Berlingo x Kangoo x Doblò

Multivans na berlinda...


  1. Home
  2. Testes
  3. Berlingo x Kangoo x Doblò
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon























______LINKS



Berlingo
novo


Berlingo
usado


Doblò
novo


Kangoo
novo

Kangoo
usado














O segmento de mercado que o Citroën Berlingo,
Renault Kangoo e Fiat Doblò disputam é
recente. Nasceu na Europa em 1996 e chegou ao Brasil
há apenas dois anos. Só no ano passado,
esse segmento cresceu quatro vezes na Europa. Denominado
“P”, os veículos desse novo nicho de
mercado trazem um design de linhas mais arredondadas
e agradáveis, além de uma renovação
no conceito de funcionalidade, no qual conforto e segurança
para os ocupantes passaram a ser prioridade absoluta.


Projetados para atender com mais racionalidade os consumidores
que antes só dispunham das grandes MPV’s,
veículos monovolumes funcionais, que até
então imperavam no mercado de transporte de passageiros,
as multivans disputam com eles agora cada centímetro
do mercado, com as vantagens de custarem muito menos,
serem mais compactas, versáteis e econômicas.


Espaço e versatilidade é o ponto forte
desses veículos. Beleza é, digamos, o
“calcanhar de aquiles” dessas peruas de teto
alto, que há alguns anos vêm ganhando as
ruas. Parecidas com botinhas ortopédicas gigantes,
elas foram batizadas “multivans”, e se propõem
a atender as necessidades dos usuários nas aplicações
comerciais, mas principalmente nas domésticas.


A receita é: tamanho de automóvel, conforto
de automóvel, dirigibilidade de automóvel,
desempenho de automóvel, preço de automóvel,
mas espaço de utilitário (dos grandes),
com múltiplas aplicações.


A Citroën inaugurou esse novo segmento no Brasil
com a importação, da França, do
furgão Berlingo na configuração
para passageiros. Logo depois, a compatriota Renault
veio dividir o mercado trazendo da Argentina o Kangoo,
cujo lançamento enfatizou as aplicações
familiares do modelo, embora oferecendo também
uma versão para carga.


A Fiat chegou por último, e garante que vai
rir melhor. Seu modelo, o Doblò, além
de oferecer tudo o que os concorrentes oferecem, é
fabricado aqui mesmo no Brasil, está disponível
em seis versões e tem o motor mais potente. Além
disso, é o único que oferece, opcionalmente,
dois bancos extras na traseira.


Veja aqui as principais características de cada
modelo:





























Motor 1.8 do Berlingo tem a mesma
potência do motor 1.6 que equipa o Kangoo; com
16 válvulas, motor da multivan da Fiat é
o mais potente, mas todos têm desempenhos parecidos





Os três modelos esbanjam conforto
e grande espaço interno; Doblò tem mais
capacidade de carga e ainda oferece dois bancos opcionais,
adaptados no compartimento de bagagens, que podem ser
rebatidos





Mesmo com uma característica
posição de dirigir acentuadamente na posição
vertical, os três modelos oferecem as mesmas qualidades
de dirigibilidade e ergonomia dos sedãs compactos
médios





Modelos da Citroën e Renault
têm preços equivalentes, mas a versão
ELX do Doblò, a mais completa, custa entre R$
2,6 mil e R$ 3,4 mil a mais do que os concorrentes;
pacote de itens de série faz a diferença
entre os preços dos três modelos








Texto Ricardo Panessa

Fotos: Divulgação




Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors