A culpa é do estagiário: Nissan e o GT-R de 2050!

Carro-conceito futurista "se adequa" ao corpo humano e se conecta ao cérebro do motorista

  1. Home
  2. Últimas notícias
  3. A culpa é do estagiário: Nissan e o GT-R de 2050!
Fernando Miragaya
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A gente volta e meia fala aqui que o carro deve vestir o motorista. No caso do GT-R (X) 2050 isso é quase literal. Um estagiário sul-coreano desenvolveu este carro conceito, que virou escala real e que é uma extensão do corpo humano.

A ideia nasceu em 2019, quando Jaebum "JB" Choi era formando da ArtCenter College of Design, em Pasadena, Califórnia (EUA), e estagiário no Nissan Design America (NDA), em La Jolla, no mesmo estado norte-americano. Para seu projeto final, ele pensou em um carro baseado no GT-R, mas para o ano 2050, quando (espera-se) as máquinas entenderão as emoções das pessoas.

"Comecei meu estágio em janeiro do ano passado e participei de projetos da empresa por cerca de dois meses. Então, comecei meu projeto de 'visão humanóide' para o resto do estágio, trabalhando em casa por causa do covid-19. Mal imaginei que a equipe da NDA me levaria sob suas asas e me ajudaria a criá-lo como um modelo em tamanho real", comemora Choi.

O projeto tem pouco menos de 3 metros de comprimento e 60 cm de altura. O único ocupante, o motorista, fica posicionado deitado (na horizontal mesmo!), com os membros estendidos em forma de "X". O condutor tem de usar um traje futurístico justo e um capacete especial.

Com que roupa...

Nissan Gt R (x) 2050 (3)
Nissan GT-R daqui a 30 anos? Projeto de estagiário ganhou escala real
Crédito: Divulgação

A ideia é de um veículo "vestível". A central eletrônica do carro se ligaria ao cérebro humano. O automóvel obedeceria aos comandos, reações e emoções do motorista. Choi crê que essa tecnologia forneceria um desempenho melhor do que carros autônomos "comuns". E lembra que o GT-R (X) 2050 imita a forma do corpo humano para que possa proteger o cérebro com eficiência.

"Exoesqueletos hoje tornam as pessoas mais fortes com estruturas mecânicas. Eu tentei ajustar o tamanho do corpo de uma pessoa o máximo que pude, como se estivesse usando um carro. Eu queria criar uma nova forma de máquina que não fosse um veículo para se dirigir, mas o espaço onde a máquina e o humano se tornassem um", diz "JB".

Nis Gtr 2050 03 1200x800
Modelo quer ser uma prova de interação homem-máquina

O capacete foi projetado para ter uma câmera frontal compartilhada com a visão de realidade virtual, enquanto um transmissor ajudaria o cérebro a ativar sinais digitalizados. O carro usa lanternas do GT-R e detalhes listrados em vermelho do da versão Nismo do "Godzilla". As rodas de 15" - com sistema de resfriamento de freios - e os pneus de 21" permitem que o veículo gire 360º.

"JB é um designer talentoso e criativo e suas ideias sobre futuros supercarros impulsionados pela integração cérebro-veículo se encaixam perfeitamente com o trabalho da Nissan no campo B2V. Ele essencialmente imaginou um novo modo de transporte no qual as pessoas poderiam experimentar o carro como uma roupa, em vez de um de veículo tradicional", diz o vice-presidente da NDA, David Woodhouse.

Nissan Gt R (x) 2050 (2)
David Woodhouse e o "estag" Jaebum "JB" Choi, criador do Nissan GT-R (X) 2050
Crédito: Divulgação
Comentários