S10 High Country é a picape do patrão

Visual e conjunto mecânico agradam, mas GM peca nos detalhes. Custa R$ 163.800.


  1. Home
  2. Testes
  3. S10 High Country é a picape do patrão
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon


No estacionamento lotado de um prédio de escritórios ela se destaca. Não apenas pelo porte grandalhão – que dificulta a rotina nas vagas apertadíssimas - , mas sobretudo pelos cromados e pela cor Vermelho Chili. Estou falando da S10 High Country, nova versão top de linha da picape média da Chevrolet. Tive a oportunidade de tê-la como minha companheira na “selva de pedras” por uma semana, o suficiente para comprovar que esta picape de luxo se daria melhor em selvas de verdade.

Para começar, saiba que para ter uma dessas paga-se (salgados) R$ 163.800. O valor basta para separar o funcionário do patrão, que é o cliente alvo da montadora para esta picape. Caso o “peão” queira ter uma S10, a versão cabine dupla mais em conta parte de R$ R$ 81.750 - uma baita diferença – mas com motorização 2.4 flex e o pacote mais básico de equipamentos. Já a High Country traz sob o capô um motor 2.8 a diesel, tração 4x4, além de uma série de acessórios e itens de conforto.

Sendo mais didática, a versão é basicamente a variante LTZ equipada com alguns acessórios.  As principais novidades são estéticas e estão do lado de fora da picape. Além do nome de grife, há faróis em cromo escurecido com projetor, aplique no para-choque dianteiro, estribos laterais, rack de teto com barras longitudinais, rodas aro 18 com superfície usinada, frisos cromados na base dos vidros das portas e um santantonio integrado à caçamba com capota marítima, que é inédita.

IMAGE

O visual agrada e ela chama muita atenção por onde passa. Todavia, convenhamos que a convivência em grandes centros urbanos está cada vez mais difícil para a família das picapes. Algumas avenidas tem faixas muito estreiras para seus 2,13 m de largura e encontrar uma vaga para encaixar seus 5,34 metros de comprimento é uma verdadeira missão.

Por dentro o conforto impera, o espaço é bastante bom, sem contar que o posicionamento e altura em que fica o motorista também são pontos positivos. Já que estamos no trânsito, melhor vê-lo de cima do que de baixo, não? O volante é fino e a pegada não é das mais gostosas para uma picape imponente como essa, todavia a cabine traz muitos itens de conforto. O banco do motorista é elétrico, o ar condicionado é digital, há volante funcional, controle de velocidade de cruzeiro, tela multimídia com GPS, DVD, computador de bordo, entre outros. Tudo o que a versão LTZ oferece, exceto pela câmera de ré, que vem de série nesta versão (ainda bem!). Os bancos são revestidos em couro marrom, assim como parte das portas. No entanto, falta capricho nas costuras, nos detalhes e a quantidade de plásticos é grande. Já que esta é uma picape de luxo, a Chevrolet poderia ter investido em um melhor isolamento acústido, em certas situações, o barulho do motor invade a cabine sem pedir licença.

IMAGE

Falando nisso, a GM pecou na pintura. Não sei se era especificamente “aquela” picape cedida a WebMotors, mas o acabamento casca de laranja desapontou. No sol, os defeitos ficavam muito evidentes. Sim, sou chata, especialmente se eu pagar R$ 163.800 em um veículo.

IMAGE

A configuração High Country é sempre oferecida com cabine dupla e equipada com um motor 2.8 turbodiesel que entrega 200 cv a 3.600 rpm e 51 kgf.m a 2 mil rpm. A transmissão é automática de seis velocidades. Não dá para negar que ela é uma picape de fôlego, mas se adapta melhor ao “estradão” do que ao “anda e pára” do trânsito. Em baixas rotações o motor a diesel entra de forma vagarosa e, na sequëncia, vem a patada do torque. Uma dica: pise com vontade, caso contrário, a impressão é que ela não vai sair do lugar. Devemos considerar que estamos em uma caminhonete de 2.139 kg, mas mesmo assim, já experimentei motores a diesel mais espertos em baixa do que este da GM.

Com uma estrada pela frente é possível sentir as acelerações vigorosas e as trocas suaves do câmbio. Aí é só escolher o destino e, se possível, ajustar a velocidade no piloto automático já que não é difícil ultrapassar o limite sem perceber. Se houver trechos de terra no roteiro, não se acanhe, a picape dá conta do recado. A tração integral é comandada por um seletor entre os bancos dianteiros onde o motorista escolhe entre tração 4x2, 4x4 ou 4x4 reduzida.

IMAGE

A GM não economizou nos itens de segurança. Há controle eletrônico de estabilidade, controle de velocidade em declive (Hill Descent Control), freios ABS com sistema de distribuição de frenagem (EBD, alarme de não afivelamento do cinto de segurança e airbags.

As suspensões -  independente com braços sobrepostos na dianteira e eixo rígido na traseira - são macias e garantem o conforto, mas quando a caçamba está vazia a picape dá aquela “sambada” conhecida em carros deste segmento. Não tem peso na traseira, não tem milagre.  

Vale?

A compra de uma S10 High Country definitivamente não é racional. Sua imponência propõe uma paquera e, mais que isso, fisga o sujeito que tem vontade de se destacar entre os demais. Se for para racionalizar, melhor escolher a LT que traz o mesmo conjunto mecânico e custa R$ 131.550. 

A boa notícia é que se compararmos a High Country com a versão LTZ (R$ 154.550), posicionada logo abaixo, ela se torna um bom negócio. Isso porque a configuração de grife vem com acessórios que, se somados avulsos, sairiam mais caro. Ou seja, com a diferença de R$ 9.250 das duas versões não daria para colocar tudo o que a High Country oferece. Se não gostou da pintura vermelha, a versão mais “chique” da gama vem também em branco, preto e dois tons de cinza.

Para a GM trata-se de uma nova opção para um produto mais que consagrado no Brasil. Para quem não quer tanta pompa, há ainda a versão LS, configurações com cabine simples, outras motorizações e até mesmo uma opção sem a caçamba, batizada de Chassis Cab. Seja em qualquer uma delas, estamos falando do modelo que soma nada menos que 20 anos de liderança no segmento. Se depender da estratégia da GM, virão mais 20...

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors