Novo Classe A ganha cara de mau e motor 1.4 turbo

Confirmado para o Brasil, hatch da Mercedes-Benz também ficou maior e ganhou interior mais luxuoso e tecnológico

  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Novo Classe A ganha cara de mau e motor 1.4 turbo
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Mercedes-Benz não esperou o início do Salão de Genebra, que abre as portas na cidade suíça no dia 8 de março, e apresentou em detalhes a quarta geração do Classe A, que tem lançamento confirmado no Brasil, em data ainda a ser anunciada.  O hatch traz visual alinhado com o de lançamentos recentes da marca alemã, com faróis mais compactos e retilíneos, dotados opcionalmente de iluminação full-LED, e lanternas traseiras mais estreitas e horizontais.

icon photo
Legenda: Novo Mercedes-Benz Classe A 2018
Crédito: Novo Mercedes-Benz Classe A 2018

Além do novo visual, o compacto da Mercedes ficou maior, crescendo 3 cm no comprimento e  subindo 1,4 cm na largura, enquanto a capacidade do porta-malas, que agora tem abertura mais larga, subiu de 341 litros para 370 litros.

icon photo
Legenda: Novo Mercedes-Benz Classe A 2018
Crédito: Novo Mercedes-Benz Classe A 2018

Quanto à parte mecânica, ao menos no lançamento (o modelo chega às concessionárias europeias em meados de 2018), o Classe A não vai oferecer versão híbrida. Inicialmente, o carro chega com três opções de motor, todas com quatro cilindros e combinadas com transmissão manual de seis marchas ou automatizada de dupla embreagem e sete velocidades.

icon photo
Legenda: Novo Mercedes-Benz Classe A 2018
Crédito: Novo Mercedes-Benz Classe A 2018

O motor mais compacto é o novo 1.4 turbo a gasolina, que rende até 163 cv de potência e 25,4 kgf.m de torque, casado com câmbio manual ou automatizado e que pode desativar cilindro para poupar combustível - o Classe A de entrada traz atualmente motor 1.6 turbo de 156 cv e 25,5 kgf.m.  A segunda opção é o 2.0 turbinada, também a gasolina, que entrega 224 cv e 35,7 kgf.m, ante os 211 cv e 35,7 quilos do A250 de primeira geração, que também traz uma unidade de dois litros de cilindrada. Essa configuração só conta com o câmbio de dupla embreagem.

icon photo
Legenda: Novo Mercedes-Benz Classe A 2018
Crédito: Novo Mercedes-Benz Classe A 2018

A terceira opção, que não será comercializada aqui, traz propulsor 1.5 turbodiesel, que entrega 115,6 cv e 26,5 kgf.m, também sempre acompanhada de transmissão automatizada. Por padrão, os trens de força trazem tração dianteira, porém opcionalmente o cliente na Europa poderá adquirir o carro com tração integral, nas quatro rodas. A fabricante futuramente vai disponibilizar novas versões e motores, incluindo as configurações de alta performance da AMG.

icon photo
Legenda: Novo Mercedes-Benz Classe A 2018
Crédito: Novo Mercedes-Benz Classe A 2018

Ainda a respeito da parte mecânica, o compacto agora conta com suspensão traseira por eixo de torção, uma solução mais simples e barata que a configuração multilink da primeira geração.

icon photo
Legenda: Novo Mercedes-Benz Classe A 2018
Crédito: Novo Mercedes-Benz Classe A 2018

Na cabine estão as novidades que mais chamam a atenção no Classe A, antecipadas pela Mercedes-Benz em janeiro, durante a feira de tecnologia CES, em Las Vegas (EUA), que o WM1 conferiu de perto. O modelo será o primeiro da marca alemã a trazer o sistema multimídia MBUX, que inclui painel de instrumentos digital e chega com três configurações. A de entrada conta com duas telas de sete polegadas (uma para o painel e outra para a central multimídia). A intermediária oferece, por sua, vez, combina telas de sete e 10,25 polegadas.

icon photo
Legenda: Novo Mercedes-Benz Classe A 2018
Crédito: Novo Mercedes-Benz Classe A 2018

A mais cara e completa tem duas telas de 10,25 polegadas que, instaladas lado a lado, dão a impressão de se tratar de uma widescreen em uma peça só, lembrando bastante o painel dos sedãs de luxo Classe E e Classe S. Os controles, dependendo da configuração escolhida, podem ser feitos por meio de toques na tela ou através de  um touchpad no console central. O cliente pode, ainda, optar por comandos de voz e tecnologia de inteligência artificial, que, de acordo com a montadora, permite ao veículo "aprender" com os hábitos e necessidades dos ocupantes e sugerir, por exemplo, músicas e configurações específicas.

O interior também ficou mais bem acabado e luxuoso, condizente com a proposta de um Mercedes, mesmo um modelo compacto. Para completar, o compacto traz recursos de assistência à condução emprestados de modelos maiores e mais caros da Mercedes, como condução semiautônoma, que permite seguir automaticamente o veículo à frente, freando, acelerando e até esterçando o volante, bem como traz a capacidade de reduzir automaticamente a velocidade na entrada de uma curva.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors