Carros são importantes na composição de La La Land

Toyota Prius e Buick Riviera ajudam a entender musical favorito ao Oscar de melhor filme

  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Carros são importantes na composição de La La Land
Lukas Kenji
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Esqueça perseguições alucinantes e carros preparados. Os elementos que consagraram a franquia Velozes & Furiosos passam longe de La La Land, filme que venceu todos os sete prêmios que disputou no Globo de Ouro (incluindo o de Melhor Filme) e que foi indicado ao Oscar nesta terça-feira (24) em 14 categorias. Talvez, por isso mesmo, o musical dirigido por Damien Chazelle pode oferecer uma experiência agradável ao aficionado por automóveis.

Carros têm papéis sutis, porém, fundamentais para compor a narrativa. Surgem logo na primeira cena, em um congestionamento que coloca o anda e para das metrópoles brasileiras no chinelo. Fica nítida a variedade de modelos e cores dos possantes que circulam por Los Angeles,a maioria deles, oriundos dos anos 1990.

Mas a importância dos automóveis na trama fica evidente quando conhecemos os protagonistas. O econômico e prático Toyota Prius é ideal para Mia (Emma Stone), garçonete de uma cafeteria em Hollywood que não esbanja grana para ficar gastando com combustível. O híbrido também serve para ilustrar a personagem como só mais uma no meio na multidão. Isso porque o modelo é extremamente popular em L.A. e a barista sonha em ser uma famosa e distinta atriz de cinema.

 Buick Riviera
Legenda: Buick Riviera
Crédito: Buick Riviera

Ela é tão sonhadora quanto Sebastian (Ryan Gosling). No entanto, o galã tem uma personalidade mais clássica. Deseja abrir seu próprio clube de jazz e trazer novamente à tona as raízes do estilo tipicamente norte-americano. Ele anda num charmoso e conservado Buick Riviera 1982, um conversível que também é a cara dos Estados Unidos.

icon photo
Legenda: Cena do filme La La Land
Crédito: Cena do filme La La Land

A fotografia multicolorida de La La Land em contraste com o possante de Sebastian faz parecer até que estamos assistindo a um filme dos 1980. A alavanca de câmbio ao lado direito do volante e o rádio com toca fitas é um convite à nostalgia - além, é claro, de todas as demais referências narrativas a filmes musicais clássicos.

No fim das contas, a obra que aparece como favorita à estatueta de melhor filme deixa claro que um elemento (carro) que não tem ligação direta com o enredo pode aparecer como um item relevante para nos ajudar a compreender (e admirar) sua história.

Saberemos quantas estatuetas La La Land vai faturar no dia 26 de fevereiro. Confira abaixo o trailer do filme que está em cartaz no Brasil desde 12 de janeiro:

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors