Futurista, Honda VFR 1200F desembarca no Brasil

Modelo traz câmbio automático com sistema de duas embreagens, inédito em motocicletas, e novo motor V4 de 173 cavalos de potência máxima
  1. Home
  2. Motos
  3. Futurista, Honda VFR 1200F desembarca no Brasil
Agência Infomoto
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Na 50ª edição Salão do Automóvel, em outubro do ano passado, ela estava lá, imponente, futurista, porém relegada a um segundo plano no estande da Honda Automóveis. Depois de seis meses, finalmente a nova VFR 1200F desembarca no mercado brasileiro com preço sugerido de R$ 69.900.

O novo modelo, importado, chega como mais uma opção no segmento sport touring. Seus principais atributos são o design, que parece ter saído de algum mangá japonês, e o que há de mais moderno em termos de tecnologia embarcada.

Outro grande diferencial fica por conta do câmbio automático e do inédito sistema de duas embreagens controladas eletronicamente. Além de um motor novo: quatro cilindros em “V” que oferecem torque em baixas rotações e entrega de potência com suavidade.
Coração V4 e design futurista

O conceito V4 que deu origem à VFR 1200F foi apresentado no Intermot 2008, Salão de Motos de Colônia Alemanha. Chamou atenção de cara pelas linhas futuristas.

Na VFR 1200F as inovações já aparecem na carenagem, composta por uma dupla camada dual layer. Patenteada pela Honda, a principal vantagem desta roupagem é desviar do piloto o ar quente proveniente do motor. Como os parafusos não ficam visíveis, a construção em duas camadas contribui também para o visual “nave espacial” do novo modelo Honda.

O conjunto óptico e a lanterna traseira seguem as mesmas linhas, resultando em um design bastante harmonioso. O painel de instrumentos, também poligonal, traz conta-giros analógico, dois displays digitais, indicadores de nível do combustível, temperatura do líquido de arrefecimento e consumo de combustível. Conta ainda com relógio, indicador da temperatura ambiente e luzes de advertência.

O que dá vida a VFR 1200F é seu motor de quatro cilindros em “V” inclinados a 76º. Com isso, a Honda promete diminuir a vibração, característica dos motores em com esta construção. Com arrefecimento líquido, o propulsor tem 1237 cm3 de capacidade e desenvolve potência máxima de 172,7 cv a 10.000 rpm e torque máximo de 13,2 kgf.m a 8.250 rpm.

Construído com sistema UNICAM, que utiliza apenas um eixo de comando no cabeçote, o motor é bastante compacto e auxilia na centralização de massa. O que, segundo a montadora, confere a VFR uma maior maneabilidade, principalmente na hora de contornar curvas.
Ajudam também nesta tarefa suspensão telescópica invertida de 43 mm, com regulagem de pré-carga, na dianteira. E, na traseira, suspensão monoamorcedita com monobraço em alumínio, associada à transmissão final por eixo-cardã.

Para frear a nova VFR 1200F, a Honda instalou discos de 320 mm na frente com pinças de seis pistões. Atrás, disco de 276 mm e pinça de dois pistões. O conjunto traz o sistema Combined ABS C-ABS, que distribui a força de frenagem de forma eficiente entre as rodas dianteira e traseira e evita travamentos.

Câmbio automático e duas embreagens

Outra grande novidade da VFR 1200F é o câmbio automático. Batizado de DCT Dual Clutch Transmission, ou transmissão com duas embreagens, o sistema oferece um novo conceito de motocicleta sport-touring. Com o objetivo de oferecer mais conforto e segurança, já que o motociclista pode se concentrar apenas na estrada, a VFR não tem manete de embreagem no punho esquerdo e nem pedal de câmbio. Basta ligar a moto, optar entre dois modos de pilotagem e curtir a viagem.

Os dois modos – AT, automático, e MT, manual – podem ser acionados por meio de um seletor no punho direito. O modo automático se assemelha muito a um carro com a mesma proposta. Ao acelerar as mudanças de marchas ocorrerão suavemente no limite do motor. Também há uma opção “S”, Sport, no modo automático, que realiza trocas em rotações mais altas no câmbio de seis marchas.

Se o motociclista optar pelo estilo manual MT, a “tocada” será outra. As mudanças de marcha serão feitas por dois botões no punho direito, mais ou menos como um câmbio tiptronic dos automóveis. Um botão acionado pelo dedo indicador esquerdo sobe as marchas, enquanto outro acionado pelo polegar da mesma mão faz as reduções.

A suavidade na troca de marchas nos dois modos é garantida pelo sistema de duas embreagens, semelhante ao utilizado nos automóveis Honda. Há um conjunto de embreagem para as marchas ímpares 1ª, 3ª e 5ª e outro para as pares 2ª, 4ª e 6ª. Com isso a marcha seguinte está sempre engatada pelo segundo conjunto de embreagens. Por exemplo, caso esteja em 2ª marcha, a outra embreagem já está “quase” engatada na 3ª. Permitindo dessa forma uma mudança muito rápida e sem tranco.
Como tudo é automatizado, ao desligar a moto ela entra em neutro. Para estacionar, a Honda equipou a VFR 1200F com um freio de mão, localizado no punho esquerdo. Por intermédio do freio, o motociclista poderá parar sua motocicleta como se a moto estivesse “engatada”.

O sport-touring VFR 1200 F só chega ao Brasil em uma versão “Top”, com toda a eletrônica e o câmbio automático. Estará disponível nas cores vermelha e preta metálicas, a partir de abril, com preço sugerido de R$ 69.900,00.

A sport touring japonesa chega para acirrar a disputa no segmento. Vai enfrentar BMW K 1300 S Premium R$ 80.600, Suzuki GSX 1300R Hayabusa R$ 56 mil e Kawasaki ZX-14 R$ 61.900.

Gosta de motos?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas para esse segmento:

Yamaha R1

Kawasaki Ninja

Honda CBR 900

Suzuki GSX 1300R

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors