Disputa fora das pistas

"F1 vai morrer sem sangue novo", diz Mosley, presidente da FIA
  1. Home
  2. Salões
  3. Disputa fora das pistas
Autoracing
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Max Mosley apóia o fluxo de prospectivos novos nomes na lista de inscrição da Fórmula 1. O presidente da FIA está lutando contra a maioria das equipes atuais da categoria em relação às regras do limite orçamentário do próximo ano, que atraíram múltiplas novas inscritas para o campeonato de 2010.

Em uma declaração recente à imprensa, a Ferrari ridicularizou os nomes das possíveis novas equipes, sugerindo que mudar o nome da categoria para "Fórmula GP3" seria apropriado.

Mas apesar de Mosley esperar que as marcas estabelecidas continuem no próximo ano, ele também insiste que atrair sangue novo é a atitude correta para a Fórmula 1.

"Nenhum esporte é saudável sem a entrada de novas pessoas", disse ele em uma entrevista à Deutsche Presse Agentur. "A Ferrari esquece que a atual equipe BMW começou como Sauber, que a atual Williams começou comprando um March. A Tyrrell fundou uma equipe pequena no final dos anos 60 que era a Honda e agora é a Brawn".

"Até mesmo o próprio Enzo Ferrari apareceu em 1948 e começou do nada", acrescentou Mosley, que foi um dos membros fundadores da March, e depois de deixar a equipe em 1977, iniciou sua ascenção ao poder ao lado de Bernie Ecclestone. "Se você impedir esses novos empresários de entrar, a Fórmula 1 vai morrer. Não se pode ter apenas muitos velhos no comando".

Gosta de esportivos?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas:

Aston Martin

Porsche

Ferrari

Lamborghini

Leia também:

Porsche Targa completa renovação do 911

FortuneSport Rt.S e Rt.R, as estrelas de uma nova marca

Maybach Exelero está à venda por € 5 milhões

D&H Falen, demônio escocês de 800 cv

Nissan Tiida SL

Lobini H1

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors