Renault investe R$ 1,1 bi no país por novos carros

Marca terá cinco novidades até metade de 2022, renovação da linha atual de veículos, motor turbo e dois carros elétricos

  1. Home
  2. Últimas notícias
  3. Renault investe R$ 1,1 bi no país por novos carros
André Deliberato
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Renault anunciou investimento de R$ 1,1 bilhão em sua fábrica de São José dos Pinhais (PR) para fazer a renovação de sua atual gama de veículos e lançar um inédito motor turbo (possivelmente a nacionalização do propulsor de 1,3 litro já usado em carros da Mercedes-Benz). Segundo a marca, serão cinco novos carros até metade de 2022 e dois novos elétricos dentro desse período.

Atualmente, a Renault tem uma linha composta por Kwid, Sandero, Logan, Stepway, Duster, Duster Oroch, Captur e Master. "Mesmo em um cenário de muitos desafios, fico feliz em poder anunciar que seguimos investindo na atualização dos nossos produtos no Brasil", destacou Ricardo Gondo, presidente da Renault do Brasil.

De acordo com o fabricante, seus três atuais carros 100% elétricos emplacados no Brasil (Zoe, Twizy e Kangoo Z.E.) são frequentemente negociados com cerca de 20 empresas parceiras. Mas, entre eles, só o Zoe é vendido ao cliente final, desde 2018. Ao todo já são mais de 300 unidades em circulação no país, de acordo com a Renault.

1709896 Dsc5087
Kwid deve ser renovado e trazer até sua versão elétrica, chamada de K-ZE, que pode desembarcar por aqui em 2022
Crédito: Divulgação

O anúncio segue as diretrizes da estratégia mundial da empresa. Segundo o comunicado, a marca se orienta pela aplicação do plano mundial chamado "Renaulution", que, conforme publicado aqui no WM1, prevê investimento em eletrificação, redução de custos e lançamentos com foco nos segmentos mais rentáveis.

O comunicado da Renault não trouxe detalhes sobre os cinco modelos que a empresa pretende lançar até meados de 2022 - ou sobre os dois elétricos. No entanto, há especulações de que a empresa trará para o Brasil uma versão elétrica do Kwid, chamada K-ZE.

Também foi divulgado anteriormente, na época da divulgação do "Renaulution", que a marca francesa pretende lançar um novo utilitário médio para a América Latina. Na ocasião, o presidente do Grupo Renault, Luca Di Meo, citou o Bigster, carro-conceito que dará origem a um utilitário esportivo médio, do porte do Jeep Compass, e que será posicionado acima do Duster.

Atualmente, a Renault tem cerca de 6.400 colaboradores diretos e gera aproximadamente 25 mil empregos indiretos. A empresa está localizada em São José dos Pinhais (PR), onde fica o complexo chamado "Ayrton Senna", que reúne as quatro fábricas da marca no Brasil: de automóveis; de comerciais leves; de motores e de injeção de alumínio.

Comentários