Toyota cria pista fechada para testar autônomos

Por segurança, marca vai simular condições 'extremas' de trânsito em testes da tecnologia longe de vias públicas

  1. Home
  2. Notícias
  3. Toyota cria pista fechada para testar autônomos
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Muito se tem falado das condições de segurança em testes de protótipos de carros autônomos em vias públicas. A polêmica foi agravada com o acidente fatal envolvendo um Volvo XC90 adaptado do Uber nos Estados Unidos, que matou uma ciclista em março. Ciente desses desafios e dos riscos de uma tecnologia em desenvolvimento, a Toyota decidiu construir uma pista fechada exclusivamente para avaliar as condições de rodagem em carros capazes de rodar sozinhos.

O circuito está em construção no centro de provas que a marca japonesa mantém no estado norte-americano de Michigan e deve ficar pronta em outubro. De acordo com a companhia, a estrutura contará com simulação de "cenários-limite" para avaliar as reações dos veículoos robotizados, reproduzindo estradas escorregadias, a complexidade das vias urbanas e também uma rodovia com quatro pistas dotada de rampas de saída e acesso rápido.

 Pista de testes Toyota
Legenda: Pista de testes Toyota
Crédito: Divulgação

A Toyota tem uma frota adaptada de sedãs Lexus L600hL adaptados com radares, câmeras, sensores e LIDAR, uma espécie de scanner com raios laser que ajuda a identificar pedestres, outros veículos e demais obstáculos no entorno do veículo.

A Waymo, divisão do Google voltada ao desenvolvimento de carros autônomos, está concentrando seus testes em simuladores eletrônicos, que avaliam as reações dos seus protótipos de forma virtual, por meio de software e cálculos estatísticos.

icon photo
Legenda: Lexus L600hL adaptado com radares, câmeras, sensores e LIDAR
Crédito: Divulgação

Após o acidente com morte nos EUA, o Uber suspendeu temporariamente as avaliações com autônomos no país - já se sabe que, no momento do atropelamento, o funcionário que era encarregado de monitorar as reações do carro estava com os olhos longe da via, mexendo no celular. Além disso, na ocasião os sistemas de detecção de pedestres e frenagem automática de emergência presentes de fábrica no Volvo XC90 estavam desativados.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors