Fórmula 1: Hamilton vence e Nelsinho Piquet conquista primeiro pódio

Desde 1991 dois brasileiros não subiam ao pódio na competição. O GP da Alemanha foi marcado pela supremacia da McLaren
  1. Home
  2. Salões
  3. Fórmula 1: Hamilton vence e Nelsinho Piquet conquista primeiro pódio
Autoracing
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Lewis Hamilton admitiu que estava em dúvida a respeito da estratégia da McLaren de não parar durante o período de safety car no meio da corrida, após se recuperar e fazer várias ultrapassagens para vencer o GP da Alemanha.

"Eu não planejava fazer isso, teria preferido uma tarde fácil e confortável na frente, mas as coisas não correram dessa maneira", disse Hamilton.

"A equipe optou por me deixar na pista, e creio que achavam que eu poderia ter aberto uma diferença, mas eu precisava de uma vantagem de 23 segundos e tinha cerca de sete voltas. Eu disse, vocês têm certeza sobre isso? Porém, todos nós temos opiniões em relação a certas coisas e precisamos tomar decisões, com certeza vamos aprender com isso e pensar na próxima prova".

"Ainda assim, tínhamos o carro mais rápido neste fim de semana e terminamos no topo. Isso se deve a muito trabalho duro de todo o pessoa. A equipe é simplesmente fantástica, todos eles fizeram um trabalho fenomenal".

Hamilton retornou imediatamente atrás do companheiro de equipe Heikki Kovalainen, e expressou sua gratidão ao finlandês por permitir que ele o ultrapassasse logo depois. "Saí atrás de Heikki, e tenho de agradecê-lo bastante, pois tem sido um ótimo companheiro - ele não lutou muito e viu que eu estava mais rápido".

O piloto da McLaren então ultrapassou Massa para ganhar a segunda colocação sete voltas mais tarde, antes de se aproximar rapidamente de Nelsinho Piquet e tirar a liderança do brasileiro da Renault a oito voltas do final. "Com Felipe, vi que eu estava muito mais rápido do que ele naquele momento, então só tentei manter o ritmo. Sabia que eu estava nas voltas iniciais com meus pneus e que tinha apenas uma pequena janela para ultrapassá-lo antes de eles começarem a sofrer granulação e escorregar, portanto tive de forçar e me aproximar ao máximo dele".

"Mas o ótimo desta pista é que você pode seguir outros pilotos, foi o que descobri. Então, consegui me aproximar bastante nas últimas duas curvas, acompanhá-lo até a curva 2 e então pegar o vácuo, mas no final da reta, ele igualou minha velocidade, o que tornou a ultrapassagem um pouco difícil, tive de completá-la na freiada. Porém, ele me deu bastante espaço. Creio que foi uma batalha justa e divertida. Pensei que meu trabalho estava feito, e eles me disseram você ainda tem de passar Nelson. Pensei, ok, acabei de me esforçar ao máximo, mas tudo bem, e novamente, foi uma batalha boa e justa".

Nelsinho Piquet

Nelsinho Piquet admitiu que sua equipe Renault teve sorte com o período de safety car, que o permitiu subir ao pódio pela primeira vez no GP da Alemanha de domingo.

"Nem sei por onde começar", disse ele. "O carro estava ficando cada vez melhor nos treinos, e estávamos indo bem até a classificação, onde não tive uma primeira sessão muito boa, e então, na segunda, peguei um pouco de tráfego, portanto larguei atrás".

"Pensei que seria como eu terminaria meu fim de semana, mas tivemos muita sorte com as regras do safety car. A equipe tomou uma boa decisão ao me chamar no momento certo. Obviamente, antes da corrida, tínhamos de arriscar entre uma ou duas paradas, e fizemos a opção quando iniciamos a prova. Creio que foi uma estratégia perfeita, porque se tivéssemos ido para um primeiro trecho agressivo e curto e tentado ultrapassar no começo, eu não teria chegado ao pódio. Portanto, tivemos sorte, e no final, só mantive meu ritmo".

Piquet disse que foi melhor não tentar se defender de Hamilton de qualquer maneira, pois avalia que poderia ter perdido suas chances de subir ao pódio. "Depois do safety car, eu sabia que só precisava manter meu ritmo, e que não podia forçar demais os meus pneus no começo, já que teria de mantê-los até o final. Quando eu estava liderando, sabia que Lewis chegaria rapidamente e que Felipe não estava muito mais rápido do que eu".

"Se eu tivesse corrido muitos riscos tentando segurar Hamilton, Felipe poderia ter me ultrapassado, então decidi garantir o segundo lugar ao invés de terminar em terceiro ou quarto e não ficar tão feliz. Simplesmente mantive o ritmo, não cometi erros e mantive os pneus traseiros em boa forma até o final".

Gosta de esportivos?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas:

Aston Martin

Porsche

Ferrari

Lamborghini

Leia também:

Mercedes-Benz C 63 AMG

Seat Ibiza Sportcoupé

Breckland Beira

Veritas RS III

Ferrari GT California

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors