BMW bicombustível usará hidrogênio e gasolina

  1. Home
  2. Bolso
  3. BMW bicombustível usará hidrogênio e gasolina
Gustavo Ruffo
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Enquanto as pesquisas sobre a pilha a combustível não permitem a construção de um carro de produção em série, a BMW pretende continuar a investir em um modelo que trabalha com a combustão do hidrogênio. O primeiro automóvel da marca a receber a tecnologia deverá ser a próxima geração do Série 7, dentro de dois anos. Mas ele não usará apenas hidrogênio. Nos planos da montadora estão versões capazes de queimar o gás e também gasolina.

Segundo a fabricante bávara, serão fabricadas algumas centenas de veículos com essa configuração. A convivência do hidrogênio com a gasolina é necessária, segundo a empresa, porque a estrutura de reabastecimento com hidrogênio ainda é muito incipiente. Assim, quem escolher o veículo a hidrogênio não ficará na mão caso esteja longe de uma estação de venda deste gás.

Segundo a empresa, todos os seus carros serão dotados da mesma tecnologia a longo prazo. A autonomia de veículos que dependem da queima do hidrogênio para se mover é um dos maiores problemas que a BMW enfrentará. Com um tanque de 140 litros de hidrogênio líquido, mantido à baixíssima temperatura de -250ºC, o 750hl, o primeiro carro produzido em série que recebeu a tecnologia, percorria pouco mais de 320 quilômetros.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors