Raridades das pistas estão expostas em SBC

Fundação realiza Exposição de Carros de Corrida Históricos
  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Raridades das pistas estão expostas em SBC
Auto Informe
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Berlinetta nº 22, Bino Mark I, Bino Mark II, Carcará, Carretera DKW nº 10, Carretera 18 do piloto Camilo Christófaro, Copersucar FD01 e ainda o Maverick Berta. Já imaginou todas essas raridades das pistas juntas numa exposição?

Pois elas poderão ser vistas hoje 13 e amanhã 14 no Centro Universitário da FEI Fundação Educacional Inaciana, em São Bernardo do Campo, na Exposição de Carros de Corrida Históricos - Entre Asas e Reis de Interlagos.

O evento faz parte do I Fórum de Automobilismo, que também terá palestra com o ex-piloto Bird Clemente sobre a história do automobilismo no Brasil, seguida de uma conversa com os comentaristas Lito Cavalcanti, da Rede Globo, e Flavio Gomes, da ESPN e mediação do professor da FEI Ricardo Bock. Confira os carros expostos:

BERLINETTA Nº 22 - primeiro carro esporte de série construído no Brasil, com dirigibilidade altamente esportiva. Venceu a primeira corrida Internacional, no Uruguai. Tem motor de 983 cm3 e transmissão quatro marchas.

BINO MARK I - sucessor da Berlinetta nº 22 e do Alpine A 109. De 1968, tem motor 1.300 cm³ de quatro cilindros Renault, com transmissão de quadro marchas, carroceria de resina de poliéster reforçada com fibra de vidro e desenvolveu 130 cavalos, quase o dobro da Berlinetta nº 22.

BINO MARK II - É um protótipo esportivo construído pelo departamento de competição da Willis/Ford. Além de ter conquistado inúmeras vitórias no Brasil, consagrou o piloto Luizinho Pereira Bueno como o grande colecionador de vitórias no Brasil.

CARCARÁ - encerrou com chave de ouro as atividades do Departamento de Competição da Vemag e bateu recorde de velocidade ao atingir 214 km/h num evento na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Era 1966, pesava 550 kg, tinha câmbio manual de quatro marchas e potência de 104 cv. Como o original desapareceu, o grande Toni Bianco o reconstruiu. Atualmente, a réplica é de propriedade do Museu de Carros de Corridas Antigos de Passo Fundo, Rio Grande do Sul.

CARRETERA - pilotada por Camilo Christófaro, a máquina de 1957 é equipada com motor V8 307 Chevrolet e atinge máxima de 237 km/h. A Carretera, construída por Christófaro, simboliza não só o sucesso nas Mil Milhas brasileiras, como também o do seu construtor. Tinha suspensão traseira da Ferrari Testarrossa e a suspensão dianteira era a mais moderna da época, do Corvette. O motor, também Corvette, foi reponteciado por Camilo.

CARRETERA DKW Nº 10 - veículo, de 1961, foi o melhor carro de corrida da época. Venceu a Mil Milhas de 1961 e ao término da competição saiu da pista direto para Salão do Automóvel, em São Paulo. Este carro descia a reta do Autódromo de Interlagos a 200 km/h, acompanhando o desempenho dos Corvette. Foi pilotado por Bird Clemente e Mario César de Camargo Filho Marinho.

COPERSUCAR FD01 - primeiro carro de Fórmula 1 construído no Brasil, por Wilsinho Fittipaldi. Mais tarde foi restaurado pela Dana. Tem motor DFV 8 cilindros em V 90º graus, com transmissão câmbio Hewland FG-400 de 5 marchas e sistema de direção pinhão/cremalheira.

MAVERICK BERTA - lançado em competições pela Ford, foi sucesso no mercado brasileiro na década de 1970 e, na pista, concorria diretamente com os Chevrolet Opala. Foi fabricado em 1974, com motor V8 de 302 polegadas cúbicas e velocidade máxima de 230 km/h.

__________________________

Leia também:

Réplica perfeita do Mercedes-Benz 300 SL é feita na Alemanha

Designer sueco recria Volvo P1800 Coupé com mecânica moderna

Porsche 914, o Volkswagen-Porsche, faz 40 anos

Porsche 917, o maior carro de competição da história, celebra 40 anos

Tucker Cabrio, em unidade única, está à venda no eBay

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors