Na próxima Le Mans, outro diesel: Peugeot

  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Na próxima Le Mans, outro diesel: Peugeot
Karina Autopress
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Depois da sensacional vitória de um Audi diesel na prova das 24 horas de Le Mans este ano, outro carro a diesel estará competindo na prova do ano que vem: um Peugeot 908, com motor common-Rail de injeção direta equipado com um sistema de filtro de particulados diesel, DPFS.

A Peugeot não está correndo atrás da Audi: a decisão da montadora francesa de participar de Le Mans em 2007 foi tomada em 14 de junho do ano passado: enfrentar um novo desafio tecnológico, vencendo a que muitos consideram a corrida mais difícil e exigente do mundo quanto a novas tecnologias, como a de um motor diesel ‘limpo’, equipado com um filtro de particulados.

A Peugeot já havia definido que abandonaria o Campeonato de Ralis no fim de 2005 e passaria a perseguir a meta de competir no mais alto nível tecnológico - só que o campeonato mundial de resistência não inclui apenas a quase mítica prova francesa, mas também as de Spa, Monza, Silverstone, Nürburgring e Istanbul.

Le Mans, no ano passado, atraiu 200 mil espectadores e foi televisionada para outras 228 milhões de pessoas. Quem vence ali adquire enormes vantagens de imagem e vendas no Primeiro Mundo.

“Este é um desafio extremamente estimulante e estou convencido que gerará forte interesse em todos os nossos colaboradores e através de toda nossa rede de vendas. Espero que esse projeto, ambicioso, mas completamente atingível, nos proverá com uma nova oportunidade de demonstrar nossa habilidade de vencer”, disse o diretor-gerente da Automobiles Peugeot, Frédéric Saint-Geours.

A história do envolvimento da Peugeot com motores diesel é antiga: começou em 1959 com o 403, seu primeiro modelo de produção com este tipo de motor; seis anos mais tarde, um 404 diesel conquistou 40 recordes mundiais no circuito de Montlhéry, próximo a Paris; em 1957, ela lançou o menor motor diesel automotivo 1.200 cm³ no Salão de Paris, numa perua 204; em 1979 fez o 604, com o primeiro turbodiesel europeu; em 1996, colocou seu primeiro diesel common-rail HDi num 406; em 2000, um 607 com o primeiro HDi com filtro de particulados; em 2003, a Peugeot gerou a Copa RC, uma fórmula de marca única baseada no carro-conceito Carreau, equipada com motor HDi com filtro de particulados. Hoje, a Peugeot já atinge a marca de um milhão de veículos HDi DPFS.

Mais de 60% de todos os diesel vendidos pela Peugeot na Europa, e mais de 70% dos comercializados na França, são HDi com filtro de particulados, demonstrando sua política estratégica de reduzir as emissões de escape.

O motor para Le Mans

Doze cilindros em V a 100 graus, deslocamento de 5,5 litros o máximo permitido pelas regras do campeonato, que fornece a melhor eficiência operacional a baixos giros, inicialmente permite limitar a potência, e mais tarde possibilita maior desenvolvimento.

O número de cilindros resulta, de um lado, do desejo de manter o diâmetro dos cilindros muito perto daquele de um motor de produção seriada e, assim, otimizar o uso do conhecimento da combustão de um diesel; de outro, limitar o curso dos pistões a um valor razoável. A arquitetura V12, conhecida por seu bom equilíbrio, minimiza também as vibrações.

O ângulo de 100 graus permite que se reduza o centro de gravidade, sem diminuir a rigidez torcional do motor.

Dois filtros de particulados são montados no fim de cada um dos sistemas de escape. Embora sua tecnologia venha diretamente de carros de produção, garantirá uma redução controlada de emissões em todas as condições operacionais. Os filtros carregam os números de produção normal 1.195.520 e 1.195.521.

O nível de força projetado é de mais de 700 cv de potência e mais de 122 kgm de torque.

Um dos principais parceiros da Peugeot Sport neste projeto é a Bosch, responsável pelos componentes de injeção de combustível e do sistema de gerenciamento de motor. Os outros dois principais são Total combustível e lubrificantes e Michelin, pneus.

As próximas datas importantes no projeto: 26 de setembro, com a apresentação do modelo em escala no Salão de Paris; 30 de setembro, quando o V12 HDi DPFS fará seu primeiro teste de bancada; e início de dezembro, quando o carro será testado pela primeira vez pelo piloto de testes Éric Hélary.
_______________________________
E-mail: Comente esta coluna
________________________________
José Luiz Vieira é engenheiro automobilístico e jornalista, diretor de redação da revista Carga & Transporte e do site TechTalk www.techtalk.com.br, sócio-proprietário da empresa JLV Consultoria e um dos mais respeitados jornalistas especializados em automóveis do Brasil. Trabalhou como piloto de testes em várias fábricas e foi diretor de redação da revista Motor3. E-mail: joseluiz@jlvconsultoria.com.br

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors