5 dicas para não ser enganado na compra do veículo

Confira o carro pessoalmente, acompanhado de mecânico de confiança, e verifique eventuais débitos pesquisando na web

  1. Home
  2. Bolso
  3. 5 dicas para não ser enganado na compra do veículo
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Ao identificar um veículo anunciado do seu interesse, após contato inicial com o vendedor passo seguinte é ver o bem pretendido pessoalmente, até para conferir se o carro, moto ou utilitário é o mesmo das fotos. Esse primeiro contato presencial é uma oportunidade também para checar as condições do veículo, tanto físicas quanto legais.

VEJA TAMBÉM

Há empresas especializadas que produzem laudo completo a respeito do veículo, checando numeração do chassi e do motor, bem como condições do câmbio, dos vidros e etiquetas de identificação. A vistoria, que tem custo aproximado de R$ 250, também checa longarinas dianteiras e traseiras, teto, laterais e outras partes da estrutura do carro, fotografando tudo e pesquisando histórico de eventuais sinistros e até se o veículo foi leiloado.

icon photo
Legenda: Revisão / Vistoria
Crédito: iStock

Esse laudo pode ser exigido do vendedor, porém isso não tira o valor de checar pessoalmente as condições do veículo, afinal de contas, você não quer dores de cabeça após fechar o negócio. A Webmotors, inclusive, disponibiliza o Autopago, serviço que garante mais segurança para comprar e vender o seu veículo sem dor de cabeça.

"Combine com o vendedor e faça a inspeção acompanhado de um mecânico de confiança, de preferência especializado em funilaria, ou leve o veículo para uma oficina da sua escolha. Verifique as condições da parte de baixo do veículo, numeração de chassi e motor e estado de componentes como longarinas. Não deixe também de pedir para fazer um test-drive", recomenda o engenheiro Francisco Satkunas, conselheiro da SAE Brasil.

Banner Autopago

CONFIRA CINCO DICAS PARA NÃO SAIR NO PREJUÍZO

  • Peça o Renavam e a placa do veículo e pesquise no site do Detran para ver se há histórico de multas e outros débitos pendentes, além de eventuais restrições, como, por exemplo, se o carro é alienado
  • Para evitar a compra de um carro clonado ou adulterado, o ideal é recorrer a empresas especializadas em laudo veicular, que têm as ferramentas necessárias para checar essas informações. Adicionalmente, peça para ver os números de chassi e motor e confira se batem com os documentos. Verifique também a placa e se ela está com o lacre. Lembre que o laudo tem duração de 60 dias
  • Carros mais modernos e caros permitem checar, com equipamento especializado e na concessionária, se a quilometragem no hodômetro foi adulterado. Na inspeção visual, uma dica é observar as borrachas dos pedais. Se elas estiverem muito gastas e a quilometragem for baixa, desconfie, pois pode ter havido adulteração
  • Com a ajuda de um mecânico de confiança, verifique as condições das longarinas dianteira e traseira, as laterais e os painéis dianteiro e traseiro, em busca de desalinhamentos e outros sinais de que o carro foi batido. Observe o cofre do motor e a lataria do porta-malas, sob o carpete, que podem revelar evidências de um acidente mais sério. Fique de olho também na pintura, se ela apresenta alguma parte mais fosca ou alterações na tonalidade, indicativos que o veículo foi repintado - e bateu. Também não deixe de verificar a parte de baixo do carro, em busca de amassados ou eventuais danos na suspensão, nas rodas, no catalisador e no sistema de escapamento. "Não deixe de rodar com o carro, de preferência em um piso plano, para verificar se existe desalinhamento e/ou ruídos e vibrações na suspensão e na direção, além de checar o funcionamento do motor e da transmissão", alerta o engenheiro Fracisco Satkunas
  • Busque sinais de que o carro passou por um alagamento. "Levante as borrachas de vedação das portas e verifique se há sinais de lama seca ou poeira, indicativo que o veículo foi inundado. Faça o mesmo embaixo dos carpetes e fique atento se há cheiro de mofo, outro sinal de provável inundação. Verifique também se todas as lâmpadas e parte elétrica estão funcionando corretamente", recomenda Satkunas
  • Comentários

    Ofertas Relacionadas

    logo Webmotors