Etapa "Maratona" foi o desafio do sexto dia

Pilotos não puderam receber apoio de equipes e mecânicos
  1. Home
  2. Salões
  3. Etapa "Maratona" foi o desafio do sexto dia
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- No sexto dia do Rally Internacional dos Sertões 2002 os competidores enfrentaram duas especiais, uma com 123 km e outra com 193 km, entre Bom Jesus da Lapa e Xique-Xique a misteriosa “Cidade X”, na Bahia. A maioria dos pilotos diminuiu o ritmo no segundo trecho cronometrado do dia, já que eles não puderam contar com o apoio de equipes e mecânicos, pois esta etapa é a “Maratona”.

A primeira etapa do dia foi marcada pelo acidente do piloto Robert Nahas, que capotou seu quadriciclo e foi socorrido pela equipe de resgate aéreo da prova. "Havia muita poeira e passei reto na curva. Eu não fui cuidadoso. Eu deveria estar mais devagar", disse o piloto ao chegar ao aeroporto de Ibotirama, para onde foi levado.


Motos
Somando os tempos das duas especiais, o mais rápido do dia foi Tiago Fantozzi 101/Ipiranga. Em segundo ficou para Jean Azevedo 125/Petrobrás/Lubrax. O português Paulo Marques 122/Bike Box fez o terceiro melhor tempo.

Entre os pilotos da Equipe Crystal-Fly, patrocinada pela WebMotors, o melhor colocado foi Sylvio A. de Barros Neto, nº 115, que terminou em 14º lugar na colocação Geral - oitavo em sua categoria, Production. Bob Keller, 116, foi o 24º, Dener Pires, 147, o 33º e Carlinhos Ambrósio, 110, o 34º.


Carros
Klever Kolberg/Lourival Roldan 206/Petrobrás/Lubrax foram os mais rápidos. Reinaldo Varella/Edgar Fabre 212/Troller ficaram com a segunda posição, seguidos por Édio Füchter/Milton Pereira 201/Chevrolet. A dupla catarinense Édio Fuchter/Milton Pereira manteve-se a liderança do rali, agora com 27 minutos de vantagem sobre os segundos colocados, Klever Kolberg e Lourival Roldan, da Mitsubishi. Já os cearenses Riamburgo Ximenes e Rogério Almeida apertaram o ritmo na segunda especial do dia e assumiram o terceiro posto, com uma desvantagem de 14 minutos para os vice-líderes.


Quadriciclos
Na sexta etapa, após o acidente com o piloto Robert Nahas, a categoria terminou com Carlo Collet Jr 192/Biscayne em primeiro, Maurício Ramos Índio 194/ Pão de Açúcar/Extra Distance em segundo e o número 190, Luiz Carlos Novi Jr. Kaerre/Fabama, em terceiro.


Caminhões
Entre os caminhões, os melhores colocados foram Ricardo Domingues/Mauricio Henrique. Em segundo posto terminaram Luciano Cunha/João Neto, e em terceiro André Azevedo/Robson de Oliveira.

Depois de percorrerem 316km de trechos cronometrados na terça-feira, os competidores enfrentarão mais um longo trecho até a chegada no estado do Piauí. Eles cumprirão um total de 256km de trechos cronometrados e mais 394 km de deslocamento, totalizando 650km de estradas no sétimo dia da prova.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors