Da Oficina: Fiat Idea 1.4 ELX Flex

Modelo apresenta boas soluções para o reparador, que conta com a assistência da Fiat na busca por informações técnicas
  1. Home
  2. Tecnologia
  3. Da Oficina: Fiat Idea 1.4 ELX Flex
Oficina Brasil
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

– Lançado em setembro de 2005, o Idea conquistou o público brasileiro – ele também é vendido na Europa – por oferecer uma opção de veículo familiar a um preço razoavelmente acessível.

Parte de um projeto que consumiu R$ 400 milhões e desenvolveu uma plataforma totalmente nova, o modelo chegou nas opções 1.4 Flex, oferecendo 81 cv com álcool, e 1.8 também bicombustível, capaz de desenvolver 114 cv.

Nesta avaliação, realizada na oficina Ingelauto, de propriedade do consultor do Oficina Brasil Eduardo de Freitas, os técnicos puderam examinar em detalhes os aspectos positivos e negativos da minivan.

Motor

Para começar, uma notícia animadora: “a Fiat tem liberado seu material técnico com muita facilidade. Fica até prazeroso trabalhar dessa forma", revela Eduardo de Freitas.

A seguir, os detalhes mais escondidos do veículo começaram a ser desvendados. Foi possível verificar que o sensor MAP, instalado em local de fácil acesso no coletor de admissão, é integrado, ou seja, na mesma peça estão as funções MAP e temperatura do ar.

Outras duas boas constatações vieram logo depois. Primeiro, notou-se que qualquer reparo na embreagem pode ser realizado de forma simples e rápida, e a a fixação da tubulação da direção hidráulica e do ar-condicionado também está bem localizada. "Estão muito bem-feitas. Será difícil apresentarem problemas", nota o consultor Eduardo de Freitas. O espaço para intervenções no motor também foi considerado bom.

Seu catalisador é incorporado ao coletor de escapamento, implicando em um alto custo na hora da substituição. A facilidade de manutenção, contudo, não fica comprometida.

Outra característica que facilita o surgimento de problemas é a posição do sensor de fase, localizado junto ao virabrequim. O local é comum, mas, no Idea, ele fica ao lado da roda dianteira direita e voltado para frente do veículo, o que facilita a interferência de sujeira em seu sinal. Por falta de uma proteção, a peça também vira alvo fácil para pedras e detritos.

Suspensão

A suspensão aparenta robustez, com soluções que os reparadores já estão acostumados. Com bastante vão livre em relação ao solo, o modelo roda sem maiores preocupações nas cidades.

"Um único problema detectado na suspensão dianteira é a fixação dos pivôs, que são rebitados e exigem a substituição da bandeja completa em caso de problemas", analisa o consultor Ronie Dotzlaw.

Os batentes e as coifas são fabricados de materiais de ótima qualidade, assegurando boa durabilidade. Há também uma janela para a verificação da bomba de combustível que dispensa a retirada do tanque para essa tarefa, facilitando a vida do reparador. O reservatório, aliás, é feito de metal, o que pode gerar vazamentos e fagulhas graves em caso de colisão.

Impressão ao dirigir

Ao dirigir o modelo é fácil observar que os retrovisores são muito pequenos, o que pode dificultar a regulagem. O acelerador Drive by Wire confere suavidade e impede algumas “barbeiragens” na condução.

Foi possível verificar ainda que a minivan apresenta um grande número de porta-trecos e conforto para os ocupantes, além de muito espaço no porta-malas.

Seu comportamento dinâmico é o ponto mais alto do modelo. Nas curvas ela tem um ótimo desempenho que inspira confiança sem causar desconforto, mesmo sendo um carro tão alto. Já os bons engates do câmbio, que usa relações relativamente longas, têm medidas certas para o bom torque em baixa rotação.

______________________
Busque outras avaliações Da Oficina aqui!

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors