Guia de compra - Volvo 850 é seguro e bem equipado

Sisudo sueco pode ser boa opção na faixa dos R$ 20 mil
  1. Home
  2. Bolso
  3. Guia de compra - Volvo 850 é seguro e bem equipado
Alexandre Ramos
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Apresentado no Brasil no Salão do Automóvel e Autopeças, realizado em outubro de 1992, o Volvo 850 na versão GLT foi marcado pelo desenho tradicional, conservador, chegando a ser taxado de “ultrapassado” na época de lançamento. Em compensação, no quesito segurança, o modelo deixava até mesmo rivais de peso para trás, como Mercedes-Benz e BMW. Um exemplo disso está no conceito SIPS Side Impact Protection System. A carroceria tem colunas e assoalho reforçados, além de tubos localizados sob o revestimento dos bancos dianteiros com airbags e que visavam aumentar ainda mais a proteção contra impactos laterais.

Mas isso não era tudo. O 850 trazia ainda cintos dianteiros com compensadores automáticos de movimento; barra de direção dividida em módulos articulados, para evitar ferimentos no motorista em impactos frontais; painel com plástico anti-reflexo, maçanetas internas praticamente embutidas; maçanetas externas de grandes dimensões para facilitar a abertura das portas em acidentes e até mesmo um assento para crianças embutido no descansa-braços traseiro.

O motor é um cinco-cilindros de 2,5 litros de cilindrada, 4 válvulas duas para admissão, duas para escapamento e potência de 170 cv, posicionado transversalmente. Para que isso fosse possível a Volvo desenvolveu uma transmissão automática com apenas 36 cm de comprimento. E, ao contrário dos principais concorrentes, trazia tração dianteira. O câmbio pode ser automático de quatro marchas com controle de tração ou manual de cinco marchas.

Em 1994 surge a versão SW, com as mesmas qualidades do sedã, ousadas lanternas elevadas, posicionadas nas colunas traseiras. Foi um dos modelos precursores desse recurso, hoje tão comum. Seu porta-malas tem 388 litros de capacidade, mas até a altura do vidro traseiro e sem rebater o banco. Um ano depois seria a vez da versão Turbo, a mais interessante de todas, com motor de cinco cilindros, 2,3 litros também multivalvulado e 224 cv.

Para 1995 chega ainda a versão T5-R, que trazia como principais atrativos o motor com 240 cv, rodas de aro 17 pol pintadas de cinza grafite e defletor dianteiro mais pronunciado. No final de 1996 chega o R, também com 240 cv.

Com bom espaço interno, porta-malas com grande capacidade 416 litros, acabamento simples, mas de excelente qualidade, e muitos itens de série sistema de som, computador de bordo, bancos de couro, o Volvo 850 apresentava condições de encontrar seu espaço no mercado de veículos importados no Brasil, naquela época ainda ávido por novidades. Mas não vingou. Tanto que hoje é possível encontrar modelos turbo fabricados em 1995 por cerca de R$ 20 mil, bem menos que um Mercedes-Benz, BMW ou Audi contemporâneos. E por que isso acontece?

A resposta é simples. A manutenção sempre foi cara demais. Embora hoje a Ford esteja no comando da Volvo no Brasil e no mundo, já que é a dona da divisão de automóveis da empresa sueca e haja promessas de revisão no preço dos componentes, a verdade é que durante muito tempo foi difícil acreditar no valor de algumas peças. Um pisca dianteiro, por exemplo, chegou a ser encontrado nas revendas por cerca de R$ 1,6 mil! E o mercado reagiu negativamente a isso.

Uma certa sensibilidade das suspensões também pode ser citada como agravante para essa falta de sucesso, a despeito de todas as qualidades dos Volvo. Mas para quem quer um carro prático, discreto, com visual diferenciado e atrativo, dependendo do ponto de vista, excelente desempenho nas versões turbo, tudo pelo preço de um popular zero km, o 850 pode ser uma boa opção. Mas procure, antes de fechar negócio, verificar o histórico de manutenção. É que um grande número de proprietários, muitos deles entrevistados para esta matéria, ficaram assustados com a manutenção e simplesmente não executaram os serviços programados. Nesse caso a dor de cabeça de quem comprar o carro pode ser grande.

Comprando um 850 usado
As versões turbinadas devem ser verificadas com mais cuidado. Fumaça no escape, falhas no motor mesmo quando quente e hesitação nas acelerações podem ser indícios de problemas. Ainda falando de motor, os comandos de válvulas dos motores de cinco cilindros dos 850 são acionados por correia dentada. Uma eventual quebra desse componente pode sair tão caro que, dependendo do ano do veículo, pode inviabilizar economicamente o conserto. Olho vivo!

Barulhos na suspensão dianteira são comuns nos 850, seja ele sedã ou perua. Mesmo quando eram novos, a manifestação de ruídos no sistema era comum e alvo de reclamações dos proprietários. Mesmo assim as buchas dos braços e amortecedores devem ser checadas antes da compra.

Por causa da combinação de piso ruim com uma certa falta de vocação para o solo brasileiro, os 850 podem apresentar ruídos nas partes internas e nas portas. Mas nada que um pouco de paciência e espuma não resolvam.

O câmbio automático é mais um item que merece cuidado, principalmente nas versões Turbo. Veja se as trocas são realizadas sem trancos ou elevações indesejadas de giro, que podem indicar desgaste dos discos ou problemas no corpo de válvulas do câmbio. Boa sorte!

Interessado em um Volvo 850?

Então confira em nossos estoques as melhores ofertas para esse modelo e seus principais concorrentes:

Volvo V850

Mercedes-Benz C 180

BMW 323i

Audi 80

Confira a lista completa de nossos Guias de Compra
Citroën Xantia
Renault Twingo
BMW Série 5
Audi A4
Citroën Xsara Picasso
Citroën Xantia
Chevrolet Calibra
Chevrolet Omega
Chevrolet Zafira
Chevrolet Celta
Chevrolet Astra - 1995-2006
Chevrolet Vectra II - 1996-2005
Chevrolet Corsa 1994-2005
Daewoo Espero
Fiat Stilo
Fiat Palio 2001-2004
Fiat Palio 1996-2000
Fiat Brava
Fiat Uno Mille
Fiat Palio Weekend
Ford Ka
Ford Focus
Ford Fiesta - 1995-2002
Ford EcoSport
Honda Civic - 1997-2005
Honda Accord
Kia Sportage
Land Rover DefenderMitsubishi Eclipse 2G
Nissan Frontier
Peugeot 206
Peugeot 307
Renault Scénic
Renault Twingo
Toyota Corolla - 1998-2002
Toyota Hilux
Toyota Hilux SW4
VW Polo Classic
VW Polo
VW Golf
VW Parati
VW Gol Geração III
VW Gol Geração II
VW Gol BX - Geração I
_______________________________
Receba as notícias mais quentes e boletins de manutenção de seu carro. Clique aqui e cadastre-se na Agenda do Carro!
_______________________________
E-mail: Comente esta matéria

Envie essa matéria para uma amigoa

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors