Veja o processo para esticar o para-lamas do seu veículo

Alteração normalmente é feita por uma necessidade funcional e não por estética
  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Veja o processo para esticar o para-lamas do seu veículo
Juliano Barbosa
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Fala, galera! Você que acompanha nossas matérias nesta coluna deve ter percebido que na semana passada abri um espaço para que nós aqui da Dimension Customs possamos responder suas dúvidas.

Recebemos muitos pedidos de ajuda, então logo de cara preciso lembrar que se você não é profissional, o ideal é procurar uma oficina experiente para não ter dores de cabeça e passar por aborrecimentos sem necessidade. Mas com certeza as idéias que eu, Juliano Barbosa e meu irmão Daniel escrevemos aqui poderão ajudar você a escolher quais as modificações que ficarão boas ou não, até porque cai entre nós, algumas coisas podem fazer seu carro parecer um carro alegórico e isso não é nada bom neste caso.

Uma das dúvidas que mais nos chamou atenção foi enviada de Salvador/BA, pelo leitor Alisson mande o sobrenome também, assim você poderá confirmar com seus amigos que você é você mesmo. Ele quer saber qual o processo para se “alargar” o para-lamas dos carros.

Então vamos lá, senhor Alisson.

Primeiro de tudo: alargar o para-lama não é só uma questão de gosto pessoal. Esta alteração normalmente é feita por uma necessidade funcional e não por estética, como muitos fazem.

Um para-lama deve ser alargado para comportar um jogo de rodas de aro maior que a original, offset e a tala. O ponto crucial é a segurança; portanto, todas as alterações levam em isso conta.
Alguns carros esportivos utilizam rodas traseiras com tala muito maior que as dianteiras, porém não tem para-lamas alargados, isso porque a transmissão ou diferencial são encurtados para que tudo caiba dentro da caixa de roda original.

Outra coisa que eu já vi, são pessoas que alargam os para-lamas, mas mantém a roda e a altura original deixando o carro com um visual muito “duvidoso”.

Vamos imaginar um carro original com rodas aro 15 tala 6 e que você precisa instalar um jogo de rodas aro 19 tala 8,5. Para que uma roda deste diâmetro gire livremente e faça uma curva sem raspar, com certeza terá que ser feito um trabalho mais cuidadoso no para-lama.

Existem diversas formas de fazer este serviço, seja em fibra de vidro ou como fazemos por aqui em lata de forma artesanal ou até mesmo com um equipamento importado que é instalado na furação original da roda do carro. Com a ajuda de uma manivela é possível dar uma ligeira alargada no para-lama que, por algum motivo, esteja raspando um pouco.

Para começar qualquer trabalho de alargamento de carroceria o primeiro passo é verificar as rodas e pneus que serão utilizados; a altura do carro em relação ao solo; o tipo de suspensão que ser utilizada. Somente depois de resolver tudo isso iremos iniciar a funilaria do carro.

É muito comum as pessoas colocarem suspensão a ar nos carros e não se preocuparem que a roda encostada na caixa de roda com o carro baixo. Imagina o que pode acontecer com esse carro 100 km e a bolsa da suspensão estoura o carro abaixa e a roda trava. Hum, acidente grave!

Se você tiver feito um bom trabalho na caixa de rodas e nos para-lamas, o máximo que vai acontecer é um grande susto. Isso pode ser facilmente resolvido com a colocação de um batente de PU limitando o espaço da roda. Assim ela é impedida de encostar na caixa com o carro rebaixado.

As rodas devem sempre girar livremente, independente da altura que o carro esteja, principalmente as rodas dianteiras, que não podem raspar nos para-lamas enquanto viram.

Existem diversos estilos de alargamento de para-lamas:

- DTM: os para-lamas são alargados como em alguns carros de corrida.
- Europeu: os para-lamas são alargados de formas arredondadas como o original.
- Wide Body: os para-lamas inteiros são puxados para fora dando impressão que a carroceria toda foi alargada.

Escolha a melhor forma que fique de acordo com o seu projeto, procure um profissional capacitado e que conheça os princípios técnicos de funcionamento, tais como alinhamento, cambagem, castes, suspensão, rebaixamento, entre outros.

Bem, galera, é isso. Criamos um espaço só para você esclarecer suas dúvidas. As melhores perguntas serão respondidas em nossas próximas matérias. Envie para duvidas@dimensioncustoms.com.br

Valeu e até a próxima!


Juliano Barbosa é especialista em customização automotiva e um dos líderes da Dimension Customs, produtora dos carros do quadro Lata Velha, do Caldeirão do Huck.

__________________________
Confira todas as matérias dos meninos do Lata Velha


Siga a gente no Twitter! Novidades, segredos e muito mais: www.twitter.com/WebMotors

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors