Latin NCAP: veja notas do Corolla, HB20 e Sandero

Renault muda itens no Sandero e Logan para alcançar três estrelas após entidade avaliar os modelos com a menor pontuação

  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Latin NCAP: veja notas do Corolla, HB20 e Sandero
Renan Rodrigues
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O Latin NCAP divulgou hoje a última rodada de testes do ano. A entidade que avalia o nível de segurança dos carros testou três modelos a venda no Brasil: Hyundai HB20, Renault Sandero e Toyota Corolla.

O destaque ficou para o sedã da marca japonesa, que conseguiu nota máxima e selo "Advanced Award".

Toyota Corolla

Toyota Corolla vermelho se choca com a baarreira frontal para avaliação nos testes de colisão
icon photo
Legenda: Toyota Corolla no teste de colisão: nova geração do líder dos sedãs médios ganha nota máxima
Crédito: Divulgação

O sedã gabaritou o teste. Obteve as cinco estrelas máximas na proteção de adultos e cinco estrelas para a proteção de crianças. Segundo a entidade, a estrutura é estável e se saiu bem nos três testes de impacto (frontal, lateral e lateral de poste).

"Os sistemas de combinação de redução, como cintos e airbags, são bons e oferecem boa proteção".

O modelo é equipado de série com controles de tração e estabilidade, além de seis airbags. O desenvolvimento da carroceria e outras tecnologias garantiram o selo "Advanced Awards", entregue a modelos com nota máxima e que ainda se preocupam com os pedestres, garantindo lesões mínimas em caso de atropelamento.

Hyundai HB20

Novo Hyundai HB20 é submetido ao impacto de uma barreira na porta dianteira lateral direita
icon photo
Legenda: Hyundai HB20 tirou apenas três estrelas para segurança de crianças

O Latin NCAP avaliou a nova geração do hatch com quatro estrelas para a proteção adulto e apenas três para crianças. A entidade afirma que há boa proteção no impacto frontal, porém, na batida lateral a proteção torácica foi considerada fraca.

O HB20 tem dois airbags frontais de série e o controle de estabilidade é opcional. Os joelhos também são comprometidos pelo painel.

Já no teste para crianças, o boneco de um ano e meio foi bem protegido com a cadeirinha presa no ISOFIX e voltada para trás. No entanto, o dummy de três anos mostrou um descolamento no encosto do banco traseiro, causando movimento excessivo da cabeça para frente.

Renault Sandero, Stepway e Logan

icon photo
Legenda: Renault mudou Sandero e Logan para alcançar três estrelas, depois de levar apenas uma

Os Renault tiveram o teste mais confuso nessa rodada. Eles foram avaliados e iriam tirar apenas uma estrela para proteção de adultos e quatro estrelas para crianças.

Apesar de equipadas com airbags laterais, a entidade percebeu que as bolsas não protegiam os ocupantes no impacto lateral. E havia invasão significativa na carroceria, além de proteção baixa na região do peito. O crash-test ainda mostrou uma estrutura instável.

A Renault agiu rápido e, antes mesmo da divulgação dos testes, fez melhorias no carro e o reenviou para o Latin NCAP. Após atualizar o sistema de distribuição de airbags e adicionar um dispositivo de absorção de energia para a pelve, os carros foram testados e mostraram melhorias, saltando para três estrelas.

No entanto, os modelos agora têm duas notas válidas: uma estrela para modelos feitos entre abril e dezembro e três estrelas para os veículos feitos a partir de 10 de dezembro.

Veja o vídeo com o teste de colisão do novo Corolla

 

Comentários