F1: Schumacher vence GP do Canadá

Alemão é novo líder do campeonato; Barrichello faz corrida apagada e chega em 5º
  1. Home
  2. Salões
  3. F1: Schumacher vence GP do Canadá
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- O alemão Michael Schumacher, da Ferrari, venceu domingo 15 o GP do Canadá, oitava etapa do Mundial de F-1, e assumiu a liderança do campeonato, desbancando o finlandês Kimi Raikkonen, da McLaren, que terminou a prova em 6º.

Schumacher passou toda a prova em disputa direta com seu irmão, Ralf, da Williams, que havia largado na pole position e pulado na ponta no início da prova. A troca de posições, no entanto, foi definida nas parados nos boxes – Michael e Ralf optaram por duas paradas, mas o irmão mais velho, retardando seu pit-stop, conseguiu nas duas vezes voltar na frente do caçula, colocando a Ferrari na ponta.

O colombiano Juan Pablo Montoya, também da Williams, largou em segundo e conseguiu manter sua posição na primeira volta, mas rodou em seguida, perdendo posições. Ainda assim, Montoya conseguiu se recuperar e terminou em terceiro.

Essa foi a quarta vitória de Schumacher no ano e a de número 68 em sua carreira. Agora o alemão soma 54 pontos, três a mais do que Raikkonen e está a apenas 1 ponto de atingir a marca dos 1000 pontos na categoria.

O brasileiro Rubens Barrichello, companheiro de Schumacher na Ferrari, teve um início de prova atrapalhado, teve de parar nos boxes, caiu para a 18ª posição e, no final, chegou em 5º. Barrichello “acertou” o carro de Fernando Alonso logo na segunda curva da prova e danificou o bico de sua Ferrari, que teve de ser trocado. O brasileiro soma agora 31 pontos no mundial e está na 6ª posição.

Ralf, que somou oito pontos com o segundo lugar, está com 33 pontos e Montoya, com 31 – o colombiano, no entanto, já venceu este ano Mônaco.

Aclamado como “sensação do ano”, o espanhol Fernando Alonso, da Renault, terminou a corrida em quarto e manteve a terceira colocação no campeonato, com 34 pontos.

Os brasileiros Antonio Pizzonia, da Jaguar, e Cristiano da Matta, da Toyota, não completaram a prova – Pizzonia teve problemas semelhantes aos de Barrichello no início da corrida e da Mata, após largar bem, abandonou a poucas voltas do final.

A próxima corrida da Fórmula 1 será o Grande Prêmio da Europa, disputado no circuito de Nürburgring, na Alemanha, dia 29 de junho.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors