Rodízio – benefícios colaterais

Como o esforço coletivo para melhorar a qualidade de vida pode ajudar você
  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Rodízio – benefícios colaterais
Adriana Bernardino
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- O rodízio em São Paulo completou dez anos. Se hoje é impossível imaginar a vida na cidade sem ele, quando nasceu, em 1996, sua implementação enfrentou as mais ferrenhas críticas da mídia paulistana, embora tenha sido bem aceito por grande parte da população.

Em 1995, a Cetesb já havia proposto uma rotatividade voluntária visando à redução da poluição. Mas os benefícios da implementação obrigatória no ano seguinte foram além das questões ambientais: o rodízio converteu-se em um imprescindível esforço coletivo que torna viável a convivência em uma megalópole abarrotada de carros.

Segundo estimativa da CET, a frota circulante de veículos hoje é de 3,5 milhões. Nos dias de rodízio, esse número cai, aproximadamente, 20%; ou seja, quase 700 mil veículos a menos nas ruas nos horários de pico.


Rodízio: boa alternativa para colocar a vida em dia


Faz tempo que você não tem tempo para nada, não é? Estão de lado aquele curso que, há meses, você se programa fazer, a academia, a caminhada, o cineminha, a leitura de um livro etc. Por que não usar o dia de rodízio para colocar a vida em ordem? Veja algumas alternativas:


Corpo

• Os nomes aerojump, body combat, spinning e glupe lhe soam absolutamente estranhos? Então, provavelmente, faz tempo que você não passa próximo a uma academia de ginástica. Praticar exercícios antes de começar a rotina de trabalho ou logo depois pode ser uma excelente idéia para melhorar a disposição, o condicionamento físico e a saúde. Procure uma academia que fique perto do seu local de trabalho. A maioria delas começa a funcionar bem cedo e pára bem tarde.

• Já pensou em ir ao trabalho de bicicleta? Então estude a possibilidade. A prática requer poucas habilidades e alguns cuidados simples, como sempre utilizar capacete e luvas. Você economiza combustível, dinheiro, estresse e ainda se exercita.

O coordenador de tecnologia Júlio César Aragão, 26, que há anos vai ao trabalho de bicicleta no dia de rodízio de sua placa, diz que, além de utilizar capacete e luvas, é preciso ficar atento também ao trânsito. “Embora a lei proíba o motorista de passar a menos de 1,5 m de uma bicicleta, isso raramente é cumprido”.

Para resolver o problema de chegar todo suado, tente negociar com alguma academia. Geralmente se cobra uma quantia mínima por um banho semanal.

• Caminhe. Quer coisa mais simples? Deixe o carro no estacionamento do trabalho e dê umas voltas pelas redondezas. Meia hora por dia pode fazer milagres por sua saúde.

• Aproveite para marcar aquela massagem relaxante, acupuntura ou outra técnica que, atualmente, parece-lhe coisa de quem pratica o ócio criativo. Há muitas práticas orientais e ocidentais que podem deixá-lo novo, relaxado e pronto para enfrentar o trânsito do dia seguinte.


Outras práticas que, atualmente, não cabem na sua rotina – como dança, ioga, artes marciais, capoeira etc. – podem perfeitamente entrar na sua agenda. O Sesc é uma alternativa bem interessante, já que oferece as mais diferentes atividades e horários.


Mente


• Já deu uma olhada nos filmes, peças e exposições que estão em cartaz? Há muita coisa boa e interessante para ver. À tarde, esses locais costumam estar praticamente vazios. Aproveite para comprar sua pipoquinha e se divertir.

• Outra boa idéia é atualizar seus conhecimentos profissionais e de idiomas. Hoje, há uma diversidade de centros com horários variados de cursos.

• E se a opção for trabalhar utilizando meios de transportes coletivos, coloque a leitura em dia. Sem idéia do que ler? Alguns autores são satisfação garantida. José Saramago, Clarice Lispector, Marcel Proust, Luís Fernando Veríssimo, Gabriel Garcia Márquez entre uma infinidade de outros que, certamente, levarão você por caminhos inimagináveis.

Já se animou para o dia do seu rodízio? Escolha a atividade com que você mais se identifica e melhore sua qualidade de vida!

Outro carro

Se você não consegue se adaptar a nenhuma dessas condições, a opção é comprar um carro para os dias de rodízio, normalmente bem mais barato que o seu de uso normal. Mas cuidado: não vá comprar um carro em mau estado, poluente ou que possa comprometer sua segurança. Qualquer que seja o ano do carro, procure adquirir um de concepção mais moderna, com injeção eletrônica ou, se utilizar carburador, uma que esteja bem regulado, pouco rodado e com manutenção bem feita. Veja aqui opções entre R$ 9 mil e R$ 12 mil que podem ajudá-lo a conviver melhor com o rodízio.


Leia também:

Por uma direção mais zen

Tem trânsito? Aproveite para exercitar o corpo, a mente e o espírito

Como a astrologia védica pode ajudá-lo a comprar e vender um carro ou viajar

Barulhinho bom? Ouvir rádio no carro nem sempre é benéfico. Saiba como usar a música a seu favor

Feng Shui para automóveis

A cor do seu carro é a sua cara

________________________________

Quer receber nossa newsletter e boletins de manutenção de seu carro? Então se cadastre na Agenda do Carro clicando aqui e receba boletins quinzenais com as notícias mais quentes!


_______________________________
E-mail: Comente esta matéria

Envie essa matéria para uma amigoa

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors