F-1: pneus vão decidir títulos, dizem líderes

  1. Home
  2. Salões
  3. F-1: pneus vão decidir títulos, dizem líderes
Rodolpho Siqueira
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Não é sempre que Fernando Alonso, da Renault, e Michael Schumacher, da Ferrari, concordam em alguma coisa. Ultimamente, na verdade, os dois vêm soltando farpas, um tentando desestabilizar o outro e suas respectivas equipes. Mas o site especializado PlanetF1 argumenta que ambos apostam que a qualidade dos pneus pode decidir quem, entre eles, ficará com o título de campeão mundial de 2006.

Com quatro corridas para o fim da temporada, Alonso lidera a competição com uma vantagem de 12 pontos sobre Schumacher. No fim de semana passado, o piloto espanhol da Renault impôs uma derrota ao alemão da Ferrari ao chegar no segundo lugar, deixando um aflito Schumacher em terceiro e abrindo em dois pontos sua vantagem na tabela. A vitória foi do brasileiro Felipe Massa, que, com o resultado do outro ferrarista, ajudou o time italiano a encostar na Renault – em uma diferença de apenas dois pontos.

Apesar do grande avanço da Ferrari nas últimas quatro corridas, Fernando Alonso acredita que os fornecedores de pneus Michelin, da Renault, e Bridgestone, da Ferrari irão decidir os dois títulos mundiais nesta reta final da temporada: “O resultado final dessa disputa está nas mãos dessas duas fábricas”, disse Alonso à agência Reuters, segundo o PlanetF1. “O motivo é que, atualmente, os carros estão em seu máximo em termos de desenvolvimento”, continuou ele, justificando sua opinião no fato de que os fabricantes de pneus ainda teriam novidades a apresentar até o fim do ano.

Schumacher concordou: “Os pneus são o elemento dos carros que têm o maior potencial para influenciar a decisão do Campeonato Mundial”.

Como o WebMotors já informou, outra questão técnica que pode influenciar a decisão do título é a proibição do uso dos amortecedores de massa, decisão tomada definitivamente pela Corte de Apelações da FIA antes do GP da Turquia. Esse equipamento favorecia especialmente os times equipados com pneus Michelin, e a Renault parece estar sentindo sua falta, notadamente nas pistas onde os carros são mais instáveis. Mas, novamente, a questão envolve o desempenho dos pneus no caso, dos Michelin.

Leia também:

F-1: Schumacher surpreso com o próprio desempenho

F-1: Renault perde briga no tapetão

Toyota faz primeiro teste oficial na Nascar

Toyota deixa entidade de fabricantes na F1

FIA quer Fórmula 1 ecologicamente correta
________________________________

Quer receber nossa newsletter e boletins de manutenção de seu carro? Então se cadastre na Agenda do Carro clicando aqui e receba boletins quinzenais com as notícias mais quentes!
_______________________________
E-mail: Comente esta matéria

Envie essa matéria para uma amigoa

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors