar uma chance à Transit na hora de transportar os seus passageiros.

Comentários