Mercedes-Benz 1968 ganha motor de 510 cv do C63

Modelo fabricado há mais de 50 anos foi equipado com o V8 biturbo do moderno sedã esportivo

  1. Home
  2. Últimas notícias
  3. Mercedes-Benz 1968 ganha motor de 510 cv do C63
Guilherme Silva
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Os sedãs clássicos da Mercedes-Benz são mais conhecidos pela qualidade de construção, sofisticação e conforto do que pela esportividade. Mas uma oficina australiana conseguiu unir tudo isso em um projeto inusitado e surpreendente.

O proprietário de um 250s fabricado em 1968 pediu para os mecânicos instalarem o conjunto motriz do nervoso C63 S 2017 em seu pacato sedã. O resultado é literalmente um lobo em pele de cordeiro.

O motor original, um antigo 4.5 V8 de 198 cv de potência combinado a um câmbio automático de três marchas, foi substituído pelo moderno e poderoso 4.0 V8 biturbo do C63 S, que despeja nada menos que 510 cv e 71 kgf.m de torque às rodas traseiras.

Segundo os responsáveis pelo projeto, medições no dinamômetro apontaram que o novo motor entrega 522 cv graças às modificações no sistema de escape e calibração. Os números de desempenho não foram divulgados, mas não devem ficar muito distantes da performance do C63 S: 0 a 100 km/h na casa dos 4 segundos e velocidade máxima de 290 km/h.

Mercedes-Benz 205s 1968 e C63 S 2017
Mercedes-Benz 205s 1968 frente a frente com o C63 S 2017
Crédito: Divulgação

O visual externo foi mantido o mais original possível, com exceção das modernas rodas de 19 polegadas. Já o interior foi equipado com o painel do C63 S e bancos revestidos de Alcantara.

Comentários