Guia de compras: Renault Sandero

Com bom porta-malas e espaço interno, modelo peca no acabamento e nos barulhos na direção
  1. Home
  2. Bolso
  3. Guia de compras: Renault Sandero
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Antigamente, a regra para quem quisesse comprar um carro que atendesse as suas necessidades era simples: quem era solteiro e sem filhos procurava por um hatch; já para quem tinha uma família formada e dispusesse a pagar mais caro, pulava para o segmento dos sedãs. Não é o caso do Renault Sandero. O hatch é oriundo da plataforma B0 que é a mesma do Logan, que também é digno de um excelente espaço interno e porta-malas.

O Sandero foi lançado no final de 2007, ofertado em três versões, logo de início. São elas: a de entrada Authentique equipada com motores 1.0 16V (77/76 cv) ou 1.6 8V (95/92 cv), que só vinha com imobilizador de motor, vidros verdes e conta-giros. O ar-condicionado era cobrado à parte, bem como calotas, limpador e desembaçador elétrico e regulagem manual dos espelhos retrovisores externos que vinham no pacote de opcionais Pack Plus.  A intermediária Expression, disponível com as mesmas motorizações da primeira agregava direção hidráulica, banco do motorista com regulagem de altura, ar quente e lavador e limpador traseiro, porém era oferecido como opcional vidros e travas elétricos e ar-condicionado e airbag para motorista e passageiro.  Por fim a top Privilège, oferecida somente com motor 1.6 de 8 válvulas e 16 válvulas (112/107 cv) era equipada com ar-condicionado, direção hidráulica, rodas de aro 15, alarme, computador de bordo, faróis de neblina e trio elétrico, mas airbags, freios ABS e bancos em couro só vinham como opcionais.

IMAGE

Além destas, havia a falsa versão aventureira 1.6 16V Stepway com suspensão elevada em 40 mm, além de adereços plásticos nos para-choques e arcos das caixas de rodas, faróis com máscara preta, rodas de aro 16 e rack no teto; já ar-condicionado, trio elétrico, airbags, freios ABS, bancos em couro e CD/MP3 player com controle no volante faziam parte da lista de opcionais. Ainda tinha a série especial Nokia (limitada a 1000 unidades), baseada na Privilège que oferecia um kit de comunicação com Bluetooth, telefone celular de última geração e GPS.

Em meados de 2009 era a vez da versão especial Vibe chegar ao mercado. Com 3.700 unidades produzidas, a série era baseada na Expression 1.6 8V mas era diferenciada desta pelos faróis e lanternas escurecidos, maçanetas na cor da carroceria, rodas de aro 15, painel e revestimento com grafismos exclusivos. Vinha de série ar, direção e trio e CD player com MP3, mas os airbags eram opcionais. Em 2011, era a vez da GT Line estrear. Seu principal apelo era a estética que ganha um visual mais agressivo, além do motor 1.6 de 16 válvulas. Bem equipada, seu único opcional eram os freios ABS.

A maior mudança ocorreria em 2012 com novos faróis, lanternas, para-choques e a opção do câmbio automático de quatro marchas para a Privilège. No mesmo ano, a GT Line saia de linha.



 

DE OLHO NA COMPRA

O comprador do Sandero é motivado mesmo pelo excelente custo-benefício da garantia de três anos e do bem aproveitado espaço interno. O porta-malas tem suficientes 320 litros e pessoas mais altas não tem do que reclamar, já que o espaço interno foi muito bem aproveitado no hatch. Porém, o que desagrada é o acabamento que conta com mau isolamento acústico das portas e painel de instrumentos, tecidos de baixa qualidade e péssima localização dos botões de acionamento dos vidros, problema solucionado somente na linha 2012, quando surgiu a primeira reestilização.

Todas as opções são bem vistas e têm boa fluidez no mercado de usados, segundo alguns lojistas consultados.  Porém na hora da escolha, dê preferência às versões com pacotes mais completos com ar-condicionado, trio elétrico, além do airbag e freios ABS, itens de segurança que serão obrigatórios a partir dos modelos fabricados na linha 2014. Não deixe de atentar para alguns detalhes importantes como o estado dos bancos, acabamento e por fora os pneus. Uma queixa comum dos proprietários são os constantes ruídos por causa do surgimento de folgas na caixa de direção hidráulica. A Renault inclusive chegou a convocar um recall de algumas unidades dos modelos 2012 para verificação e quando necessário a substituição da caixa de direção por uma nova, pois de acordo com a empresa, havia o risco do travamento em casos extremos.

Consulte preços do Renault Sandero na Tabela Fipe WebMotors.

Colaborou Fernando Garcia

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors