Novo Nissan Kicks terá versão para o público PCD

Marca afirma que seguirá com estratégia voltada ao atendimento do público PCD, inclusive no lançamento da próxima semana

  1. Home
  2. Últimas notícias
  3. Novo Nissan Kicks terá versão para o público PCD
André Deliberato
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O novo Nissan Kicks vai remar contra a maré. A empresa japonesa confirmou que o lançamento do modelo - previsto para a semana que vem - seguirá a estratégia da empresa voltada ao atendimento do público PCD e terá uma versão dedicada a esse segmento.

"Estamos adequando nossa estratégia à nova realidade do mercado e fazendo todo o possível para continuar oferecendo automóveis para todos os públicos, sem exceções. Há diferentes possibilidades de isenções e os consumidores precisam ser esclarecidos sobre isso", afirma Tiago Castro, diretor sênior de Vendas e Marketing da Nissan do Brasil.

Público PCD segue sem ofertas

"Remar contra a maré" porque os SUVs para o público PCD sumiram do mercado. O Nissan Kicks era e se manterá como único modelo que ainda oferece no catálogo esse tipo de versão, mesmo que recentemente tenha tido um bloqueio de pedidos, já que sua produção até o final de fevereiro já estava inteira comprometida.

SUVs para PCD representavam entre 30% e 40% das vendas totais de modelos dessa categoria. Jeep Renegade, Hyundai Creta, Citroën C4 Cactus, Peugeot 2008, Renault Captur e Duster, Caoa Chery Tiggo 2, VW T-Cross e Chevrolet Tracker são exemplos de carros que tiveram as vendas dessas configurações interrompidas no ano passado. Honda HR-V e Volkswagen Nivus nunca ofereceram essa configuração.

Teaser Nissan Novo Kicks
Novo Kicks será lançado no Brasil na próxima semanas e seguirá com versão para PCD (pessoas com deficiência)
Crédito: Reprodução

Qual a explicação?

falamos disso por aqui. Segundo fontes ligadas às montadoras, são pelo menos quatro razões que desmotivaram totalmente esse segmento:

1. As vendas já não eram lucrativas.

2. A alta nos preços dos veículos motivada pela oscilação cambial.

3. Menos clientes a partir de agora terão direito à totalidade de isenções.

4. O preço teto de R$ 70 mil foi estipulado em 2008 e nunca sofreu revisão.

É fato que há anos as montadoras tentam, em acordo com a Anfavea, pleitear o aumento desse teto de R$ 70 mil para R$ 90 mil. Isso permitiria que mais carros pudessem entrar na lista de opções para o público PCD e que esse setor voltasse a ser lucrativo para os fabricantes, que não veem com bons olhos a venda de seus SUVs "depenados" para atingir o valor atual.

O novo Kicks, porém, promete oferecer uma versão com preço inferior a R$ 70 mil, mesmo que o  modelo receba mais equipamentos e tecnologias. O SUV da Nissan deve remar contra a maré e ainda nadar sozinho enquanto esses cenários listados não mudarem.

Comentários