Valor X Preço

Como entender o preço dos veículos
  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Valor X Preço
Geraldo Simões
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

IMAGE

Recentemente em uma conversa entre amigos ouvi a seguinte pérola: "porque uma Honda Hornet 600 custa R$ 35.300 (com freio ABS) se um Volkswagen Gol 1.0 (com ABS) custa R$ 29.300, tem duas rodas a mais, bancos e muito mais material?". Pior que ouço essa cantilena há mais de 20 anos... Cansado de argumentar, perguntei qual a atividade do amigo e ele explicou que era dono de restaurante.

 

Antes de mais nada vou explicar mais uma vez: moto não é um carro de duas rodas. É um veículo muito diferente, com características de construção e fabricação muito mais artesanal do que no caso dos automóveis.

 

Um dos erros cometidos nesse questionamento é de posicionamento de mercado. Um VW Gol 1.0 está muito mais para uma Honda CG 150 Titan em termos de segmentação. Se a Hornet 600 fosse comparada com um automóvel deveria ser com um sedã médio como o Honda City ou mesmo o Civic. Mas vamos deixar esse posicionamento de lado.

 

Qualquer pessoa com inteligência mediana conhece um pouco do conceito de economia de escala. Por isso tive de usar uma metáfora no idioma dele. Foi minha vez de perguntar: quanto sai, mais ou menos, um prato caprichado para um casal, com um vinho nacional, mais sobremesa? A resposta foi por volta de R$ 150,00. Beleza, aí continuei: e se eu quisesse jantar com a minha mulher, só nós dois, mais ninguém no restaurante, só eu e ela, com a porta fechada e a noite exclusivamente para nós, você cobraria os mesmos R$ 150,00? A resposta foi obviamente um não!

 

Essa é uma das principais diferenças, a tal economia de escala. A VW vende algo perto de 14.000 carros Gol 1.0 por mês. Enquanto a Honda vende, atualmente, algo em torno de 300 Hornet nos mesmos 30 dias. Não precisa ser muito esperto para perceber que a escala é escandalosamente maior nos automóveis.

 

Além disso existem diferenças de materiais, desenvolvimento, tecnologia embarcada etc. O motor de 599 cc da Hornet desenvolve 102 cavalos, enquanto o motor de 999 cc do Gol rende 76 CV. São tecnologias muito diferentes.

 

O grande impacto no preço das motos acima de 400cc está mesmo na economia de escala. Imagine que todos os componentes também são produzidos em menor quantidade. São produzidos apenas 300 guidões por mês, 300 bancos, 300 faróis ect. O curioso é que muita gente que faz essa pergunta trabalha em áreas nas quais a economia de escala faz parte do seu universo, como o amigo dono de restaurante.

 

Imagine se ele fosse na feira comprar um pé de alface, um pacote de sal, quatro tomates, uma cabeça de alho, um maço de manjericão e uma noz. Depois fosse a um distribuidor para comprar uma garrafa de vinho nacional. No final ele teria uma planilha com um valor só para os ingredientes.

 

Depois, ele teria de abrir o restaurante, ativar a cozinha, chamar os funcionários, garçons, faxineiro etc para fazer apenas o meu spaghetti al pesto. Isso teria um custo final. Mas se ele fosse uma vez por semana (ou por mês) no Ceasa e comprasse grandes quantidades dos ingredientes a planilha de custo total aumentaria, claro, mas em cada item individualmente cairia. Além disso, com todas as mesas ocupadas os custos de funcionamento do restaurante ficaria menor per capita de cliente.

 

Agora imagine uma fábrica enorme produzindo apenas 300 ou 400 unidades de um modelo por mês contra outra produzindo 14.000! Claro que o custo por unidade tem que cair, mesmo com um número de itens maior.

 

E para encerrar a discussão (totalmente aleatória) existe uma diferença fundamental entre preço e valor. E muitas vezes o que determina o preço final de qualquer produto não é só a soma dos componentes, mais o lucro, tem também o quanto o mercado se predispõe a pagar, ou não.

 

Desde sempre os veículos motorizados foram considerados caros no Brasil. Porque a maioria compara com os preços praticados nos Estados Unidos, país com uma política tributária muito diferente da nossa e também com uma economia de escala bem maior. Quando comparamos com países europeus com economia semelhante podemos observar que os preços são quase iguais tanto de carro quanto de moto.

 

Só para não deixar escapar uma provocação, se alguém quiser comprar um carro zero km que chegue a 300 km/h certamente terá de desembolsar uma quantia de quase meio milhão de reais. Ou comprar uma CBR 1000RR por R$ 62.000. Baratinho, né? 

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors