Nelsinho ao máximo

  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Nelsinho ao máximo
Nelson Piquet
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Vinte anos atrás eu estava aqui mesmo em Hungaroring ganhando o 1º GP da Hungria de F1, depois de uma ultrapassagem que ficou na história. Foi um dia especial que nunca vou esquecer na vida. Mas a pista da Hungria reservou ainda mais para mim neste final de semana, duas vitórias de manual do Nelsinho Unibanco/Oi que mais do que ter se aproximado da liderança do Campeonato da GP2, mostrou um talento impressionante. Pela primeira vez na categoria alguém fez os pontos máximos possíveis conquistando pole, duas vitórias, duas voltas mais rápidas – e a torcida húngara. Na prova longa de sábado o Nelsinho nem mesmo durante a parada obrigatória para troca de pneus perdeu a liderança, o que é um fato inusitado na GP2, e terminou com 32 segundos de vantagem.

Na prova de domingo, disputada debaixo de muita chuva, e mesmo largando em 8º a prova larga na ordem inversa da chegada de sábado, teve cabeça, velocidade e muita, muita perícia para vencer e ficar a apenas 11 pontos da ponta do campeonato. Foi uma demonstração de recuperação também da equipe Piquet Sports quer funcionou à altura do seu piloto. Para mim foi um misto de alegria e sufoco difícil de explicar e muito mais difícil ainda de esquecer. Essa Hungria realmente é um lugar para o qual quanto mais tempo passa, mais devo. Ainda bem.

Acelerando fundo
O Rally dos Sertões Banco Real/Ipiranga/GoodYear terminou em Porto Seguro e revelou uma nova dupla campeã: Franciosi/Capoani de Mitsubishi L200RS FMC/Case/Selénia. É apenas a segunda participação da dupla na prova. É também a vitória da equipe particular de Fábio Greco, na frente das equipes oficiais. A tradição da família Greco continua também no off road, já que na Stock é justamente a equipe organizada por Jean Greco irmão de Fãbio que venceu todas as provas até agora neste ano.

No Masters de F3 em Zandvoort Holanda, vitória do escocês Paul Di Resta, derrotando o herói local Giedo van der Garde. Todos de Dallara-Mercedes. Na Brickyard 400 a prova da NASCAR em Indianápolis vitória do Jimmy Johnson Chevrolet que dispara na liderança do Campeonato.

Um GP de sonho
Não adianta, pode mudar regulamento do jeito que for, impedir amortecedores de peso, restringir o uso de motores, regular isso, aquilo e aquilo outro: quando chove a coisa toda muda. É que debaixo d´água a coisa nivela por cima e aí é que se vê o quanto cada um vale de verdade. A primeira volta foi de arrepiar com o Raikkonen, Schumacão e Alonso mostrando que estão alguns pontos acima dos outros. Na seqüência, com o seca-molha, as paradas e as trocas de pneus, os erros começaram a se acumular e os três favoritos foram se perdendo em erros infantis. Bom para o Jenson Button, que conseguiu vencer o seu primeiro GP na sua participação de número 113. Bom para a Honda que parece que encontrou o velho caminho que tanto sucesso já fez. Bom para os jovens pilotos, que com a bela prova do Kubica desclassificado por estar com o carro 2 kg abaixo do peso, já que não trocou os pneus que, gastos, perderam esses dois quilos e ainda fez a BMW despedir o Villeneuve. Bom para Campeonato que vai ser disputado até a última prova e ótimo para todos nós que ao vivo ou pela TV assistimos ao espetáculo.
_______________________________
E-mail: Comente esta coluna

Nelson Piquet é tricampeão mundial de Fórmula 1 e o primeiro campeão da Era Turbo da competição. Participou de 204 provas, com 23 vitórias. Atualmente se dedica à administração de suas empresas e à carreira esportiva do filho, Nelson Ângelo Piquet, o Nelsinho, além de ser colunista do WebMotors.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors