Chery é a primeira chinesa a fabricar no Brasil

Celer será o primeiro modelo feito no país. Depois virão o novo QQ e um SUV
  1. Home
  2. Bolso
  3. Chery é a primeira chinesa a fabricar no Brasil
Rodrigo Ferreira
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon


A Chery é a primeira fabricante chinesa a inaugurar sua fábrica de automóveis no Brasil. O investimento total de R$ 1,2 bilhão (US$ 530 milhões) contempla também uma fábrica de motores. O compacto Celer foi o modelo escolhido para ser feito em território nacional. As primeiras unidades para o consumidor sairão da linha de montagem em dezembro deste ano.

O compacto Celer que será produzido na unidade de Jacareí, no Vale do Paraíba, terá mudanças visuais (como é possível conferir nas fotos) em relação ao modelo atual. Na dianteira, por exemplo, o hatch recebeu novo conjunto óptico, capô e para-choque. As lanternas traseiras e o interior também apresentam modificações estéticas. Serão fabricados, neste primeiro momento, as versões hatch e sedã do Celer.

Novo QQ em 2015

A nova geração do pequeno QQ será o segundo modelo da marca a ser feito no Brasil. A produção começará no segundo trimestre de 2015. Totalmente reformulado, o hatch terá motor 1.0L flex de três cilindros. O QQ será o modelo de entrada da Chery para o mercado brasileiro.

"Esperamos produzir 50 mil carros neste primeiro ano de funcionamento. Teremos uma demanda maior do mercado, o que refletirá também no aumento da rede. A meta é chegar ao fim de 2014 com 100 revendas Chery em todo o Brasil", analisa Luis Curi, vice presidente da Chery Brasil.

Em 2016, a planta brasileira deverá produzir um terceiro modelo. Será um utilitário esportivo ainda inédito no mercado brasileiro.

Segundo os executivos da marca, a decisão por fabricar no Brasil aconteceu em 2009, antes mesmo do anúncio do Inovar-Auto. "A decisão de ter uma unidade industrial nacional foi tomada em 2009, antes mesmo do anúncio do aumento dos 30 pontos percentuais do IPI para carros importados. Desde lá, passamos por uma série de situações como o anúncio do Inovar-Auto, e o cenário atual do setor continua não influenciando em nossa decisão", explica Roger Peng, presidente da Chery no Brasil. 

Com o investimento, a Chery espera ganhar espaço nas vendas nacionais e passar dos atuais 0,35%  para 3% do mercado total nacional até 2018. " No futuro, provavelmente a partir de 2018, a Chery terá um automóvel pensado, desenvolvido e produzido especialmente para o mercado brasileiro. O centro de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) também vai atuar no desenvolvimento de novos modelos para a América Latina", diz Luis Curi.

O centro de Pesquisa & Desenvolvimento contará com um aporte extra de R$ 50 milhões. São José dos Campos, no Vale do Paraíba, é uma das cidades candidatas a receber as instalações do centro.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors