Os principais tipos de carroceria de carro

WM1 selecionou os principais tipos de automóvel para você descobrir qual atende melhor ao seu perfil ou gosto

  1. Home
  2. Últimas notícias
  3. Os principais tipos de carroceria de carro
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Aos apaixonados por carros, é provável conhecer modelos hatches, sedãs e SUVs. Mas você sabe quais são todos os tipos de carroceria de carro? Hoje, o WM1 mostra quais os mais conhecidos, principalmente se tratando do mercado brasileiro de veículos.

Confira cada um deles!

Hatch ou hatchback

Chamado por hatch ou hatchback, essa carroceria está presente nos carros mais populares. Comercializado praticamente apenas com quatro portas atualmente, era comum as fabricantes venderem versões ainda mais baratas com apenas duas portas até poucos anos atrás.

Chevrolet Onix Hatch azul de traseira em uma pista úmida e ao fundo gramado verde
Carroceria hatch costuma ser a porta de entrada do mercado brasileiro de automóveis
Crédito: Renan Rodrigues/WM1

O porta-malas dos veículos de carroceria hatch costuma ser mais curto e, consequentemente, menor. Os modelos desta categoria mais vendidos no Brasil são: Chevrolet Onix, Ford Ka e Hyundai HB20 — os três mais emplacados do país.

Há ainda o hatchback médio, que são modelos maiores, como Chevrolet Cruze Sport6 e Volkswagen Golf. Estes, porém, estão cada vez mais raros no nosso mercado.

Sedã

Os sedãs costumavam ser a extensão da carroceria do hatchback. Ou seja, são modelos mais compridos, com a frente idêntica ou extremamente parecida e a traseira estendida. Mas há exceções recentes, como VW Virtus e Fiat Cronos.

Eles estão entre uma das escolhas favoritas para grandes famílias por oferecer maior espaço interno e porta-malas. E também são os preferidos de taxistas e motoristas de aplicativos.

Toyota Corolla azul claro de frente em movimento com sua nova grade fina e faróis pontiagudos
Há sedãs de vários tamanhos. O Corolla da foto, por exemplo, é classificado como médio no Brasil
Crédito: Divulgação

Esses modelos também são conhecidos como três-volumes, pois é como se o carro fosse construído em três partes: compartimento do motor, dos passageiros e o porta-malas.

Eles podem ser divididos em categorias. Há os sedãs de entrada, como Volkswagen Voyage, Ford Ka Sedan e Chevrolet Joy Plus. Também tem os compactos premium, como Honda City, além de Virtus e Cronos.

Os médios são os mais disputados, onde figuram Toyota Corolla, Honda Civic, Chevrolet Cruze etc. Há ainda médio-grandes, como Ford Fusion e Honda Accord, e os grandes - estes mais raros e restritos a marcas de luxo no Brasil, como Mercedes-Benz Classe S e BMW Série 7.

Perua ou station-wagons (SW)

Considerado por muitos entusiastas de carros como o modelo ideal, por unir diferentes atributos, as peruas perderam mercado. Desde o crescimento em vendas dos utilitários esportivos, as opções com esta carroceria são cada vez mais raras.

Fiat Weekend na versão ADventure cor verde com para-choque de impusão e molduras nas caixas de roda
Weekend é uma das peruas sobreviventes de um mercado que adotou os SUVs como carro familiar
Crédito: Divulgação

Derivadas dos sedãs, as SWs são procuradas por quem busca por espaço interno. Entre as sobreviventes no Brasil, as mais conhecidas são: Fiat Weekend e Audi A4 Avant.

Coupé ou cupê

Com o visual semelhante ao de um sedã, o coupé é mais baixo e originalmente tem duas portas. Com espaço interno menor, eles são vendidos com dois ou quatro lugares. É comum entre as montadoras lançar uma versão já existente com essa derivação de carroceria.

BMW M4 azul na saída de uma curva em movimento em um autódromo
Cupês têm pegada esportiva e bom coeficiente aerodinâmico. BMW M4 é um dos exemplares
Crédito: Divulgação

A proposta desses modelos é reunir maior velocidade, boa aerodinâmica e alto desempenho em um mesmo carro. Um carro emblemático desta categoria é o Chevrolet Camaro e BMW M4.

Conversível

Os carros conversíveis são fáceis de serem reconhecidos. Para identificá-los, basta reparar se o teto é removível ou não.

Audi Tt Roadster amarelo em movimento numa estrada de serra com o sol se ponto no horizonte ao fundo
Audi TT, o conversível de dois lugares da marca alemã. Carroceria é sinônimo de luxo descolado
Crédito: Divulgação

Esse tipo de carroceria permite aos motoristas andar com o seu veículo aberto ou fechado. Alguns exemplos são: Audi TT Roadster, Chevrolet Camaro conversível e Mercedes SLC.

Minivan

Outra categoria que morre aos poucos no mercado. Assim como as stations wagons, os monovolumes perdem a vez para os SUVs. Mas oferecem bom espaço interno e conforto para todos. Alguns modelos que sobrevivem são Chevrolet Spin, Fiat Doblò e Citroën Aircross.

Minivan Aircross usa a base do C3 Picasso com apliques aventureiros para se manter no mercado
Crédito: Divulgação

Limousine

Diferentes. Assim podemos definir a carroceria dos modelos limousine. Para ficar deste tamanho, os fabricantes estendem o chassi de veículos de luxo já existente para chegar ao comprimento ideal.

Grandes e luxuosas, fica fácil identificar quando estamos diante de uma. Não há um tamanho único para esses modelos, mas seu comprimento pode ultrapassar incríveis 10 metros. É comum encontrar opções nas cores branca e preta.

SUV ou utilitário esportivo

A sigla SUV vem do termo Sport Utility Vehicle, que traduzido significa Veículo Utilitário Esportivo. A popularidade dos modelos desta categoria cresce a cada ano, com mais adeptos e diferentes novas opções no mercado.

Antigamente, a estrutura desses veículos é montada com base em picapes. No entanto, os SUVs foram ganhando vida - e plataforma - próprias para terem mais aptidão urbana. Foi dessa lógica que nasceu o Ford EcoSport, em 2003.

Jeep Compass é um dos SUVs mais vendidos do país. Segmento é o que mais cresce no país
Crédito: Divulgação

Hoje, boa parte usa estrutura monobloco. Altos, robustos e alguns com tração nas quatro rodas, os SUVs nasceram para enfrentar terrenos off-road, mas foi com motoristas da cidade que eles tiverem sucesso. Alguns exemplos da categoria entre os mais vendidos: Jeep Compass e Renegade, VW T-Cross, Honda HR-V e Nissan Kicks.

Jipe

Ideais para quem busca modelos off-road, essas carrocerias são projetadas para enfrentar terrenos íngremes e de difícil acesso. Com tração nas quatro rodas, motor potente e grandes pneus, esses veículos têm conquistado cada ano mais adeptos. Os mais conhecidos no Brasil são: Jeep Wrangler, Suzuki Jimny e Troller T4.

Jimny é um dos jipinhos raiz do mercado: robustez e tração para encarar trechos fora de estrada
Crédito: André Deliberato/WM1

Picape

Nascidas para o trabalho, as picapes são ideais para quem necessita realizar o transporte de cargas e que não seja preciso um caminhão. Atualmente, as carrocerias são produzidas com cabine simples (dois lugares) ou cabine dupla (quatro ou cinco lugares).

Ford Ranger é uma das picapes médias à venda no disputado mercado brasileiro
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

Os modelos são divididos dentro do segmento entre de entrada, média-compacta, média e grande. Também são ideais para terrenos esburacados. Algumas das mais conhecidas são: Fiat Strada, Toyota Hilux, Fiat Toro, Chevrolet S10, Ford Ranger e VW Amarok.

Encontre o seu modelo favorito na Webmotors!

Listamos os principais tipos de carroceria de carro. Claro que, além desses, há mais modelos, como roadster, fastback, superesportivos, furgões, entre outros. No catálogo da Webmotors você encontra opções para todos os estilos e bolsos. Conheça e escolha o melhor!

 

Comentários