Kia registra nova geração do Optima no Brasil

Sedã médio-grande tem patentes registradas no INPI e pode voltar a ser vendido por aqui com conjunto híbrido.

  1. Home
  2. Segredos
  3. Kia registra nova geração do Optima no Brasil
Fabio Perrotta Junior
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A pandemia diminuiu, mas não parou por completo o setor automotivo. Prova disso foi o registro da nova geração do Kia Optima no Instituto Nacional da Propriedade Industrial, o popular INPI. Apesar do registro, porém, oficialmente o modelo não tem previsão de lançamento no Brasil.

Apresentado no final de 2019, o novo Optima tem design bastante ousado. Além do visual, o sedã médio-grande chama a atenção pelo trem de força híbrido, que é cotado para ser vendido no Brasil.

icon photo
Legenda: Novo Kia Optima é registrado no INPI e deve vir para cá com conjunto híbrido

Lá fora, o sedã combina motor 2.0 a gasolina de 152 cv com um elétrico, de 52 cv. Esse conjunto rende 195 cv e 37,4 kgf.m de torque de forma combinada.

Se os números focados em desempenho são atrativos, o consumo também é. De acordo com a Kia, o Optima Híbrido alcança médias de até 19,9 km/l na cidade.

Oficialmente...

O WM1 procurou a Kia para saber se o registro no INPI indicava um possível lançamento do Optima no país. A assessoria da marca, porém, informou que não há previsão da chegada do modelo ao Brasil.

Vale lembrar que o Optima já foi vendido por aqui em sua geração anterior. O sedã foi lançado em abril de 2012 com motor 2.4 de 180 cv. Dois anos depois, passou a ser importado com um 2.0 de 165 cv. Em 2016, a Kia suspendeu a importação. Hoje, é vendido como seminovo e usado.

Comentários