Veja o que fazer para comprar carro sem entrada

Quer realizar o sonho de ter um automóvel, mas não tem dinheiro suficiente? Conheça três opções de compra sem sinal

  1. Home
  2. Bolso
  3. Veja o que fazer para comprar carro sem entrada
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Somos apaixonados por automóveis, mas nem sempre conseguimos realizar o sonho de ter o nosso. Para abrir o leque de opções no momento da compra, falaremos neste post sobre como comprar carro sem entrada.

Atualmente, versões de entrada dos carros populares custam em torno de R$ 40 mil reais. É cobrado de entrada, geralmente, 20% desse valor total, ou R$ 8 mil — um valor alto e que nem todos conseguem guardar.

Com isso, surgem diferentes possibilidades para comprar um carro 0km sem entrada. As três mais comuns são: consórcio, leasing e financiamento. Veja qual faz mais sentido para o seu perfil.

Consórcio

O consórcio é a opção menos indicada para quem tem urgência por um carro na garagem. Mas também é a melhor alternativa se você quer comprar um veículo sem precisar dar dinheiro de entrada e sem gastar com juros altos em infinitas parcelas. Explicaremos o porquê.

Funciona assim: diversas pessoas contribuem mensalmente para um mesmo grupo, que atua como um fundo de investimento. Esse valor investido é operado pela empresa de consórcio, que realiza o sorteio da carta de crédito com o valor total desejado pelo comprador.

Então, se você pretende realizar a compra de um carro popular zero km, é acordado um consórcio de R$ 40 mil. Todos os meses você pagará uma parcela que será descontada deste valor, como se fosse as prestações de um carro, só que sem juros — e sem o veículo na garagem.

icon photo
Legenda: Há diferentes modalidades de compra sem a necessidade de se descapitalizar de cara
Crédito: Getty Images

Porém, a qualquer momento você pode ser sorteado. Caso aconteça, o preço acordado no início do consórcio é pago de forma integral. Ou seja: os R$ 40 mil para a compra do carro dos sonhos.

Com esse dinheiro, é possível comprar à vista, sem o valor de entrada e sem quaisquer juros adicionais incluídos nas prestações. Já a quantia que resta antes de ser sorteado continuará a ser paga até o contrato ser finalizado.

Leasing

O leasing é uma alternativa que tem ganhado popularidade justamente para a compra de veículos sem entrada. Ele é dividido em diferentes modalidades, mas o que mais nos interessa neste momento é conhecido como leasing financeiro.

Nele, o arrendador e/ou locador (geralmente bancos) compra um bem, como um veículo zero, e aluga para o cliente, conhecido como arrendatário. Para realizar essa compra, é feito um acordo entre as partes determinando o tempo e o preço a ser pago.

Após ser totalmente quitado, a compra do bem é efetivada por parte do cliente, que só então se torna o proprietário. Mas até esse valor total ser pago, o bem pertence exclusivamente ao arrendador. A prática do arrendamento mercantil tem crescido, pois os juros e taxas são menores, além de haver isenções, como a de IOF.

Só que também há desvantagens. Como existe um contrato a ser cumprido, você ficará impedido de vender o veículo antes do término do acordo. Além disso, caso decida cancelar o negócio antes de quitar ou não cumprir com as cláusulas estabelecidas, multas podem ser aplicadas.

Financiamento

O financiamento é a prática mais simples, pois funciona da mesma forma que um parcelamento. Porém, como não há a quantia inicial de entrada, as parcelas tendem a ficar mais caras e os juros, consequentemente, maiores.

Por isso, para utilizar essa opção para comprar carro sem entrada, é importante ter a certeza de que a sua renda dará conta de pagar as parcelas mensais do veículo e todas as outras despesas pessoais.

icon photo
Legenda: Negócio deve levar em consideração quanto o comprador está disposto a gastar por mês
Crédito: Getty Images

Para exemplificar, em um financiamento de 68 meses (o máximo permitido), você pode chegar ao final pagando o dobro do preço do veículo — além de ter um carro com desvalorização ao que foi pago lá atrás.

No entanto, a modalidade é a melhor opção para quem precisa de um veículo com certa urgência. O prazo para aceitar um financiamento sem entrada é de até 48 horas, ou seja, em dois dias você já pode estar com a chave do carro em mãos.

Então, qual é a melhor opção?

Depende do seu momento financeiro e da urgência que tem pela compra de um carro novo. Se você não tem pressa e nem quer pagar juros, o consórcio é a alternativa mais indicada — caso você tenha sorte, pode até ser contemplado rápido e consequentemente ter logo o seu veículo na garagem.

Já com o leasing, a grande vantagem é ter a possibilidade de pagar parcelas e juros menores em relação ao financiamento. Porém, você precisa ter em mente que não poderá trocar de veículo tão cedo, além de saber que, até quitar o valor acordado em contrato, o carro pertence ao arrendador e não a você.

Com o financiamento, a praticidade e velocidade são suas grandes vantagens. Mas dependendo da sua renda, escolher essa opção pode comprometer o seu orçamento por um grande período ao comprar veículo sem entrada.

Conheça o consórcio da Webmotors com o Santander!

Com a Webmotors você tem o Consórcio do Santander, a melhor opção para comprar carro sem entrada. As melhores condições, nenhuma burocracia, atendimento especializado e liberdade após a contemplação. Conheça e escolha realizar o seu sonho com segurança.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors