Primeiro carro

Ser jovem e não ser revolucionário é uma contradição
  1. Home
  2. Cultura WM1
  3. Primeiro carro
Auto Informe
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A primeira coisa que você tem de levar em conta ao comprar o seu primeiro carro é se sua grana permite sonhar ou se você tem que ser muito racional.

Se o dinheiro for limitado, claro que você vai ter que abrir mão de uma porção de sonhos e de sugestões que vem recendo dos amigos. Será que você vai encarar mesmo um Celtinha 1.0? Um Mille? Ah! Golzinho o velho, porque o novo está carinho?

Mas será que as opções são só essas mesmo?

Mesmo que o dinheiro seja curto, sugiro cometer já os maiores erros que você vai cometer na vida de consumidor de automóveis.

Com o passar do tempo você vai ficar velho e pode mudar a maneira de pensar, pode se transformar num tiozão que só dirige carro com câmbio automático, só sedã com um motorzinho bem comportado.

Gosta de esportivo? Compre logo um esportivo, cometa essa ousadia agora, para não se arrepender mais tarde.

Esportivo de verdade só importado. E caro. Mas o mercado nacional tem algumas opções que agradam o jovem: carros rápidos, motor potente, desenho jovial, modelos que ampliam o status de quem vai desfilar pela primeira vez sobre quatro rodas.

A garotada gosta muito de carros como o Golf, o Stilo e o Peugeot 307. São muito caros? Só se você quiser um zero quilômetro. Já pensou num usado? Por que não?

Imagine você chegando na faculdade: Mille zero quilômetro ou de Golf 2003, qual é a melhor opção?

Muito melhor um carro velho com emoção do que um zerinho bem comportado: é uma atitude que mostra personalidade, despojamento.

Outro péssimo negócio, irracional mesmo, mas que encanta o coração, é um jipe velho, um Willys da década de 50. Se você gostar do estilo, cometa essa loucura. Além de ser notado em todos os lugares que passar, vai deixar seus pais malucos. Eles vão desfilar “ene” razões para você não fazer um negócio desses, mas você resiste, e ganha a parada.

No ano que vem, quando você conseguir passar o mico pra frente, diga ao seu pai que ele tinha razão, e ele se sentirá feliz.

O primeiro carro tem que ser um marco na sua vida. Esqueça a preocupação com a desvalorização do produto na hora da revenda, ignore o custo da manutenção, a dificuldade de atendimento na revenda. Deixe essas preocupações para quando você ficar velho. Nesse momento, obedeça apenas a ordem do seu coração. E lembre-se sempre dessa frase, dita por alguém que agora não me lembro quem:

“Ser jovem e não ser revolucionário é uma contradição.”

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors