Teste: i30 evolui com novo motor 1.8

Hyundai incrementa hatch médio com 22 cv e oferece novidade por R$ 71,9 mil
  1. Home
  2. Vídeos
  3. Teste: i30 evolui com novo motor 1.8
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

IMAGE

Vinte e dois cavalos. Essa é a diferença do antigo motor 1.6 do i30 para o novo 1.8, propulsor que a Hyundai acredita ser o grande passo da nova geração do hatch rumo a liderança do segmento. O novo motor está disponível no i30 desde o último mês, oferecido nas concessionárias da marca a partir de R$ 71.900. WebMotors testou o hatch e conta se vale ou não a pena desembolsar a quantia por este Hyundai.

 

Em termos visuais, nada mudou no i30, que mantém um visual arrojado e de muito mais personalidade que a primeira geração. O destaque está na traseira com uma queda bastante acentuada. Ele é, sem dúvidas, o modelo com design mais arrojado do segmento, por ousar muito mais do que o Golf, por exemplo. É mais moderno até mesmo do que o Focus, que embora tenha sido lançado recentemente, já foi reestilizado na Europa e Estados Unidos.

 

Assista ao teste do Hyundai i30 1.8

 

 

Há quem diga, porém, que o hatch se parece até demais com o popular da marca, o HB20. O hatch médio mostra-se diferente nas linhas ainda mais elegantes e nos detalhes cromados. Fecham o conjunto as rodas de 17 polegadas, também com apliques cromados e pneus 225/45.

 

Um item estético dispensável é o para-barro, posicionado atrás das rodas, algo comum em modelos asiáticos, mas não muito querido no Brasil. Por dentro, o i30 repete a mesma elegância externa, com direito a couro na cor azul escura na versão topo de linha, que custa R$ 87 mil. 

 

Há diversos porta-trecos e um bom espaço interno, inclusive para quem viaja atrás, onde o túnel central é bem mais baixo que no Golf. O porta-malas transporta bons 378 litros, contra 318 litros do Focus e 313 litros do Golf. A central multimídia é outro ponto positivo, com interface bastante agradável. Há Bluetooth, entrada USB, DVD e um navegador bem rápido.

 

Desempenho

A grande novidade está escondida. O novo 1.8 MPI rende 150 cv de potência a 6.500 rpm e 18,2 kgfm de torque a 4.700 rpm. Os 22 cv fazem bastante diferença e o modelo tem muito mais fôlego do que com o aposentado motor 1.6. De acordo com a Hyundai, o hatch acelera de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos.

 

Na prática, o i30 ficou mais esperto e garante um desempenho bem interessante nas ruas e estradas. Embora não haja dupla embreagem no câmbio de seis marchas automático - não há opção manual -, as trocas são rápidas e com trancos quase imperceptíveis. O consumo segundo a marca é de 7,4 km/l, sempre com gasolina, já que não há opção flex. No teste do WebMotors, o hatch registrou no computador de bordo um consumo um pouco mais alto: 6,8 km/l.

 

Embora atenda muito bem as expectativas, o i30 não chega a ter o desempenho esportivo do Golf, que leva vantagem por ter motor turbo. Mas no quesito suspensão, o Hyundai leva mais vantagem, por encarar os desafios com mais conforto que o Volkswagen, e por ser assim, é também menos esportivo. O novo i30 é, sim, uma boa compra, sobretudo na versão de entrada, bem equipada e com câmbio automático. A versão mais cara, porém, deve ser repensada, já que os concorrentes oferecem mais conteúdo por preço equivalente. 

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors