Museu da Porsche exibe 911 mais antigo do acervo

Exemplar do cupê foi fabricado em 1964 ainda com o nome 901 e passou por detalhada restauração após abandono em celeiro

  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Museu da Porsche exibe 911 mais antigo do acervo
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O museu da Porsche em Stuttgart, na Alemanha, começa a exibir nesta quinta-feira (14) o 911 mais antigo do seu acervo. Construído em outubro de 1964, no mesmo ano de lançamento do cupê, o exemplar vermelho foi encontrado todo enferrujado em um celeiro em 2014, juntamente com outro 911 da mesma época. Ambos foram adquiridos e a unidade mais rara do esportivo passou por um minucioso processo de restauração, que levou três anos para ser concluído.

icon photo
Legenda: Porsche 911 mais antigo restauração museu
Crédito: Porsche 911 mais antigo restauração museu

O valioso carro faz parte da primeira leva produzida, ainda com o nome 901 original, que teve de ser alterado nos meses seguintes devido a uma disputa com a Peugeot pela marca registrada, vencida pela fabricante francesa.

icon photo
Legenda: Porsche 911 mais antigo restauração museu
Crédito: Porsche 911 mais antigo restauração museu

Com número de chassi 300.057, o 911 dos primórdios nunca havia passado antes por uma restauração e, por conta do estado lastimável no qual foi localizado, precisou receber partes da carroceria de outro carro, da mesma época. Porém, os especialistas da Porsche procuraram preservar a maior parte possível dos componentes originais, incluindo o motor boxer de seis cilindros contrapostos na horizontal e a transmissão.

icon photo
Legenda: Porsche 911 mais antigo restauração museu
Crédito: Porsche 911 mais antigo restauração museu

Basta olhar as fotos de como o carro foi encontrado e como ele ficou depois de passar pelo trabalho de recuperação. Parece um 911 recém saído da concessionária, apesar dos 53 anos de idade.

icon photo
Legenda: Porsche 911 mais antigo restauração museu
Crédito: Porsche 911 mais antigo restauração museu

A cabine, por exemplo, voltou à velha forma, com os bancos clássicos de tecido quadriculado branco e preto, volante de madeira com quatro raios e painel com cinco mostradores redondos, exibindo o conta-giros centralizado, como acontece até hoje nos 911 atuais - sem contar a chave de igniçao posicionada à esquerda do volante.

Essa belezura vai permanecer em exposição em Stuttgart até 8 de abril de 2018 e, se você gosta de carro e Porsche e tiver a chance de visitar a cidade até lá, vale a pena dar uma passada no museu e ver o 911 histórico de perto.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors