Chevrolet Trailblazer substitui a Blazer com a mesma moeda

SUV da GM na opção V6 chega a partir de R$ 145,45 mil, na opção turbodiesel o valor começa em R$ 175,45 mil


  1. Home
  2. Testes
  3. Chevrolet Trailblazer substitui a Blazer com a mesma moeda
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon


(Lançamento do Chevrolet Trailblazer, São Paulo) - O vídeo promocional do novo SUV da GM, usando uma trilha baseada na música Kashmir (composição: Jimmy Page / John Bonham / Robert Plant) de Led Zeppelin, anuncia que do clipe sairá uma coisa boa. Afinal, quem duvidaria da pureza do rock and roll de Led? Pois é, diríamos a princípio que a música é boa!


A GM anunciou a chegada do Chevrolet Trailblazer durante o Salão do Automóvel de São Paulo, mas só antes de ontem o WebMotors pôde ter acesso aos valores, as versões e ao test-drive.


Comercializada, inicialmente, somente na opção topo de acabamento, a LTZ, o novo SUV poderá ser comprado com motor V6 a gasolina (R$ 145,45 mil) ou turbodiesel de 2,8L (R$ 175,45 mil), opção escolhida para a nossa avalição.


Desenvolvida na mesma plataforma da S10, a Trailblazer foi revelada ao mundo durante o Salão da Tailândia, no primeiro trimestre de 2012.


Com 4,88 m de comprimento e 1,90 m de largura, o utilitário da Chevrolet tem uma distância de entre-eixos de 2,85 m. No interior, a Trailblazer conta com uma terceira fileira de bancos retráteis. Com isso, a capacidade do porta-malas traseiro começa em 205 litros e pode chegar a 1.830 litros, este último com todos os bancos rebatidos. Um detalhe interessante é que a segunda fileira oferece uma regulagem de inclinação para o encosto.


Outro dado que chamou a atenção no modelo da GM é distância do solo de 232 milímetros, registrando 30º de ângulo de ataque e 22º de saída.


Palavra da presidente:

“O Trailblazer é forte e capaz. Está pronto para o fora de estrada, mas é igualmente competente para cidade e viagens de longa distância. E agora chega ao Brasil, produzido no complexo industrial de São José dos Campos, em São Paulo. É mais um produto Chevrolet de classe mundial que demonstra a capacidade, compromisso e a atenção aos detalhes do nosso time de engenheiros”, afirma Grace Lieblein, presidente da General Motors do Brasil.


Cidade e Estrada

O WebMotors avaliou o Chevrolet Trailblazer equipado com motor turbodiesel de 2,8L de 180 cv por um trecho composto por cidade, estrada e fazenda. No circuito de rua o SUV se demonstrou desenvolto e um bom aglutinador de irregularidades. Já a transmissão automática de seis velocidades respondeu sempre com muita precisão, faltando a agilidade natural de um carro de passeio. Um detalhe positivo e comum dos carros a diesel é o bom torque em baixas rotações, o Trailblazer, por exemplo, entrega 47,9 kgfm a 2.000 rpm.


Se na cidade o Trailblazer se saiu muito, na estrada ele se comportou medianamente. Ou seja, desenvolveu bem a velocidade para a via, mas pecou na hora da estabilidade. Segundo dados da GM, o 2,8L acelera de 0 a 100 km/h em 10,8s e atinge a máxima de 180 km/h. Com uma suspensão totalmente voltada a macies, o SUV apresentou sintomas de flutuação na rodovia ao ultrapassar os 100 km/h. Faltou aquela rigidez encontrada em um modelo crossover, ficando muito nítido o DNA de uma picape.


Off-Road

Se no asfalto o Trailblazer deixou a desejar, na estrada de terra ele fez um bom trabalho. Absorveu bem aos impactos e ultrapassou bons obstáculos sem dificuldades. No parque fechado montado pela GM, o WebMotors pôde aferir as qualidades do modelo no território fora-de-estrada. Como recurso para enfrentar as trilhas, o Trailblazer oferece o sistema de tração 4x2 e 4x4 com reduzida, todos acionados eletronicamente por meio de um seletor no painel.


Outro recurso fundamental para as trilhas é o controle de descidas. Acionado por meio de um botão no console, o sistema segura o carro em aclives, sem a necessidade de o motorista utilizar o freio.


Qual é a Música?

O Chevrolet Trailblazer chega com as mesmas qualidades da Blazer, espaço, robustez e o nome. A diferença é que a novata está mais adequada ao mercado. Terceira fileira, airbags, equipamento de som, controle de tração e transmissão automática de seis velocidades.


Os grandes pecados do novo SUV ficaram por conta do acabamento e da dirigibilidade nas estradas. É quase inaceitável, por exemplo, encontrar rebarbas de plásticos em um veículo que custa acima de R$ 150 mil. Também seria um absurdo ter de ouvir um barulho de estalo na suspensão, após o Trailblazer ultrapassar um trecho acidentado. Tudo bem que os dois itens poderão ser corrigidos nas unidades posteriores. Afinal, os modelos em avaliação são os de primeira linha.


Longe de ser um Kashmir, de Led Zeppelin (Jimmy Page / John Bonham / Robert Plant), o Trailblazer cumpre o que promete. Os principais concorrentes do novato são: Toyota Hilux SW4 3,0L 4x4 de 171 cv, por R$ 174 mil e Mitsubishi Pajero Dakar 3,2L 4x4 de 165 cv, por R$ 152 mil. Repare que a concorrência oferece um preço sugerido menor.




Motor

Quatro em linha, dianteiro, longitudinal, 2.776 cm³

Potência

180 cv a 3.800 rpm

Torque

47,9 kgfm a 2.000 rpm

Câmbio

Auto, com 6 marchas

Tração

4x2, 4x4 (reduzida)

Direção

Por pinhão, com assistência hidráulica

Rodas

Dianteiras e traseiras de 18” de liga-leve

Pneus

Dianteiros e traseiros 265/60 R18

Comprimento

4,87 m

Altura

1.84 m

Largura

1,90 m (sem espelhos)

Entre-eixos

2,84 m

Porta-malas

235 a 1.830 l

Peso (em ordem de marcha)

2.157 kg

Tanque

76 l

Suspensão

Independente; traseira link e barra estabilizadora

Freios

Disco ventilado

Preço

R$ 175.450




_______________________________


O melhor classificado de carros e motos do Brasil tem também a avaliação mais completa. Com a Tabela Fipe / WebMotors você sabe o menor, maior e preço médio do veículo no Brasil e em sua região. Avalie agora mesmo para fazer uma boa compra ou venda do seu carro ou moto.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors